quarta-feira, 16 de agosto de 2017

NOVO CONTRATADO

Rafael Lima, 23 anos, chega a Lusa após disputar a Série D pelo Rio Branco do Acre. Jogador é cria das categorias de base do Grêmio e do Internacional

Rafael Lima vai defender a Tuna Luso na segunda divisão do Campeonato Paraense
(Foto: Rio Branco/TV Amazônica) 
Fonte Globo Esporte

domingo, 13 de agosto de 2017

"Obrigado pelo carinho de todos"

Para o paraense que curte futebol, foi uma cósquinha na autoestima. Na noite da última segunda-feira (22), a novela global A Força do Querer mostrou um longo diálogo, em uma mesa de café da manhã. Nela, o personagem do ator Tonico Pereira, o "seu Abel", vestia orgulhosamente uma camisa da Tuna Luso Brasileira.
A esquecida "tuninha", como é carinhosamente chamada, não disputa a primeira divisão do campeonato paraense desde 2013. De vez em quando, aqui e ali, se ouve aquela piadinha infame de que a torcida do time, de tão pequena, " enche uma kombi". Pois bem, amigos, foi essa "tuninha" quem alcançou algo que nem Remo e nem Paysandu conseguiram: aparecer na TV pra todo o Brasil, em horário nobre, fora das 4 linhas.
E para a TV Globo, uma camisa só não basta. A emissora quer turbinar o guarda roupa do seu Abel com mais camisas cruzmaltinas, só que dessa vez sem patrocínios estampados no peito. Em breve, o personagem de Tonico Pereira terá mais 2 camisas para usar na novela: uma verde, do uniforme 1 e uma branca, do uniforme 2.
A direção da Tuna Luso vai entregar as camisas pessoalmente no início de junho e, claro, agradecer o reconhecimento inesperado da emissora de TV. "Não vi a cena, mas assim que ela foi ao ar, choveram mensagens de wsapp trazendo fotos. Fiquei emocionado e muito surpreso vendo o manto no cenário nacional", disse João Rodrigues, presidente da Tuna.
Por conta do sucesso da repercussão do personagem e seu carinho pelo time paraense, a diretoria da Tuna já pensa em convidar o ator Tonico Pereira para o lançamento do novo uniforme cruzmaltino, no final de julho.
Na presidência do clube há um ano e cinco meses, o português João Rodrigues, 58 anos, segue na sua obsessão de resgatar a fama da " Elite do Norte" como terceira força do futebol paraense. Como prioridades da sua gestão, além da volta à primeira divisão do Parazão, estão o saneamento das dívidas e a participação da lusa em todos os esportes amadores. A missão vem engatinhando com sucesso. Nesta sexta, o time de futsal adulto da Tuna Luso volta a disputar o campeonato paraense depois de mais de 10 anos. As dívidas trabalhistas hoje somam módicos 30 mil reais e nenhuma foi contraída com ex jogadores.
Com uma folha salarial de 80 mil reais no futebol, a Tuna contratou o técnico Sinomar Naves para armar um time competitivo, capaz de voltar a disputar a primeira divisão e trazer de volta uma cena inesquecível para esta cronista que vos escreve. As manhãs ensolaradas no estádio Francisco Vasques, com aqueles vovôs fofissimamente histriônicos, chupando laranjas nervosamente, e com seus radinhos de pilha colados ao ouvido. Na beira do alambrado do velho estádio do Souza, eles torciam graciosamente pela Tuna Luso Brasileira.
Ao ver o personagem de Tonico Pereira na novela, um senhorzinho encrenqueiro e folclórico, relembro cada um desses simbólicos torcedores tunantes.
Tentei falar com a autora da novela, Glória Perez, por uma rede social e não tive resposta. Não se sabe ao certo de quem foi a ideia de resgatar a gloriosa Tuna Luso, em pleno horário nobre. Alguns dizem que foi do próprio ator, Tonico Pereira. Seja lá de quem for, o que mais importa agora é saborear o gostinho de nostalgia.

Todo paraense carrega um pouco da Tuna dentro de si e ao "se ver" na novela das 9, os que têm ascendência portuguesa, principalmente, evocam, mesmo que inconscientemente, a infância perdida. Um tempo no qual o melhor momento do dia era esperar o pão chegar da padaria do seu Manoel da esquina, quentinho, para ser saboreado, assistindo ao Sítio do Picapau Amarelo com seu hilário "Zé carneiro"
Hoje, tantos anos depois, o mesmo Zé me lembra o quanto é doce ser paraense.
Plim plim!


Colaboração: Fernando Lucas

Mael acerta com a Tuna para segundinha


 Mael também vai disputar a Segunda Divisão do futebol paraense pela Tuna
Foto: Reprodução/TV Tapajós) 

Fonte: Globo Esporte

Tuna oferece atividades esportivas para crianças e jovens com deficiência

Projeto Esporte Adaptado é gratuito e realiza trabalhos com a pessoa com deficiência na faixa etária de 11 a 18 anos. Entre os esportes, estão futebol e natação

Tuna oferece atividades esportivas para crianças e jovens com deficiência

A Tuna Luso formalizou uma parceria com o Projeto Esporte Adaptado, que visa desenvolver atividades físicas com crianças e jovens com deficiência na faixa etária de 11 a 18 anos. O trabalho é realizado pelo professor de educação física Valdir Aguiar há cinco anos na capital paraense. Quem tiver interesse em participar das diversas modalidades esportivas podem se inscrever de forma gratuita, sem pagamento de mensalidade.

As atividades estão voltadas para a pessoa com deficiência visual, física, intelectual e paralisia cerebral. Dentre os esportes ofertados pela parceria entre clube e projeto estão: futebol de cinco e sete, natação, atletismo, tênis de mesa, esgrima em cadeiras de rodas e bocha (esporte de seis bolas onde os jogadores fazem pontos ao deixá-las mais próximas de um alvo). As inscrições podem ser feitas nos dias das aulas, às quintas-feiras, das 9h às 11h, e aos sábados, das 8h às 11h, na sede tunante localizada na avenida Almirante Barroso, em Belém.

Natação é uma das atividades realizada pelo projeto de Valdir Aguiar (Foto: Júnior Cunha)
– Temos uma emoção muito grande ao ver que o projeto está dando cerco. Desde quando iniciou, há cinco anos, tive a fé em Deus que iríamos ter sucesso e é o que vem acontecendo. Só tenho a agradecer aos amigos que colaboram e à Tuna que não cobra nada para nós. É um projeto que sonhava há muito tempo e hoje é uma realidade. Todos somos voluntários, mas nosso pagamento é o abraço das crianças, os olhares, os gestos. A demanda vem crescendo, temos 46 crianças, mas esperamos chegar em 80. Então só tenho que agradecer a todos que olham por nós  – comentou Valdir, de 52 anos.

Ao todo, 14 profissionais fazem parte do Projeto Esporte Adaptado, sendo cinco professores de educação física, um fisioterapeuta, um terapeuta, uma enfermeira e quatro estagiários de educação física, além de dois coordenadores. No momento, a ação, que teve início em fevereiro, conta com 46 alunos matriculados. Apesar da parceria com a Tuna e da força de vontade dos voluntários, o projeto ainda enfrenta algumas dificuldades.

– Apesar de ser um trabalho gratuito, alguns de nossos atletas tem dificuldades financeiras para a locomoção, mas nós seguimos caminhando, em busca dos objetivos. A Tuna abriu as portas para nós, o presidente aceitou na hora o projeto e isso foi muito bom. Temos dificuldades, mesmo com a parceria, em conseguir alguns materiais para treinos e buscamos um “padrinho” para o projeto – disse Valdir Aguiar.

*Kaio Rodrigues, sob supervisão de Gustavo Pêna.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/pa

Rayro é da Tuna

 
Rayro ao lado dos diretores de futebol da Tuna Luso, Eder Pisco (dir.) e Vinícius Pacheco (esq.)
Foto: Divulgação

Destaque do Azulão em 2012, Jogador estava disputando a Série C do Brasileiro no CSA. Contrato será para a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Paraense

Fonte: Globo Esporte



  
  


Tuna Campeã do Campeonato Paraense de Volei Master 2017

Tuna Campeã do Campeonato Paraense de Volei Master

Sinomar Naves assume time profissional e categoria de base da Tuna Luso

Treinador, que estava no Imperatriz, chega com a missão de reestruturar o futebol e recolocar a Águia na elite do Paraense

Sinomar Naves assume time profissional e categoria de base da Tuna Luso

Depois de classificar o Imperatriz para a Série D do ano que vem, o técnico Sinomar Naves terá o desafio de recolocar a Tuna Luso na elite do futebol paraense ao final desta temporada. O treinador foi contratado com a missão de reestruturar desde as categorias de base, na companhia do filho, Sinonar Junior. O acerto foi efetivado na semana passada.
– Fechamos na quinta-feira passada e, além do profissional, vou coordenar o futebol desde a base. Estamos começando com um trabalho de reestruturação e vamos montar o time Sub-23, que será comandado pelo Sinomar Junior, com a minha supervisão. A nossa ideia é iniciar a projeto da Segunda Divisão até o mês de agosto – completou o treinador.
Sem figurar na elite do estadual há três anos, a Tuna Luso investiu pesado ano passado, mas sua participação na divisão de acesso foi um fiasco.
– A gente sabe que a Tuna precisa retornar para a primeira divisão. Isso motiva os jogadores e dá mais qualidade ao trabalho. Sabemos que a elite do estadual é um diferencial para o clube em todos os aspectos. Nosso projeto é conseguir isso esse ano. A base depende do profissional para caminhar com mais facilidade – finalizou.
Fonte: https://tunalusobrasileira.com.br/

Mascote da MUC, torcida organizada da Tuna Luso.


EM BUSCA DO TEMPO PERDIDO

 
Recuperação e pintura do Tobogã do Estádio Francisco Vasquez, o "Souza".

Tuna Luso e Cesupa fecham parceira


Sinoma comandará a Tuna Luso Brasileira na segundinha 2017.



A volta do BLOG TUNANTE


O Blog Tunante está retornando as suas atividades após um breve intervalo. Contamos com o apoio e a participação de todos os visitantes que desejarem saber mais sobre a nossa querida Tuna Luso Brasileira, a Cruz de Malta paraense. 
Bem, sendo assim, melhor do que o retorno e uma boa ideia, só mesmo uma boa imagem!
Sejam bem vindos!