BLOG TUNANTE

terça-feira, 6 de maio de 2014

Valdão está de volta à TV

Por: Expedito Leal

Com sua inegável simpatia que herdou do rádio esportivo, seu desembaraço verbal recheado de sinonímia que faz questão de sobressair ao falar e sobretudo preenchendo a tela com seu carisma de comunicador versátil, meu amigo Valdo Souza está e volta à TV. Agora, pelo SBT onde comanda um programa repleto de trações, ao meio dia.
Valdo passou pela Record onde teve rápida ascensão em um veículo com o qual não tinha intimidade. O vídeo tem essa dificuldade inicial. Pois requer postura, colocação da voz no momento certo e um improviso que não perdoa vacilo. Com a imagem à frente do telespectador, um erro banal ganha às vezes dimensão muito maior do que no rádio. O "escorregão" não mostrou a imagem de quem errou. Pode-se até conhecer a pessoa, mas sua imagem naquela ocasião fica preservada por não estar ao vivo” .Sobrou apenas para a vocalização equivocada. Na televisão isso não acontece, pois é como se imagem reforçasse o erro e às vezes até estigmatizando a pessoa que fica com a imagem associada "aquela bobagem" dita no vídeo.
Comentar, analisar um fato, emitir opinião sobre o assunto, quando não há script antecipado, requer segurança sobre o que se vai falar.Ainda que não aprofundando o assunto enfocado, mesmo que expressando opinião apenas rasa, é recomendável a prudência, a sobriedade sobre a análise.Ao arroubo da indignação, a repulsa pelo que não concorda ao mostrar o fato na tela, o apresentador tem que ter o equilíbrio de não se deixar trair pelas palavras.Depois que forem ditas, é inútil querer consertá-las,pois a emenda como sabe, soa por vezes pior que o soneto.
Valdão retorna à TV com mais experiência, mas precisa ter por por trás e si uma produção segura, atenta ao desenrolar do programa, para depois discutir, mostrar equívocos cometidos e assim corrigir e ajustar pequeno deslizes que, se repetidos, comprometem o programa em seu conteúdo geral.

Tô na grande torcida a favor do Valdão e sei que na emissora anterior ele foi "fritado" por quem desejava substituí-lo por um "afilhado" importado.O que terminou acontecendo.
Olho vivo na trairagem, Valdão. E leva o barco devagar que você já é um marinheiro experiente.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário