sábado, 30 de junho de 2012

Notícias da natação tunante

Victor Moraes é o sexto colocado no Campeonato Brasileiro de Natação.
O nosso atleta Victor Moraes acabou de chegar em sexto lugar nos 200 metros costas do Campeonato Brasileiro Infantil, que está sendo realizado em Aracaju, Sergipe. Parabéns ao Victor, aos seus pais e ao seu treinador Fernando, por essa importante conquista para a nossa Tuna.

Tuna Luso é campeã paraense infantil de natação 2012
Depois de vários anos amargando sempre o terceiro lugar, a Tuna Luso Brasileira voltou com força total e conquistou o Campeonato Paraense de Natação em Piscina Curta na categoria Infantil. A nossa equipe bateu os tradicionais Remo e Adesef, o que valoriza muito a nossa vitória. A nossa equipe quebrou recordes individuais e no revezamento, surpreendendo todos. Ao longo da semana vamos contando as histórias desta conquista, que marca o retorno da Tuna ao lugar mais alto do pódio na natação paraense. Parabéns também a nossa equipe juvenil, que foi vice-campeã e a nossa equipe junior-senior, que obteve a terceira colocação. Parabéns a todos os atletas, pais e treinadores por essa importante conquista para a nossa Tuna.
fonte: blog Natação da Tuna

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Valeu o esforço de Portugal, mas a sorte estava com a Espanha

Apesar de todo esforço e vontade de vencer da equipe portuguesa, mais uma vez a seleção Lusa deixa escapar a vaga para disputar uma final da Eurocopa.


Portugal cai pela quinta vez em seis meias-finais

A seleção portuguesa de futebol caiu ontem (27) pela quinta vez em seis disputas de semi-finais, ao perder por 4-2 no desempate por penalidades, após 0-0 no tempo normal de jogo e prorrogação (120 minutos), em Donetsk, na Ucrânia. Portugal disputou as semi-finais de 1984, 2000 e 2004, e duas em Mundiais, em 1966 e 2006.

Esta continua, porém, a ser a exceção, já que as outras cinco tentativas de atingir uma final saíram todas frustradas, três frente à França, uma perante a Inglaterra e outra, a de hoje, face à Espanha, detentora dos títulos europeu e mundial.

Leia mais...

domingo, 24 de junho de 2012

Paysandu vence a segunda regata de 2012

Detalhes do local de chegada das provas.
Aconteceu neste sábado (23), a segunda regata do Campeonato Paraense de Remo 2012, realizada no Ver-O-Rio. Dos 11 páreos programados, cinco foram vencidos pelo Paysandu, quatro pelo Clube do Remo e apenas dois pela Tuna Luso. O Paysandu somou 29 pontos, contra 28 pontos do Clube do Remo e 19 pontos da Cruz de Malta.
Apesar da boa presença de público para prestigiar a regata, o que se viu foi muita desorganização e falta de informação, dificultando principalmente o trabalho das equipes de apoio dos clubes e dos atletas que remavam, sem se falar da imprensa e dos espectadores que, além do forte sol, nem banheiro tinham para usar. 

 
Barcos deslocando-se para o ponto de partida de prova. 
 
A segunda regata deveria ter acontecido no domingo passado (17), ao invés do sábado (23). Jornalistas e torcedores não foram avisados com antecedência das mudanças e só ficaram sabendo do local de chegada dos páreos no dia do evento. Muitos chegaram a ir até a Estação das Docas mas foram avisados por funcionários do local que a regata teria chegada no Ver-O-Rio, ao invés da Estação das Docas. Em função disso, o início da regata teveatrasos que só terminou por volta das 14h. Para completar a desorganização, parece que os promotores do evento não solicitaram o apoio da Marinha do Brasil para proibir o tráfego de barcos e Jet-Ski que trafegavam de forma perigosa pelo local, o que acabou atrapalhando bastante o desempenho dos remadores. Muitas manobras arriscadas foram feitas por essas embarcações que poderiam ter causado graves acidentes com remadores e barcos. Houve muita reclamação por parte de integrantes das equipes que disputavam a regata, além dos torcedores que logo identificaram tamanho perígo. Uma lancha patrula da Marinha poderia ter sido solicitada para dar apoio e segurança no local!

Torcedores conferindo resultados e pontuação a cada prova.
 
O presidente da FEPAR, Sr. Luizomar Costa, alegou que foi a Capitania dos Portos que não autorizou que a regata tivesse chegada na orla da Estação das Docas. A regata foi então transferida para o Ver-O-Rio com a concordância dos três clubes. Além de todos esses problemas, vários barcos dos clubes quebraram antes das provas, ocasionando mais atrasos. O presidente falou ainda que a regata teria de ser realizada neste sábado para evitar maiores prejuizos aos clubes e ao público presente.
 
Atenção constante de atletas e técnicos durante as provas.
 
Integrantes da comissão técnica do Paysandu festejaram a vitória da segunda regata, enquanto que os do Clube do Remo e da Tuna Luso reclamaram bastante da falta de apoio recebidos de suas diretorias. Segundo depoimento do técnico do Remo, apenas dois dias antes da regata a garagem recebeu alguma ajuda do clube. Pelo lado da Tuna, a carência é maior e a ajuda só vem sendo recebida de colaboradores isolados e abnegados, visto que a diretoria não tem dado o apoio necessário. Recentemente a garagem da Tuna ganhou uma nova ponte, construida em madeira resistente, e teve parte da fiação elétrica do centenário prédio substituida. Em breve pretende-se cavar um novo poço artesiano para uso da garagem, além de outras obras necessárias para que os usuários tenham o mínimo de conforto na garagem. A equipe de colaboradores está apenas iníciando um trabalho que, se for continuado, deverá trazer bons frutos para a náutica da Tuna já a partir do ano que vem.
 
Foto dos troféus oferecidos pela FEPAR para o campeão e vice campeão da regata.
 
Após o término da regata deste sábado, integrantes da comissão técnica da Tuna, atletas e familiares, além de outros convidados, foram para a garagem náutica da Lusa para participar de uma farta feijoada acompanhada por churrasco e muita descontração, tudo patrocinado por colaboradores e amigos da Confraria da Sauna. Dois garçons e um churrasqueiro foram contratados exclusivamente para servir os presentes. Aproximadamente 80 pessoas estiveram presentes no almoço, onde todos foram hunanimes em descrever com satisfação a alegria de participar de um almoço nunca visto antes na sede náutica.
  
Atletas da Tuna durante a feijoada oferecida por colaboradores.
 
Apesar do terceiro lugar na segunda regata, comissão técnica e atletas da Tuna sentiram que é possível melhorar o desempenho na próxima regata e diminuir a vantagem dos outros competidosres. Depois do final da segunda regata, o Clube do Remo continua em primeiro lugar no campeonato com 59 pontos, seguido de perto pelo Paysandu com 52 pontos e pela Tuna com 40 pontos.
Em breve retornaremos com a divulgação da data e local da terceira regata.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

CR7, É O CARA!


Ronaldo apontou 40.º golo português em fases finais do Europeu

capitão iguala Nuno Gomes com 6 tentos
quinta-feira, 21 junho de 2012 | 22:24


Cristiano Ronaldo tinha ficado domingo a um tento do atual jogador do Sp. Braga, ao bisar face à Holanda (2-1), no jogo que colocou Portugal nos "quartos", fase em que marcou hoje à República Checa (1-0).
Um cabeceamento imparável, depois de um cruzamento da direita de João Moutinho, aos 79 minutos, selou o triunfo luso e o apuramento para as meias-finais - o próximo adversário sairá do Espanha-França, marcado para sábado.


Além dos três tentos apontados no Euro'2012, o jogador do Real Madrid já havia marcado dois no Euro'2004 (1-2 com a Grécia e 2-1 à Holanda) e um no Euro'2008 (3-1 à República Checa).
Atrás de Nuno Gomes e Cristiano Ronaldo, seguem, ambos com três golos, Hélder Postiga, que no Euro'2012 marcou no 3-2 à Dinamarca, e Sérgio Conceição, este graças a um inesquecível hat-trick à Alemanha (3-0), em 2000.
Leia mais... http://tvviascruzadasbrasilportugal.blogspot.com.br/

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Segunda regata será sábado, dia 23


A 2ª regata do Campeonato Paraense de Remo, promovido pela FEPAR, está confirmado para o próximo sábado, dia 23.
Apesar do dia impróprio e fora do normal, Tuna, Remo e Paysandu, disputarão 11 páreos.  A regata estava anteriormente marcada para o dia 24, mas de acordo com informações do presidente da FEPAR, Sr. Luizomar Costa, alguns atletas do Clube do Remo farão provas de um concurso no domingo (24), razão pela qual a equipe solicitou a antecipação.
A homenagem da 2ª Regata será para o ex-remador cruzmaltino Orlandino Ventura, um dos maiores remadores do Pará, ao lado dos atletas Manoel Cristino e Heronides Moura, na famosa "Guarnição dos Bonitões",  equipe que ganhou o Campeonato Paraense  por 10 anos seguidos (1948 a 1957).
A Tuna não alinhará em um dos 11 páreos, segundo informa o técnico "Lindão". "isso não vai significar muito, pois estamos preparados para vencer a regata", disse o treinador. A expectativa é no Oito Gigante, onde a torcida cruzmaltina poderá ter grande chance de vencer.
A liderança do campeonato é do Clube do Remo, seguido de Tuna Luso e Paysandu. A pontuação é de 04 pts para o primeiro lugar, 02 pts para o segundo e 01 pt para o terceiro lugar. É muito importante que a equipe alinhe as provas e chegue até o final para que pontue pelo menos um ponto, o que pode fazer a diferença no final.
fonte: blog Didascália

terça-feira, 19 de junho de 2012

Portugal joga 'quartos' do Euro com Rep. Checa

Seleção ganha à Holanda (2-1) com exibição gigante de Ronaldo (dois golos, outras tantas bolas no poste) e beneficia da vitória da Alemanha sobre a Dinamarca (2-1) para assegurar passagem à fase seguinte. 

Jogo com checos é na quinta-feira

Leia matéria...
http://tvviascruzadasbrasilportugal.blogspot.com.br/2012/06/portugal-joga-quartos-do-euro-com-rep.html
fonte: TV Vias Cruzadas

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Campeonato Brasileiro Juvenil de Natação, no Sport Clube Recife - PE

Esses são os guerreiros da Tuna Luso Brasileira, André Bastos e Hecklin Machado. Os dois, participaram do Campeonato Brasileiro Juvenil, no Sport Clube Recife - PE. André Bastos nadou as provas de 100m Borboleta e 100m Peito; Hecklin Machado nadou as provas de 200m Borboleta e 100m Borboleta, conseguindo passar pelas eliminatórias e chegando na grande final, onde conseguiu com grande satisfação chegar na oitava colocação, com o tempo de 1'08"54.
 
Andre Bastos & Hecklin Machado
 
Seu técnico, Fernando Wilkinson, recebeu a atleta 6 meses atrás e a mesma já apresenta ótimos resultados dentro do estado e fora dele.
Aos dois nadadores e seus treinadores os nossos parabéns pelos bons resultados alcançados e desejos de muitas vitórias daqui pra frente.
Colaboração: Professor Hernani Junior - Coordenador do Programa Natação Cidadã da Tuna Luso Brasileira

FPF CONFIRMA PARA O DIA 19 DE JUNHO O LANÇAMENTO DO LIVRO PARAZÃO CENTENÁRIO

A FPF, através de seu presidente, Sr. Antonio Carlos Nunes de Lima, informa que o lançamento do livro intitulado "PARAZÃO CENTENÁRIO - A História do Campeonato Paraense de Futebol", produzido em parceria com o jornalista e pesquisador Ferreira da Costa, será lançado na noite desta terça-feira (19), na boate refrigerada da Tuna Luso Brasileira.
Haverá premiação para os destaques do Campeonato Paraense, em seus 100 anos de disputa.

Relação das agremiações que receberão premiação:
Tuna Luso Brasileira - Clube mais antigo do futebol do Pará, 109 anos;
União Esportiva (representado pelo ex-governador Aurélio do Carmo, que foi seu presidente, em 1960) - Clube que 1° venceu o Parazão, em 1908;
Clube do Remo - Clube que mais títulos ganhou seguidamente (1913/1919);
Paysandu Sport Club - Clube que mais Campeonatos conquistou, 44 títulos;
Paysandu Sport Club - Clube que aplicou a maior goleada nos 100 anos de disputa, 17 x 0 sobre o Panther Club, em 11.06.1922;
Independente - Clube que primeiro levou o título de Campeão para o interior do Estado (2011);
Cametá - Clube que ganhou o último título que fechou o ciclo do 100° Campeonato (2012).
Relação de quem receberá plaquetas:
  • Bira (maior artilheiro de uma edição do Campeonato, em 1978, 32 gols);
  • Quarentinha, jogador mais vezes campeão paraense (12);
  • Nagib Coelho Coelho Matni (representado por familiar), técnico mais vezes campeão paraense, 8 campeonatos; Marituba (representado por familiar), jogador de mais longa carreira, 25 anos, de 1917 a 1942;
  • Manoel Francisco de Oliveira, árbitro de carreira mais longa no Campeonato, 25 anos;
  • Carlos Estácio, cronista esportivo de mais longa atuação no Campeonato, 58 anos;
  • Jogadores que foram campeões pelos três grandes clubes de Belém, Remo, Paysandu, Tuna: Abel, Marinho, Mesquita, Dema, Belterra, Juranir.
  • Jean Louis de la Roque (representado por familiares), introdutor do futebol no Pará, em 1892.
Segundo informações da fonte, foram necessários 4 anos de pesquisas para a conclusão do livro, que terá 388 páginas, 260 fotografias históricas e será vendido pelo preço de R$ 30,00.
Compareça à Tuna Luso Brasileira e prestigie o lançamento dessa obra maravilhosa, que vai resgatar a memória do nosso Campeonato de Futebol.
fonte: Site da FPF e Jornalista Ferreira da Costa.

domingo, 17 de junho de 2012

Churrasco comemorativo na garagem náutica

 Técnico Lindão (sentado de branco, no centro), ao lado de Bosco (ex jogador de futebol do clube, em pé), do advogado e colaborador Caxiado (sentado de verde E), do auxiliar Serraia (sentado de azul claro), e dos remadores da Tuna.
Aconteceu neste sábado (16), na garagem náutica da Tuna Luso, um churrasco organizado pelos membros da Confraria da Sauna da Tuna. O evento foi em comemoração a entrega da nova rampa de acesso de barcos da garagem, construída em madeira, com o apoio da confraria e de outros colaboradores.

Vista parcial dos fundos da garagem, pegando a nova rampa e os participantes do churrasco.

Sócios, colaboradores e atletas estiveram presentes no churrasco que teve início às 16 horas e foi até às 21 horas. Durante o evento, foi possível avistar vai-vem de barcos na frente da garagem, além da maravilhosa brisa soprada do rio que vinha a todo instante. Até a tradicional chuvinha da tarde passou por lá, mas o que não faltou foi descontração.

Jovens atletas e colaboradores ajudam na manutenção da garagem náutica.

Agradecemos a participação dos que foram ao churrasco e informamos que organizaremos outro churrasco já no próximo dia 23 de junho (sábado), novamente na garagem, logo após a segunda regata de 2012.

sábado, 16 de junho de 2012

Atletas do PNC no TROFÉU MÔNICA REZENDE 2012

Mônica Resende.
Teve início nesta sexta-feira (15), no Parque Aquático da UEPA EDUCAÇÃO FISICA (Belém), localizado na avenda João Paulo II, o TROFÉU MÔNICA REZENDE 2012. O torneio é disputado em piscina de 50 metros e irá até o dia 17/06, sob coordenação da FPDA. A equipe da Tuna Luso está presente na disputa deste Troféu através de seus atletas atendidos pelo Programa Natação Cidadã.
 
Professora Anna Neri com a equipe 3º Lugar no revezamento 4X50m nado Livre - Thalita Santos; Rayssa Mendes; Mayara Neves; Jaqueline Reis.
 
 No primeiro dia de competição, no Troféu Mônica Rezende (competição de atletas não federados), o Parque Aquático da Universidade Estadual do Pará, recebeu a primeira etapa da competição. Alunos com pouco tempo de treinamento, apresentaram ótimos resultados.

Fabricio Amador - 2º Lugar - 50m Costa - Pré-Mirim
 
O primeiro atleta da Tuna a se apresentar foi Fabricio Amador (ainda irá completar 8 anos) que conquistou o segundo lugar nos 50m nado costas, com o tempo de 1'06"99. Este atleta, só pode participar desta competição, pois sua idade ainda não está dentro do que é permitido pela FPDA (Federação Paraense de Desportos Aquáticos) que é de 9 anos, por este motivo, o mesmo só participou da competição dos atletas não federados. A professora Anna Neri é a sua técnica.
Casimiro Mateus Oliveira - 3º Lugar - 50m Costa - Mirim
 
O segundo atleta que se destacou foi Casimiro Mateus, que conquistou o 3º Lugar nos 50m nado costas, com o tempo de 1'00"41, categoria Mirim.
 
3º Lugar nas Categorias Mirim e Petiz.

O mesmo está apenas com um mês de treinamento no PNC, e já nos mostra total desempenho em sua primeira competição. As próximas competições já serão de federados. O professor Hernani Junior é o seu técnico.

Jaqueline Amanda Reis - 2º Lugar - 50m Costa - Petiz.

A terceira atleta em destaque é Jaqueline Reis, que conquistou o 2º lugar nos 50m nado costas, com o tempo de 50"70, na categoria Petiz. Essa atleta também está com pouco tempo no PNC. A professora Anna Neri é a sua técnica.
 
Revezamento 4X50 nado Medley - Jaqueline Reis;Thalita Santos; Mayra Neves; Evelyn Massalai.
 
Esperamos novos bons resultados nas segunda e terceira etapas. Em breve retornaremos com os resultados.

Colaboração: Professor Hernani Junior, Coordenador do Programa Natação Cidadã da Tuna Luso Brasileira.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Fotos da nova rampa da garagem náutica da Tuna

A nova ponte da garagem foi parcialmente concluída nesta quinta-feira (14), faltando agora somente a colocação da rampa de acesso para finalizar a obra. A previsão da entrega total da obra é para sábado (16), ocasião em que faremos um churrasco comemorativo pela grande conquista. A nova rampa foi bem construída e deverá servir o clube por pelo menos uns trinta anos. As próximas propostas do grupo de colaboradores é a construção de pelo menos uma maloca estilizada de madeira, ao lado da nova rampa, além da construção de um poço artesiano para servir a garagem.
Sendo assim, a partir das 16h deste sábado (16), convidamos os colaboradores e associados do clube para participarem de um churrasco que será feito na sede náutica da Tuna para apresentar aos presentes a nova rampa.
Veja abaixo algumas fotos tiradas nesta quinta-feira (14), como segue:

 Perspectiva da nova rampa ao lado da antiga que já foi desmontada (14/06/2012).
 Vista parcial da área externa da garagem, mostrando de longe a nova rampa.
O Barco "João Pisco" é parte do patrimônio da garagem náutica. 
Outra foto comparando a nova com a antiga rampa (14/06/2012).

Tuna comemora 20 anos da conquista do Bi campeonato nacional

No dia 14 de junho de 1992, há exatos 20 anos, a Tuna Luso Brasileira ganhava o seu segundo título nacional, dessa vez o de Campeã Brasileira da Série B, ao vencer, no Estádio Evandro Almeida (Baenão), lotado, o Fluminense de Feira de Santana (BA) pelo placar de 3 a 1, com gols de Ageu Sabiá, Manelão e Juninho. Com esse título, o time cruzmaltino tornou-se o primeiro do Norte do país a ganhar um Bi Campeonato nacional.

Manchete do dia seguinte.

Aconteceu que neste jogo, até os 41 minutos do segundo tempo, a partida estava 1 a 0 para a Tuna, o que ainda não daria o título para a Águia Guerreira, mas sim para a equipe baiana. Para completar o sufoco, a equipe baiana empata o jogo através de Ronaldo, aos 42 minutos, ocasião em que muitos torcedores paraenses começarama deixar o Baenão. Mas tiveram que voltar com o segundo gol da Tuna marcado por Manelão, aos 45 e Juninho fez 3 a 1, aos 49.  



Mais de 10 mil pessoas presenciaram o jogo entre Tuna e Fluminense. Foram 6.217 pagantes, sendo que mulheres e crianças não pagaram, fazendo com que mais quatro mil pessoas prestigiassem a bela e inesquecível vitória e título da Tuna.

As torcidas de Paysandu e Remo prestigiaram o jogo da Tuna. As torcidas organizadas cruzmaltinas foram a Águia Guerreira, Tunasco, Águia Ardente e Fúria Cruzmaltina.


A Imprensa, coisa rara, estampou a foto da equipe da Tuna Bi Campeã Brasileira 1992.


Dos jogadores da Tuna Luso que foram Bi Campeões, somente o goleiro reserva, Mário Fernandes, não era paraense. O técnico Nélio Pereira e o supervisor Fernando Oliveira também são paraenses.
Nesta data, 14 de junho de 2012, a Tuna comemora 20 anos da conquista do bi campeonato nacional. Nossos parabéns aos heróis dessa conquista e aos torcedores cruzmaltinos por terem sido os primeiros do estado em comemorar dois títulos nacionais.

Jogadores do time campeão da Série B de 1992: Altemir, Mário Vigia, Juninho.  Luiz Otávio e Guilherme (Charles); Varela (Manelão), Ondino e Dema e Júnior; Ageu Sabiá e Tarciso.

fonte: Didascália

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Rampa nova quase pronta

Vista da nova rampa quase concluida (13/06/2012).

A nova rampa de acesso dos barcos da garagem náutica da Tuna Luso, depois de mais de cinquenta anos, está quase pronta. Segundo o seu Neco, carpinteiro naval responsável pela obra, a previsão de conclusão e entrega da nova rampa é para este final de semana, mais precisamente para o dia 16 de junho, sábado. A mesma já poderá ser usada a partir de segunda-feira (18), visando a disputa da segunda regata do ano, prevista para o dia 23 de junho. 
No detalhe, o carpinteiro naval Neco ao lado do ajudante Serraria, durante a construção da nova rampa.

Juntamente com a construção da nova rampa, está sendo feita uma limpeza geral do local sob a ponte. A vontade dos colaboradores que estão ajudando na revitalização da sede náutica é de construir, além da nova rampa, três malocas estilizadas de madeira, ao lado da rampa, visando o conforto de atletas e associados que poderão utilizá-las no local.

Em paralelo a construção da nova rampa, está sendo feita a limpeza do local sob a ponte.

Outra importante obra que começou a ser feita nesta quarta-feira (13) foi a substituição da fiação elétrica da sede náutica, o que há mais de meio século não acontecia, situação que colocava em risco a segurança do prédio. Inicialmente foi trocada toda a fiação de entrada até a cozinha, incluindo a substituição de tomadas, interruptores e bocais. Posteriormente iremos efetuar a substituição da fiação do segundo andar do prédio, da garagem de barcos e da área dos fundos da sede. O serviço elétrico está sendo realizado pelo competente eletricista Tarcísio, ex funcionário da Tuna, conforme solicitação e normas da CELPA.

 
Mesmo em obra, a manutenção de barcos não para. Na foto estão o técnico lindão (D) e o remador Chave de Fenda (E), atual vencedor do Trofeu Rômulo Maiorana, da categoria Remo .

Nossos sinceros agradecimentos aos colaboradores e anônimos que de alguma forma estão nos ajudando nesta importante etapa de reconstrução da sede náutica. Especiais agradecimentos para os colaboradores Jaime Eiras (associado e ex diretor da Tuna que atualmente reside no Rio de Janeiro), Mário Mangas (proprietário da Eletrônica Solar), Jorge (Caixa), Luciel Caxiado (Advogado criminalista), Dona Maria (funcionária atuante e sempre presente), técnico Lindão (incansável abnegado), Gerardo Von (BR) e Marcos Moraes (Gráfica Guthemberg), além dos amigos que fazem a Confraria da Sauna da Tuna, que também tem nos ajudado bastante. E por falar em ajuda, à pedido da Dona Maria, entregamos na sede náutica, na última terça-feira (12), um complemento alimentar para os atletas, sendo 20 pacotes de leite em pó, 15 kg de açucar, 10 caixas de Aveia, uma garrafa de óleo de soja, uma garrafa de vinagre e um kilo de sal

Os remadores que chegaram de Manaus são também atletas federados pela Tuna na FEPAR e certamente irão ajudar bastante na próxima regata. São eles: Antônio (19 anos), Gabriel (19 anos), Daniel (19 anos), e Valdonilton (33 anos), todos em pé. Sentados estão Luciel Caxiado (E), Dona Maria (C) e o técnico Lindão (D).

Nem só de obras está vivendo a garagem náutica da Tuna. Nesta terça-feira (12), quatro remadores chegaram em Belém para reforçar a equipe de remadores cruzmaltina. Os quatro atletas vieram de Manaus e fazem parte da parceria entre Tuna Luso e Liga Náutica de Manaus, coordenada pelo treinador Manaseh, o mesmo que descobriu o remador Ailson Heráclito, ganhador da medalha de prata como vice-campeão mundial no Single Skiff Sub-23, no Campeonato Mundial de Remo Sub-23, disputado na República Tcheca em 2009. Ailson Heráclito também foi campeão paraense em 2009 pela Tuna e diz que sempre teve orgulho de vestir a camisa da gloriosa da Tuna Luso por onde quer que esteja, pois, segundo ele mesmo,  foi o clube que o acolheu em Belém no início de sua trajetória esportiva e lhe deu a técnica necessária para se tornar um grande campeão.

Ailson Heráclito, que é amazonense, envergou a gloriosa camisa cruzmaltina com orgulho. Hoje em dia, Ailson rema pelo Botafogo do Rio de Janeiro.

domingo, 10 de junho de 2012

Blog Memória Tunante

Deseja saber um pouco mais sobre a história da Tuna Luso Brasileira? Então visite o Blog Memória Tunante e descubra bastante coisas interessantes sobre o clube.
Boa sorte!

Memória Tunante
E-mail, Twitter  & Link

planogeologico@gmail.com
@belempoque
http://memoriatunante.tumblr.com/

sábado, 9 de junho de 2012

Atleta santareno conquista bi campeonato brasileiro de halterofilismo

 
Na cidade de Itu, São Paulo, está acontecendo o XXXVI Campeonato Brasileiro de Powerlifting. A competição, que envolve os exercícios de força agachamento, supino e terra, iniciou no dia 7 e vai até amanhã, domingo, 10. Ontem, na sexta feira 08), o atleta santareno Jorge Wanghon, da categoria Master I até 66 kgs, pertencente ao Bolsa Atleta do Município de Santarém, venceu em sua categoria, conquistando o bi campeonato, já que em 2011, Jorge também venceu em sua categoria, inclusive conquistando o título do Pan Americano da Modalidade, na Argentina. Jorge Wanghon treina na academia Djalma Lima & Irmão e enfrentou contratempos como uma forte gripe, que baixou sua resistência, já que o atleta teria que baixar de peso para entrar em sua categoria. Ainda assim, Wanghon representou com bravura o Estado do Pará, conseguindo consolidar sua liderança no esporte, em sua categoria. O atleta espera agora a convocação da Confederação Brasileira de Powerlifting para poder participar e defenderv o Brasil no Sulamericano que vai acontecer em Cali, na Colômbia, em agosto. "Foi difícil, cumpri com minha obrigação e estou feliz por ter dado tudo certo. Esta foi uma das mais difíceis competições que já participei. Graças a Deus podemos voltar com mais uma medalha e honrar o nome do nosso Estado", afirmou Jorge, que ainda encontra-se em Itú e vai retornar a Santarém somente na terça feira, dia 12. Para compartilhar essa grande conquista com Jorge Wanghon e seu irmão treinador,  segue o endereço de contato para os ineteressados que quiserem enviar mensagens de apoio ou quem sabe até contatos de patrocínio para o atleta que segue firme na busca do bi Campeonato Panamericano de Powerlifting, na Colombia.

 
Jorge Wanghon (E), ao lado do irmão e treinador, Ricardo Wanghon (D).

Serviço:
Atleta: Jorge Wanghon de Sousa Filho
Esporte: Powerlifting
Categoria: Master I / até 66 kgs
Contato: (93) 9153-8751 / 9189-0530
Treino: Academia Djalma Lima & Irmão
Período: das 12 às 14 horas, de segunda a sexta.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Heráldica no Futebol


A heráldica refere-se simultaneamente à ciência e à arte de descrever os brasões de armas ou escudos.
As Cruzes nos Escudos dos Clubes
Cruz de Savóia
Cruz de Santo André
Cruz de São Jorge
Cruz de Santiago
Cruz de Avis
Cruz Templária
Cruz Missioneira
Cruzeiro do Sul
Cruzes Não Identificadas
Referências Bibliográficas

Cruz de Cristo




Cruz Pátea
Alguns clubes usam-na vermelha, como a Cruz de Cristo. Neste caso, só falta mesmo a cruz grega branca. P.ex., a Tuna Luso Brasileira, de Belém (PA), cuja evolução dos escudos vemos abaixo (obs.: interessante que, assim como faz o Vasco da Gama, a Tuna Luso também insiste em dizer que sua cruz é a de Malta, para o que invoca a memória das Cruzadas e das grandes navegações portuguesas):


Evolução dos Escudos da Tuna Luso Brasileira.

Como vimos, os primeiros escudos da CBD tinham uma cruz pátea do segundo modelo. No entanto, a partir de 1960, ela passou a ter o formato de uma Cruz de Cristo, porém branca, não vermelha nem vazada por uma cruz grega. Então, passou a ser uma cruz pátea do sétimo modelo:

Escudo atual da CBF.
Cruz de Malta


Em 1048, durante as Cruzadas, mercadores italianos estabeleceram em Jerusalém um monastério beneditino com um hospital para os peregrinos, dedicado a São João Batista. Em 1099, Godofredo de Bulhões fez tantas doações ao hospital que seu diretor, o beato Gerardo, criou uma nova organização, com o nome de Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta. Existe até hoje, como uma organização humanitária, soberana (emite moeda, selos e passaportes, mantém representantes diplomáticos, inclusive no Brasil), mas sem território próprio.
Os cavaleiros hospitalários se instalaram em Portugal desde o século XII. Em 1232, o rei D. Sancho doou à Ordem grandes territórios que receberam o nome de Crato. Por essa razão, a partir do reinado de D. Afonso IV, o superior dos hospitalários, em Portugal, era chamado de prior do Crato. Aliás, o último rei da Dinastia de Avis (de 1580 a 1581), D. António, era prior do Crato.
A Ordem de Malta tem duas cruzes diferentes por emblema. Uma é chamada pela Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira de “Cruz do Hospital”. É uma cruz latina (de haste inferior maior que as demais), branca (prata), cheia (ao contrário da cruz vazia, de que só se vê o contorno), sobre campo vermelho (“goles”). É a cruz utilizada no escudo da Ordem. Eu achava que foi ela que deu origem à cruz que simboliza hospitais, embora esta não seja latina, mas grega (de hastes iguais). Todavia, segundo Luiz Cesar Saraiva Feijó, a Cruz Vermelha se inspirou na bandeira suíça, apenas com as cores trocadas.
Já a cruz usada pelos cavaleiros hospitalários, do lado esquerdo, chamada Cruz de Malta ou de São João, é uma cruz branca octógona, i.e., de quatro braços em V, iguais, que começam em ponta no centro e se alargam, em linha reta, formando duas pontas em cada (por isso, diz-se que ela é “duplamente aguçada”), como rabos de andorinha. Dizem que seu desenho se inspirou das cruzes utilizadas desde a Primeira Cruzada e que as oito pontas representam as máximas do Sermão da Montanha.
“Sobre os peitos leais, vascaínos/ Brilha a Cruz gloriosa de Malta”, canta o Hino Triunfal Vasco da Gama, de 1918, letra e música de Joaquim Barros Ferreira da Silva. “Vamos todos cantar de coração/ A Cruz de Malta é o teu pendão”, são os primeiros versos da Marcha do Vasco, de 1945, o hino extraoficial feito por Lamartine Babo. E para que não restem dúvidas, o art. 7º do Estatuto do CR Vasco da Gama (RJ), de 09.07.1979, estabelece textualmente que sua cruz é a de Malta, nos seguintes termos:
“Art. 7º O pavilhão do Clube é preto, com uma faixa em diagonal partindo do canto superior do lado da tralha, a Cruz de Malta em vermelho no centro e na parte superior duas estrelas douradas, uma ao lado da outra; uma delas simbolizando as conquistas dos Campeonatos Invicto de Mar e Terra no ano de 1945 e a outra do Campeonato Brasileiro de Futebol do ano de 1974. As cores da bandeira e a Cruz de Malta serão reproduzidas nos uniformes, emblemas e insígnias usadas pelo Clube.”
Ocorre que, pelo que se pode verificar facilmente na descrição, nos desenhos e gravuras acima, os hinos e o estatuto podem dizer o que for: é óbvio que a Cruz de Malta não é a cruz utilizada pelo Vasco. Todo material produzido pelo Vasco está em desacordo com o Estatuto, ou o Estatuto está errado? Para responder essa pergunta, é preciso saber qual foi a intenção do clube.
Ora, a cruz do clube também não é a cruz das caravelas portuguesas (ver Cruz de Cristo, mais adiante). Se o Vasco queria homenagear o ilustre almirante português, e tudo indica que sim, fez bem em não escolher o desenho da verdadeira Cruz de Malta. Mas isso não significa que a Cruz de Malta esteja totalmente alheia à nossa história. Certamente que não há um vínculo tão forte quanto o que temos com a Ordem de Cristo (que veremos adiante). Todavia, como vimos acima, a Ordem de Malta esteve presente em Portugal durante todo o período da colonização do Brasil. Aliás, está presente até hoje, com representação diplomática e ações assistenciais. 

Escudo do Vasco da Gama.

Pelo que foi pesquisado, não foi encontrado nenhum escudo de clube brasileiro com uma autêntica Cruz de Malta. Nem sequer a Portuguesa do Crato (CE), que, como já vimos, ostenta a Cruz de Avis – nitidamente inspirada na Portuguesa de Desportos. Na minha opinião pessoal, ela bem poderia, em alusão ao prior do Crato, ter escolhido a verdadeira Cruz de Malta. Seria uma opção bastante original e plenamente justificável.
"O primeiro escudo do Vasco, criado em 1903, tinha uma Cruz de Cristo na caravela, à semelhança do que acontecia nas caravelas da época dos descobrimentos. Alguns anos depois, a Cruz de Cristo foi substituída pela Cruz de Malta. Entretanto, mais tarde, descobriu-se que a Cruz de Malta é, na realidade, uma Cruz Patée, também conhecida como Cruz Pátea. A verdadeira Cruz de Malta é bem diferente da Cruz Pátea, pois tem as extremidades bifurcadas. Texto extraido do site oficial do Vasco."
Por Laércio Becker, de Curitiba/PR - laerciobecker@bol.com.br

Agradecimentos / Congratulations!

Obrigado pelos 200.000 acessos!
Olá!

É com imensa satisfação que exatamente às 07h00m do dia de hoje, 07 de junho de 2012, o agora denominado “Blog Tunante” atingiu a expressiva marca dos 200.000 acessos!

Gostaríamos muito de agradecer a todos os visitantes e colaboradores que de alguma forma nos ajudaram a alcançar esta marca.

Desde 25 de outubro de 2007, quando o blog iniciou suas atividades, tendo como idealizador o tunante Manuel Américo da Fonseca Santos, o Blog tem o objetivo de levar informações atualizadas e divulgar notícias e acontecimentos ligados ao clube Tuna Luso Brasileira.

Logo que foi colocado em rede, Manuel Américo (o “Maneca”), convidou o colaborador Gerardo Von para co-editar o Blog, e assim vem acontecendo até os dias de hoje.

O Blog só tem uma bandeira a empunhar, ou seja, a da Tuna Luso Brasileira. Procura desempenhar um papel neutro na divulgação de notícias, de forma imparcial, para os quatro cantos do mundo. Sua principal finalidade divulgar fatos e acontecimentos sociais e esportivos ligados ao clube, além das atividades dos voluntários que se dedicam em prol da Tuna Luso, sem qualquer aspiração pessoal ou preferências políticas.

Nossos sinceros agradecimentos aos que nos visitam, muitos até diariamente, outros apenas de vez em quando, mas sempre nos deixando algum comentário, críticas e sugestões, ou simplesmente passando pela página. A participação de todos sempre será muito importante para dar forças e nos ajudar a melhorar o conteúdo deste Blog.

O compartilhamento de notícias na rede é fator fundamental para a preservação da liberdade de expressão e garantia do resgate da história de uma época. Dificuldades e protestos existem e sempre existirão, assim como a inexplicável perseguição de alguns contra a opinião independente do Blog. A solidariedade dos amigos, porém, nos dá forças para continuar nosso trabalho voluntário, ao invés de desistir.

Esperamos em breve voltar com outro editorial agradecendo a marca dos 300.000 acessos e poder continuar contando com a participação dos visitantes e parceiros do Blog. Desejamos um forte abraço e saudações cruzmaltinas para todos e todas!
Gerardo Von
Co-editor Blog Tunante

quarta-feira, 6 de junho de 2012

2ª regata do ano foi adiada para o dia 24 de junho

A segunda regata do Campeonato Paraense de Remo 2012, programada anteriormente para o dia 17 de junho, foi transferida para o dia 24. O presidente da FEPAR, Sr. Luizomar Costa, juntamente com os técnicos das agremiações que disputam o campeonato  (Tuna, Remo e Paysandu), reuniram-se e resolveram pela mudança da regata em função da maré desfavorável do dia 17. Outro motivo importante para a mudança é um concurso público que acontecerá nesse dia, onde muitos atletas que remariam dia 17 estão inscritos.
O adiamento da segunda regata não atrapalhará o treinamento dos atletas cruzamaltinos. "Tínhamos uma programação de preparação para a regata que se encerraria na véspera do embate. Tivemos que mudar tudo, mas nossos atletas estão empenhados e preparados para a disputa de todos os páreos", disse "Lindão", técnico da Tuna.
Com a mudança da regata do dia 17 para o dia 24, muda também o "Churrasco da vitoria", anteriormente programado para o dia 17. O evento acontecerá logo após a regata do dia 24, ocasião que aproveitaremos para apresentar aos presentes a nova rampa de acesso da garagem náutica da Tuna Luso.
fonte: Didascália

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Conheça o esporte de Remo

Barco Dois sem timoneiro com remadores da Tuna Luso Brasileira, de Belém do Pará.

Na Antiguidade, barcos a remo eram utilizados como meio de transporte e desde então evoluíram para se tornar uma modalidade de esporte. As primeiras atividades ainda não oficiais do Remo são relatadas em meados de 1700, no Rio Tamisa, na Inglaterra, país que mais tarde, se tornou referência na prática deste esporte.

O tradicional esporte dos ingleses surge no século XVII, na época Vitoriana, Era esta reinada pela Rainha Vitória, mas se populariza a partir do século XIX, quando é levado para a América. Já em 1829, as regatas iniciam a tradição do Remo, com a OXFORD-CAMBRIDGE, disputa entre as famosas universidades britânicas. Em 1892, foi criada a organização internacional do Remo, chamada Fedération Internacionale des Sociétés D’Aviron (FISA), que é a entidade do esporte atualmente. Esta competição é a modalidade mais antiga de todos os esportes da modernidade.

O remo é um desporto aquático organizado a partir de meados do século XIX e desde muito cedo integrado no programa oficial dos Jogos Olímpicos e Jogos Paraolímpicos. É um desporto de velocidade, praticado em barcos estreitos, nos quais os atletas se sentam sobre bancos móveis, de costas voltadas para a meta, usando os braços, tronco e pernas para mover o barco o mais depressa possível, em geral em rios, lagoas, enseadas ou pistas construídas especialmente para a prática da modalidade), mas por vezes também no mar. Pode ser praticado em diferentes categorias, desde barcos para uma pessoa, duas, quatro ou oito. Cada remador pode conduzir o barco utilizando um ou dois remos dependendo do tipo de barco. Alguns barcos ainda podem ter incluída a presença de um timoneiro responsável por dar o ritmo da remada aos atletas.

O remo é um desporto muito completo, quer do ponto de vista dos atletas envolvidos (todos os grandes grupos musculares), quer do ponto de vista da demanda fisiológica que supõe. Na verdade, trata-se de um desporto de resistencia-força (aquilo a que os anglo-saxónicos chamam de "power-endurance sport"), ou seja, um desporto que exige níveis muito elevados de força muscular e de resistência à fadiga. Assim, os remadores são, usualmente, muito fortes e bem musculados (ver foto) e possuem uma muito elevada capacidade aeróbica, para poderem oxigenar a grande quantidade de massa muscular utilizada no seu desporto. A combinação destas duas características confere-lhes uma capacidade física singular, senão única.

Um aspecto interessante do remo é que este desporto tende a seleccionar os atletas mais altos e com membros mais longos, porque estes conseguem mais facilmente obter um padrão de exercício de força mais continuado e prolongado na água (remada mais ampla). Assim, é raro encontrarmos, por exemplo nas finais olímpicas, remadores com menos de 1,90 m de altura, havendo mesmo muitos com mais de 2,00 m. Dada esta característica do desporto, criou-se a categoria "peso leve", para possibilitar a prática competitiva do remo a homens e mulheres mais próximos do padrão normal da população.
 
 Atletas 
• Proa: Atleta mais próximo da proa do barco, responsável pelo equilíbrio.Geralmente controla o leme em embarcações sem timoneiro.
Sota-Proa: Aquele que está imediatamente antes do Proa.
1º Centro: Aquele que está imediatamente antes do Sota-Proa. Integrante da Meia nau.
2º Centro: Aquele que está imediatamente antes do 1º Centro. O outro integrante da Meia nau.
Sota-Voga: Aquele que está imediatamente atrás do Voga, responsável pela voga do outro bordo.
Voga: Aquele que dá o ritmo ao barco, o que não tem ninguém à sua frente.(excepto por vezes o timoneiro, dependendo da embarcação).
Timoneiro: O que comanda o barco e controla o leme.
Meia nau: Conjunto de atletas do meio do barco.
 
Barcos
PALAMENTA DUPLA (scull) (2 remos por remador)
• Skiff(1X): Peso=14 kg,Comprimento=8,20 m,2 remos/1 remador.
• Double Skiff(2X): Peso=27 kg, Comprimento=10,40 m, 4 remos/2 remadores(Proa e Voga).
• Four Skiff(4X): Peso=52 kg, Comprimento=13,40 m, 8 remos/4remadores(Proa, Sota-Proa, Sota-Voga e Voga).

PALAMENTA SIMPLES (shell) (1 remo por remador)
• Dois sem timoneiro (2-): Peso=27 kg, Comprimento=10,40 m, 2 remos/2remadores(Proa e Voga).
• Dois com Timoneiro (2+): Peso=32 kg, Comprimento=10,40 m, 2 remos/2remadores e timoneiro(Proa e Voga).
• Quatro sem timoneiro (4-): Peso=50 kg, Comprimento=13,40 m, 4 remos/4 remadores(Proa, Sota-Proa, Sota-Voga e Voga).
• Quatro com Timoneiro (4+): Peso=51 kg, Comprimento=13,70 m, 4 remos/4 remadores e timoneiro (Proa, Sota-Proa, Sota-Voga e Voga).
• Oito com timoneiro (8+): Peso=96 kg, Comprimento=19,90 m, 8 remos/8 remadores e timoneiro (Proa, Sota-Proa, 1º Centro, 2º Centro, Sota-Voga, Voga).