BLOG TUNANTE

sábado, 30 de abril de 2011

Tuna Luso perde para o Independente e se despede da semi-final



Estádio Municipal Antônio Dias, o Navegantão, na cidade de Tucuruí.


Depois de ter sido derrota pelo Independente por 2 a 0, em realizado no Navegantão, valendo pela 5ª rodada do Parazão, na cidade de Tucuruí, a Tuna Luso deixou de aspirar uma das vagas para a semi-final do 2º turno do Parazão. 
Com a vitória de hoje, o Independente garantiu sua vaga para a semi-final, ao lado do Cametá que também já está classificado por ter vencido o fraco Águia de Marabá pelo placar de 3 a 2.
As outras duas vagas estão entre Clube do Remo e São Raimundo, de Santarém, que jogam neste domingo contra Paysandu e Castanhal, respectivamente. Se ambos vencerem seus jogos, também estarão classificados para a semi-final. 
O time do São Raimundo vem de uma surpreendente recuperação no campeonato e após a boa vitória sobre a Tuna Luso, na última rodada, em pleno Souza, o Mundico joga em seus domínios, com o apoio de sua torcida e que certamente empurrará o time para cima do Castanhal em busca dos três pontos que aproximarão o São Raimundo da classificação para a semi-final. 
O outro time que briga por uma das duas vagas que restam é o Clube do Remo, que terá pela frente o seu maior rival, o Paysandu, em jogo previsto para o Mangueirão.
A meta da Tuna agora é tão somente garantir pelo menos mais três pontos nos dois jogos que restam para deixar Castanhal e Águia de Marabá para trás e garantir assim sua participação no campeonato paraense de 2012, sem precisar disputar o desgastante seletivo da 1ª fase no final do ano.
A boa campanha que a Tuna chegou a realizar na primeira fase do campeonato e até mesmo no primeiro turno do Parazão, não se repetiu agora no segundo turno. Os motivos podem ser muitos. Algumas das possíveis causas desse declínio tunante pode ter sido a falta de apoio e de patrocínio. A diretoria do clube até que se esforçou e teve a colaboração de alguns poucos abnegados, mas sem receber o apoio daqueles que realmente poderiam de verdade ajudar, mas preferiram cruzar os braços, o time acabou sendo punido com o atraso de salários e consequentemente a desmotivação dos jogadores, culminando com a queda de produção e rendimento dentro de campo. A equipe que tinha a defesa menos vazada até o início do segundo turno, passou a ostentar uma das mais vazadas, a partir do jogo contra o Paysandu.
Poderiamos até ter tido um ano inesquecível e cheio de conquistas, caso mais gente de peso tivesse se mobilizado e ajudado. Agora só nos resta torcer para que o time consiga conquistar pelo menos mais três pontos para garantir a sua participação na 2ª fase do Parazão de 2012.
Renda e Público: Não divulgados



Tuna Luso: Adriano; Hugo de León, Bruno Oliveira, Bruno Prado, Maraú; Cledir, Dudu, Japonês (Fabinho), Alexandre Pinho (Vitor Castro); Felipe Mamão e Adriano Miranda (Kanu). Técnico: Mazinho.
Independente: Dida; Lima, Guará, Adson, Fábio; Adenísio, Evandro Pará, Marçal, Gian (Silva); Marcelo Peabiru (Wegno) e Joãozinho (Moisés). Técnico: Sinomar Naves.


CAMPEONATO PARAENSE 2011 
TAÇA ESTADO DO PARÁ - PRIMEIRA FASE
CLASSIFICAÇÃO (PARCIAL)
Clube PG J V E D GP GC SG
1º Independente 9 4 3 0 1 8 3 5
2º Remo 9 4 3 0 1 6 4 2
3º Cametá 9 4 3 0 1 6 4 2
4º São Raimundo 7 4 2 1 1 8 4 4
5º Paysandu 4 4 1 1 2 5 6 -1
6º Tuna 4 4 1 1 2 3 7 -4
7º Castanhal 2 4 0 2 2 1 4 -3
8º Águia 1 4 0 1 3 2 7 -5




PRÓXIMOS JOGOS: 
Data Horário Jogo Local
30/04 16h Cametá x Águia Parque do Bacurau
30/04 20h Independente x Tuna Navegantão
01/05 16h Paysandu x Remo Mangueirão
01/05 17h São Raimundo x Castanhal Colosso do Tapajós


Artilheiros:

17 gols: Leandro Cearense (Cametá) e Rafael Oliveira (Paysandu)
9 gols: Mendes (Paysandu)
6 gols: Jailson (Cametá) e Joãozinho (Independente).
5 gols: Fábio (Independente) e Leandro Guerreiro (São Raimundo).
4 gols: Patrick (Águia), Ró (Independente), Marlon (Remo) e Felipe Mamão (Tuna). 

Duelo decisivo entre Independente e Tuna Luso

O duelo deste sábado, 19:30h, entre Independente e Tuna Luso, no estádio Navegantão (Tucuruí), pela 5ª rodada do Parazão 2011 (2º turno) pode ser decisivo para as duas equipes e somente a vitória interessa aos dois times.


Se o Independente vencer o jogo de hoje estará praticamente classificado para a semi-final. Se perder, inda terá dois jogos para buscar pelo menos uma vitória.
Já a Tuna precisa desesperadamente vencer esse jogo para espantar de vez o fantasma de ter que disputar a 1ª fase em 2012. Com uma vitória, a Tuna ainda poderá pensar numa possível classificação para a semi-final, caso vença os outros dois jogos que ainda tem pela frente. Em caso de derrota, a Tuna terá dois jogos difíceis para selar sua sorte, sendo o primeiro logo contra o Clube do Remo, em local a ser definido, enquanto que o segundo e último jogo será contra o Cametá, no Souza.
O Independente tem hoje 09pts, o mesmo número de pontos de Clube do Remo e Cametá. Os p´roximos jogos do independente serão contra São Raimundo e Clube do Remo, ambos fora de casa.
No primeiro turno o Independente foi derrotado pela Tuna, pelo placar mínimo, em jogo realizado no Souza.
O técnico Mazinho e seus comandados estão confiantes numa vitória e reabilitação do time. 
A Tuna Luso está com 04pts neste turno e 12pts na classificação geral, segurando o 6º lugar na classificação geral, na frente apenas de Castanhal (08pts) e Águia de Marabá (07pts). Os dois últimos colocados deverão disputar o seletivo da 1ª fase em 2012. 
Os próximos jogos da Tuna será contra Clube do Remo e Cametá, ambos em Belém.
O técnico Mazinho fará seu primeiro jogo como técnico da Tuna e deve fazer muitas alterações no time tunante. Hugo Deleon, Maraú, Negretti e Adriano Miranda estão confirmados no jogo, assim como os zagueiros Bruno Prado e Bruno Oliveira, enquanto que o meia Alexandre Pinho entrará no meio-campo.
Fomos informados de que a diretoria da Tuna efetuou o pagamento de um vale, como parte de um salário, aos jogadores para que eles possam viajar mais tranquilos e assim tenham um melhor desempenho no jogo.

Independente:
Dida, Lima, Adson, Guará e Fábio Gaúcho; Adenísio, Evandro Pará, Marçal e Gian; Joãozinho e Marcelo Peabiru.
Técnico: Sinomar Naves.

Tuna:
Adriano, Hugo Deleon, Bruno Prado, Bruno Oliveira e Carlinhos Maraú; Negreti, Dudu, Japonês e Alexandre Pinho; Adriano Miranda e Felipe Mamão.
Técnico: Mazinho.

Local: Navegantão (Tucuruí)
Horário: 19h30
Ingressos: 10 Árbitro: Joquetam Moreira Guimarães
Assistentes: Isaac da Cunha Araújo e Graceane do Socorro Botelho Dias
Regra-três: Marcelo Silva Ramos.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Confraternização de Páscoa do Judô paraense foi sucesso na sede da Tuna Luso

  
Juventude e simpatia presente no evento do Judô
Aconteceu no último sábado (23), na sede campestre da Tuna Luso Brasileira, a confraternização de Páscoa do judô paraense, que também serviu para festejar o bi-campeonato brasileiro da região I, conquistado pelo estado do Pará na cidade de São Luiz do Maranhão, no período de 16 e 17 de abril passado.

Victória Letícia, filha do associado Gerardo Von, sagrou-se campeã brasileira sub-15 (até 58kg), região I
Apesar de ter sido festejado durante a semana santa, quando muitos se deslocam para fora de Belém com seus familiares, tivemos um número considerável de participantes (mais de 50 pessoas), sendo todos atletas acompanhados por seus pais e familiares.

Pais e atletas alegres com o evento

Foi um dia inteiro de muita descontração, bate papo e bastante alegria, desde o início (às 11hs) sob a empolgante música da aparelhagem do DJ Da Silva, o melhor da Tuna.
Outros participantes da confraternização.
 
Na ocasião, o presidente da FPAJU, Sr. Luiz Eduardo, falou aos presentes e agradeceu pessoalmente ao vice-presidente da Tuna, Sr. Péricles Oliveira, que estava presente no evento, por ter cedido as instalações da Tuna para realizar esse evento de confraternização.

Presidente da FPAJU, Luiz Eduardo, ao lado do vice-presidente da Tuna, professor Péricles Oliveira.
Agradeceu também a boa vontade do presidente Fabiano Bastos e de seu diretor social, Sr. Durans, por terem gentilmente atendido a nossa solicitação para que os atletas campeões pudessem ter um espaço dentro de Belém para se divertir e comemorar a grande conquista.

Dirigentes da FPAJU prestigiando o evento.

Os atletas, seus familiares e demais presentes consumiram nada menos do que 40kg de carne, 07kg de arroz e 05kg de feijoada, 40 litros de refri e 40 litros de água mineral. O churrasco foi muito disputado e bem assada pelo atencioso churrasqueiro Gonçalo. 


Uma jovem campeã.

O evento terminou por volta das 17hs com todos muito satisfeitos pelo acontecimento que esperamos se repita no ano que vem.
  
Detalhe da confraternização na Tuna.

A participação de patrocinadores é fundamental para as conquistas dos atletas.

Também foram comemorados dois aniversários de participantes que estavam presentes.


Descontração em família.

Jogador não teria oferecido empréstimo a Tuna

Se Alexandre Pinho quiser ajudar, precisa procurar o cartola
(Foto: Mário Quadros)
Ontem, surgiram boatos de que o meia tunante Alexandre Pinho estaria disposto a oferecer um empréstimo de cerca de R$ 46 mil ao clube para ajudar a pagar salários atrasados. No entanto, a informação foi desmentida por Fabiano Bastos, presidente da Tuna Luso. “Não chegou nada aos meus ouvidos”, disse o presidente.
Por telefone, Bastos informou ao BOLA que a situação financeira da Lusa é ruim, mas negou que os salários estejam atrasados há três meses. “A Tuna vem de dificuldades por ter voltado à elite do futebol só agora. Mas não é tudo isso que está sendo noticiado pela imprensa. Estamos com um mês e meio de atraso. Nossa situação é difícil, mas não chega ao ponto de não ter como pagarmos vale-transporte para os atletas”, colocou. Bastos disse ainda que, atualmente, agremiação só conta o patrocínio do Governo do Estado. “Já chegamos a ter apoio de grandes empresas, mas como ficamos muito tempo fora do futebol, muitos saíram. As empresas querem associar suas marcas apenas a times de massa como Remo e Paysandu que dão retorno certo para eles”, afirmou Fabiano.
O mandatário máximo da Tuna lembrou que o título da segunda divisão do paraense foi conquistado em meio a uma série de adversidades. “Montamos um time sem dinheiro, mas ganhamos na base da raça. Com dinheiro é fácil, quero ver administrar sem dinheiro”. A folha de pagamento da Tuna Lusa é uma das menores do campeonato. Não passa de R$ 67 mil por mês. “Pago essa folha com dificuldades, mas você não ver jogador da Tuna indo na Justiça do Trabalho com processo contra gente”, alfinetou. Quanto a qualquer tipo de ajuda, o presidente disse está apto a receber. “Quem quiser ajudar será muito bem-vindo”.
fonte: Diário do Pará - edição 29/04/2011

Homenagem ao jogador Leôidas

leonidas70.jpg (640×480)
Leônidas entre o Goleiro Reginaldo e o Lateral Marinho. No time Campeao Paraense de 1970

Leônidas
 
Leônidas,
Tu te foste para um lugar
Onde nem a Águia pode alcançar.
Nunca te vi jogar
Mas de tua fama
Sempre ouvi falar!
Teu talento era de grande tamanho,
Como um bravo espartano
Venceste várias batalhas
Pela Tuna Luso Brasileira!
Mesmo jogando
Em outros times importantes
No fundo eras tunante!
Tu te foste cedo,
Teu coração era da Águia Guerreira!
Como aquele outro Leônidas
Aclamado pela torcida
Como o “Diamante Negro”,
Dedicaste também anos de tua vida
A jogar futebol.
Os grandes jogadores
São como um sol
A iluminar as partidas!
Márcio Rodrigues
28/04/2011-13:15

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Mazinho começa reformulação

Técnico acena primeiras mudanças na Tuna, que deve ter meio-campo mais combativo no jogo contra o Galo

Dos jogadores utilizados por Mazinho no coletivo, o único que ainda não se firmou como titular foi o meia Alexandre Pinho, que pode ganhar a oportunidade de entrar jogando em Tucuruí. O time que iniciou o coletivo teve Adriano; Hugo Deleon, Bruno Prado, Bruno Oliveira e Carlinhos Maraú; Negretti, Dudu, Japonês e Alexandre Pinho; Adriano Miranda e Felipe Mamão. Após o treino, Mazinho informou que o time ainda não está definido, o que, segundo ele, só deve ocorrer amanhã. Ele aguarda pela recuperação do volante Pitbull, entregue ao departamento médico.
Na avaliação do treinador, o volante é de grande importância para a estratégia tática que ele pretende adotar contra o Galo. "O Pitbull é um jogador de força, que nos garante uma segurança a mais ali no meio-campo", elogiou. Nos primeiros contatos travados com o elenco na nova função, o treinador, o ex-auxiliar técnico de Flávio Goiano viu um grupo motivado, conforme revelou. "Não há abatimento", sublinhou.
Mazinho ressaltou que o elenco não pode se deixar envolver pelo abatimento. "Quem joga em um time da tradição da Tuna tem sempre que estar motivado, independente da situação", comentou. O treinador admitiu, porém, que a goleada diante do Pantera (4 a 1), em pleno o Souza, foi um resultado surpreendente. "Claro que ninguém esperava por aquele tropeço. Talvez nem o mais pessimista dos torcedores imaginasse um resultado como aquele. Mas de qualquer maneira, o grupo tem de dar a volta por cima e precisa ser já no jogo de sábado", disse.
A delegação tunante viaja para Tucuruí na sexta-feira, após o almoço. Até lá, os treinos na Vila Olímpica serão apenas pelo turno da manhã. A justificativa para a diminuição da carga de trabalho não chegou a ser apresentada pela comissão técnica. Mas uma fonte informou que se deve ao fato de os jogadores não terem dinheiro suficiente para se deslocar de casa para o clube duas vezes ao dia. Saliente-se que o elenco caminha para quatro meses de atraso no pagamento de seus salários. O problema corroborou para a saída de Goiano do clube.
fonte: Amazônia Jornal - edição de 27/04/2011
O novo técnico da Tuna, Osvilmar Simão, o Mazinho, começou a desenhar, ontem pela manhã, o perfil do time que ele pretende mandar a campo, contra o Independente. O treinador comandou o primeiro coletivo do time com vistas ao jogo de sábado, em Tucuruí. A movimentação de conjunto foi antecedida por um treino tático. Mazinho fez várias mudanças na formação goleada pelo São Raimundo, que acabou por decretar a queda do ex-treinador da equipe, Flávio Goiano. O lateral Hugo Deleon, o volante Negretti e o atacante Adriano Miranda foram algumas das novidades da formação tunante.

terça-feira, 26 de abril de 2011

O futebol perde Leônidas

O futebol paraense perdeu ontem um de seus grandes jogadores, ídolo de Tuna, Paysandu e Remo. O centroavante Leônidas, que brilhou no futebol paraense na década de 70, morreu de ataque cardíaco, aos 61 anos. "Meu nome completo é Leônidas Castro e aquele estádio do Paysandu é meu, pode escrever aí", brincava o atacante, ou "Léo", como os amigos o chamam.
De estilo irreverente, Leônidas despontou nas divisões de base da Tuna, e sob a batuta do treinador Aloísio Brasil, foi guindado ao time titular da Lusa, que se sagrou campeão paraense de 1970. O elenco cruzmaltino era constituído, em sua maioria, por jogadores paraenses. A exceção era o goleiro Omar, ex-Paysandu. O time-base era: Omar, Marinho, Abel, Carvalho e Acari; Antenor e Waltinho; Fefeu, Mesquita, Leônidas e Gonzaga (Ércio).
Leônidas foi artilheiro da Tuna e do Campeonato Paraense, anotando nove gols. Ele ficou na Tuna até 1975, mas em 1973 teve uma passagem pelo Paysandu, emprestado para a disputa do Campeonato Brasileiro. Na estreia do Papão, no dia 25 de agosto de 1973, no Baenão, contra o poderoso Internacional, do Rio Grande do Sul, o Paysandu venceu por 2 a 1. Leônidas fez um gol e Ivair, o outro.
Em 1976, Leônidas se transferiu para o Remo e, na temporada de 1977, sagrou-se novamente campeão paraense. O Leão Azul jogava com Dico, Marinho, Dutra, Marajó e Luís Florêncio; Aderson, Mesquita e Wilfredo; Leônidas (Mancha), Bira e Mego. O treinador era Joubert Meira. Leônidas também teve passagem pelo futebol cearense, jogando no Fortaleza, e passou por Anapolina-GO e River-PI, entre outros.
Assim como a irreverência, a polêmica sempre andou de mãos dadas com ele. Nunca negou a predileção pela bebida, o que o fez largar o futebol com apenas 30 anos. "Não dava mais, não tinha vontade de continuar jogando", lembra. O ano era 1980 e ele ensaiava um retorno ao Souza.
Com os dirigentes, a relação era explosiva. Salários atrasados eram sinônimo de confusão. "Cansei de quebrar concentração por causa do meu dinheiro. Ia para cima, mesmo. No final, sempre pagavam."
A fama, para ambos os lados, nunca o incomodou. Assim como adorava os elogios, entendia as cobranças e os insultos vindos da arquibancada. "Quem paga o jogador é o torcedor e ele tem direito de reclamar. Nunca discuti com torcedor e acho um absurdo quem faz isso. Chamavam-me de muitas coisas, mas não ligava", salienta Leônidas, para arrematar com: "Minha vida sempre foi um livro aberto, só que tem um monte de páginas sujas".
Era um atacante impetuoso, que driblava em plena velocidade, com faro de goleador, que dava intenso trabalho às defensivas adversárias. O ex-craque era muito querido por todas as torcidas e gostava de divertir seus ex-colegas de clubes, contando histórias hilárias vividas em mais de dez anos de futebol. Ontem pela manhã, o ex-craque, que era funcionário público federal (IBGE), sofreu ataque cardíaco fulminante. O velório foi realizado na Capela Max Domini (Lomas Valentinas) e o sepultamento acontecerá hoje, pela manhã.

  Nome completo: Leônidas Castro
  Data de nascimento: 22 de outubro de 1949, em Belém (PA)

 Clubes: Tuna, Remo, Paysandu, Sport Belém, Castanhal, Fortaleza-CE, Anapolina-GO, River-PI, Sampaio Corrêa-MA, Fluminense-BA e Tiradentes. Data de falecimento: 25 de abril de 2011, em Belém (PA)
  Irreverente atacante que defendeu os três grandes times de futebol do Pará na década de 1970 morreu aos 61 anos, de ataque cardíaco.
 
NOTA:
A família informa que a missa de sétimo dia de Leonidas Castro será realizada no próximo domingo (01), na passagem Torres, próximo da praça das Castanheiras, no bairro Curió-Utinga.
fonte: Amazônia Jornal - Edição de 26/04/2011

Tuna - Mazinho avisa que muda o time para duelo em Tucuruí

O técnico Osvilmar Simão, o Mazinho, assumiu ontem à tarde o comando da Tuna, e afirmou que efetuará mudanças na equipe que enfrentará o Independente, sábado, em Tucuruí. Embora a situação da Lusa seja complicada, o novo treinador confia na classificação às semifinais.
"Não tem nada perdido", afirmou. "Temos três jogos e ainda podemos reverter a situação. É uma questão de conscientizar cada um dos atletas", complementou Mazinho, que admite a dificuldade para vencer Independente, Remo e Cametá, seus três próximos oponentes.
"São adversários que estão em boa fase e praticamente classificados, mas não podemos temer nada", recomendou o técnico. "Não existe jogo fácil, ainda mais em uma reta final, como é o caso de agora."
Coordenador das divisões de base, o ex-zagueiro Sérgio foi convencido a trabalhar como auxiliar técnico. Já o ex-preparador físico Fabian Trindade foi convidado a retornar ao clube, mas, por questão de fidelidade a Flávio Goiano - ex-técnico do clube -, recusou o pedido.
Os dirigentes da Tuna souberam apenas ontem sobre a antecipação do jogo com o Independente para o sábado, 30. O diretor de futebol Arnaldo Dantas chegou a confirmar, ainda ontem, que a delegação cruzmaltina viajaria apenas no domingo para Tucuruí. Informado em seguida pelos repórteres pela mudança, ele retificou a informação, ao lado do presidente Fabiano Bastos, dizendo que o time deixa Belém na sexta-feira.
"Não houve informação por parte da federação", alegou o diretor.
A volta do elenco aos treinamentos aconteceu após uma folga de cinco dias. Inicialmente, a apresentação do grupo seria pela manhã, mas acabou sendo adiada para o período da tarde a pedido de Mazinho. O treinador teria alegado à diretoria que alguns jogadores tinham ido passar a Semana Santa no interior do Estado.
fonte: Amazônia Jornal - edição de 26/04/2011

CAMPEONATO PARAENSE DE FUTEBOL 2011

TAÇA ESTADO DO PARÁ - PRIMEIRA FASE

CLASSIFICAÇÃO
 
Clube PG J V E D GP GC SG
1º Independente 9 4 3 0 1 8 3 5
2º Remo 9 4 3 0 1 6 4 2
3º Cametá 9 4 3 0 1 6 4 2
4º São Raimundo 7 4 2 1 1 8 4 4
5º Paysandu 4 4 1 1 2 5 6 -1
6º Tuna 4 4 1 1 2 3 7 -4
7º Castanhal 2 4 0 2 2 1 4 -3
8º Águia 1 4 0 1 3 2 7 -5

PG - Pontos Ganhos / J - Jogos Disputados / V - Vitórias / E - Empates / D - Derrotas / GP - Gols pró / GC - Gols contra / SG - Saldo de gols
 
PRÓXIMOS JOGOS
Data Horário Jogo Local
30/04 16h Cametá x Águia Parque do Bacurau
30/04 20h Independente x Tuna Navegantão
01/05 16h Paysandu x Remo Mangueirão
01/05 17h São Raimundo x Castanhal Colosso do Tapajós
Artilheiros
17 gols: Leandro Cearense (Cametá) e Rafael Oliveira (Paysandu)
9 gols: Mendes (Paysandu)
6 gols: Jailson (Cametá) e Joãozinho (Independente).
5 gols: Fábio (Independente) e Leandro Guerreiro (São Raimundo).4 gols: Patrick (Águia), Ró (Independente), Marlon (Remo) e Felipe Mamão (Tuna).

Entrevista com o jogador André Barata


'Tudo isso que passei foi como uma lição'
'Eu pretendo voltar no final do campeonato, mas só os médicos podem liberar. Não vejo a hora de voltar na Tuna, queria ao menos assistir um jogo' 

Após o grande susto que o jogador André Barata sofreu, em função Meningite bacteriana que o fez passar por um breve período hospitalizado, e quando muitas dúvidas e incertezas sobre seu real estado de saúde surgiram, eis que o jogador recuperou-se rapidamente do mal e já encontra-se em casa recuperando-se.

Quando estava internado, o jogador André Barata  contou com a solidariedade inseparável de sua esposa, de seus familiares e de muitos amigos. Em alguns momentos ele chegou a temer pelo seu futuro como jogador de futebol pois havia a possibilidade de ficar com alguma sequela causada pela Meningite. Felizmente, Barata não ficou com qualquer sequela e tendo a sua juventude como aliada na sua recuperação, superou todos os obstáculos enfrentados.


foto reprodução: Ivanna Serra portal ORM 

O jogador agradeceu a Deus e a todos que o ajudaram nos momentos em que ele mais precisou. 'Tudo isso que passei foi como uma lição. Aprendi a dar valor a tudo o que meus pais falam e percebi que tenho muitos amigos', afirma Barata.
Apesar da colaboração de todos, um carinho especial não poderia faltar. Nos braços de sua sempre presente esposa, André Barata não esconde a felicidade de poder estar novamente ao lado de sua família. 
De acordo com informações médicas, em breve o jogador poderá retornar a fazer o que mais gosta, que é jogar futebol.

foto reprodução: Ivanna Serra portal ORM
Segue abaixo um bate bola com o jogador, onde ele nos revela algumas coisas sobre sua vida e seus planos para o futuro. Acompanhe o que Barata compartilhou conosco:

Blog: QUAL O SEU NOME COMPLETO, QUANDO E ONDE NASCEU ?
Barata: André Luiz Pinheiro da Silva, nascido em Belém, no dia 28 de junho de 1984.

Blog: QUAIS OS NOMES DE SEUS PAIS ?
Barata: Paulo Roberto França Da Silva e Mariana Pinheiro da Silva

Blog: VOCÊ É CASADO E TEM FILHOS ? QUAIS OS NOMES DELES ?
Barata: União estavel com Carla Cristina

Blog: ALÉM DO FUTEBOL, VOCÊ TEM OUTRA PROFISSÃO ?
Barata: Não

Blog: QUANDO DESCOBRIU QUE TINHA HABILIDADE PARA SER JOGADOR DE FUTEBOL E COM QUANTOS ANOS INICIOU ?
Barata: Com 8 anos

Blog: ONDE VOCÊ INICIOU A SUA CARREIRA DE JOGADOR DE FUTEBOL ?
Barata: Na Tuna em 1993.

Blog: ALÉM DA TUNA, QUAIS OS OUTROS TIMES QUE JOGOU PROFISSIONALMENTE ?
Barata: Remo (2005), Remo (2006), Juventude (2007), Tupi (2008), Flamengo-SP (2009), Araripina (2010), Tuna (2011)

Blog: TEM MAIS ALGUÉM NA SUA FAMÍLIA QUE JOGA OU JOGOU FUTEBOL ?
Barata: Meu Pai

Blog: SEUS FAMILIARES DERAM APOIO PARA VOCÊ SEGUIR A CARREIRA DE JOGADOR DE FUTEBOL ?
Barata: Sim 

Blog: ESSA É A SEGUNDA VEZ QUE VOCÊ JOGA PELA TUNA LUSO. DESSA VEZ, QUEM O INDICOU PARA FAZER PARTE DO ATUAL PLANTEL DA TUNA ?
Barata: Flávio Goiano

Blog: VOCÊ ESTÁ FELIZ NA TUNA? 
Barata: Sim

Blog: QUAL FOI A SUA MAIOR ALEGRIA NA TUNA?
Barata: O começo da minha carreira na base

Blog: TEM ALGUMA MÁGOA OU DECEPÇÃO NO FUTEBOL QUE QUEIRA FALAR ?
Barata: Não

Blog: QUANTOS TÍTULOS VOCÊ JÁ CONQUISTOU EM SUA CARREIRA DE JOGADOR ?
Barata: 3 Titulos Paraense e o Brasileirão da Serie 2005 pelo Remo

Blog: DÁ PARA FAZER ALGUMA COMPARAÇÃO DO TEMPO QUE VOCÊ ESTEVE AQUI DA ÚLTIMA VEZ E AGORA?
Barata: Na primeira vez eu estava mais em forma, no auge da carreira. Na segunda vez já estava mais fora de forma. Quando finalmente consegui recuperar o físico fui pego pela doeça.

Blog: O QUE VOCÊ ESPERA DO ATUAL PLANTEL DA TUNA NESTA FASE PRINCIPAL DO PARAZÃO?
Barata: Uma campanha muito boa

Blog: TEM ALGUMA SUGESTÃO QUE GOSTARIA DE DAR PARA MELHORAR A ESTRUTURA DA TUNA?
Barata: Não

Blog: AS VEZES A GENTE PENSA QUE CERTAS COISAS JAMAIS ACONTECERÃO COM A GENTE. NO SEU CASO, COMO FOI QUE VOCÊ SE SENTIU DEPOIS DE SABER QUE ESTAVA COM A MENINGITE BACTERIANA ?
Barata: Fiquei muito triste, mas Deus foi forte e me curou.

Blog: COMO VOCÊ SE SENTE AGORA, DEPOIS DE TER PULADO ESSA CERCA E PASSADO POR MOMENTOS DELICADOS EM SUA SAÚDE ?
Barata: Me sinto feliz agora por não ter sentido nada e agradeço muito a Deus.

Blog: OS MÉDICOS DISSERAM QUE VOCÊ SE RECUPEROU MUITO BEM E PODERÁ EM BREVE VOLTAR A JOGAR FUTEBOL. EM ALGUM MOMENTO VOCÊ CHEGOU A TEMER PELA POSSIBILIDADE DE NÃO PODER VOLTAR A JOGAR FUTEBOL ?
Barata: Cheguei 

Blog: O QUE LHE DEU FORÇAS PARA VENCER ESSA BATALHA ?
Barata: Primeiramente Deus, minha familia e meus amigos.

Blog: O APOIO DE SUA FAMÍLIA CERTAMENTE FOI MUITO IMPORTANTE, ASSIM COMO A COMPETÊNCIA DA EQUIPE MÉDICA QUE LHE ATENDEU E AJUDOU NA SUA RECUPERAÇÃO. A TUNA LUSO FEZ TUDO QUE FOI POSSÍVEL PARA VOCÊ RECEBER UM TRATAMENTO DIGNO. VOCÊ ACHA QUE ESSES FATORES FORAM IMPORTANTES E FIZERAM ALGUMA DIFERENÇA NA SUA RECUPERAÇÃO ?
Barata: Sim foi importante todo mundo que me ajudou.

Blog: TEM ALGUÉM OU OUTRAS PESSOAS QUE VOCÊ GOSTARIA DE LEMBRAR E/OU AGRADECER ?
Barata: Deus,e são tantas pessoas que não dá para citar nomes. Agradeço a todos.

Blog: QUAIS OS SEUS PLANOS PARA O FUTURO ?
Barata: Voltar a jogar e brilhar novamente.

Blog: GOSTARIA DE DEIXAR ALGUMA MENSAGEM AOS TORCEDORES DA TUNA?
Barata: Sim. Estou me recuperando e quero voltar a jogar o mais rapido possivel e da alegria aos torcedores tunantes.

sábado, 23 de abril de 2011

Mazinho será o novo técnico da Tuna Luso

Fabian (preparador físico ), Mazinho (centro) e o ex-técnico Flávio Goiano (dir.)
A diretoria da Tuna Luso finalmente encontrou uma solução caseira para substituir a saída do técnico Flávio Goiano. Após algumas consultas e respostas negativas, a diretoria da Tuna efetivou nesta sexta-feira santa (22), no cargo de técnico, o ex-jogador Osvilmar Simão Ferreira (Mazinho). O auxiliar técnico de Mazinho será o também ex-jogador da Tuna, Sergio. 
Osvilmar FerreiraMazinho
Mazinho vem trabalhando como auxiliar técnico desde a saída de Ney sorvetão, ainda quando  Zé Carlos era o treinador. Continuou no cargo quando Flávio Goiano assumiu e agora foi efetivado como técnico.
O Mazinho já treinou o Clube de Carajás e a seleção de futebol amador de Rondon do Pará. É  ex-jogador futebol, tendo passagens pelo Clube do Remo, Paysandu e também pela Tuna Luso. 


Com a efetivação de Mazinho como técnico e Sergio como auxiliar, os demais membros da comissão técnica da Tuna que vinha trabalhando devem permanecer até o final do campeonato. 
Sérgio será o novo auxiliar técnico da Tuna.
Os treinamentos visando o jogo de domingo (01/05), contra o Independente, em Tucuruí, devem iniciar a partir de segunda-feira em dois horários para recuperar o tempo perdido. Os jogadores e demais membros da comissão técnica apoiaram a decisão da diretoria e estão fechados com a promoção de Mazinho e chegada do Sergio como técnico e auxiliar, respectivamente. 


FICHA TÉCNICA DE MAZINHO:
Nome: Osvilmar Simão Ferreira
Apelido: Mazinho
Cidade Natal: Bahia
Alguns times em que já atuou como jogador: Base do atlético Mineiro (Início da carreira), Najma (Arábia), São Raimundo, Paysandu, Tuna e Remo.
Alguns times em que já foi treinador: Clube Carajás (Pa) e seleção de futebol amador de Rondon (Pa).
Alguns Títulos: Bi campeão Brasileiro pelo Paysandu em 1991; Bi campeão do clube do Remo em 1994. 



Agora só nos resta apoiar a decisão da diretoria, continuar ajudando e torcer para que a Tuna consiga a tão sonhada classificação para a semi-final.
Desejamos boa sorte ao Mazinho e à Tuna.    

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Mariozinho: “não” à Tuna


foto reprodução
Técnico é convidado para assumir a Lusa, mas recusa, alegando compromisso com clube de Cuiaranã

A primeira investida do presidente da Tuna Luso, Fabiano Bastos, para contratar o substituto do técnico Flávio Goiano, que entregou o cargo na última quarta-feira, não deu certo. O cartola conversou com o treinador Mário Henrique, o Mariozinho, que teve como último clube o Cametá. Mas o técnico pretendido descartou sua ida para a Vila Olímpica, alegando que tem contrato firmado com o Santa Cruz, de Cuiaranã, que se prepara para ingressar no futebol profissional do estado. Mariozinho confirmou, por telefone, o convite feito pelo cartola tunante.

"O presidente me ligou, mas disse a ele que neste momento estou impossibilitado de ir para a Tuna", ratificou Mariozinho. "Até gostaria de treinar a Tuna, que é o clube dos meus avós, mas tenho um contrato a cumprir com o Santa Cruz. Fiquei feliz pelo presidente ter lembrado do meu nome, mas, como disse, tenho compromisso firmado e vou procurar honrá-lo", completou. A outra alternativa seria o técnico Samuel Cândido, mas este se encontra trabalhando no futebol do Amapá. Tudo indica que Sérgio ou Ondino, um deles, que são funcionários do clube, podem assumir o time. O novo treinador encontrará um rosário de problemas para administrar no clube.
fonte: amazônia jornal - edição de 22/04/2011

Em 22 de abril de 2011, 511 anos do descobrimento do Brasil



DESCOBRIMENTO DO BRASIL
História do Brasil Colônia, a história do descobrimento do Brasil, os primeiros contatos
 entre portugueses e índios, o escambo, a exploração do pau-brasil

Em 22 de abril de 1500 chegava ao Brasil 13 caravelas portuguesas lideradas por Pedro Álvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil.
Após deixarem o local em direção à Índia, Cabral, na incerteza se a terra descoberta tratava-se de um continente ou de uma grande ilha, alterou o nome para Ilha de Vera Cruz. Após exploração realizada por outras expedições portuguesas, foi descoberto tratar-se realmente de um continente, e novamente o nome foi alterado. A nova terra passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Somente depois da descoberta do pau-brasil, ocorrida no ano de 1511, nosso país passou a ser chamado pelo nome que conhecemos hoje: Brasil. 

Descoberta do Brasil
O termo descoberta do Brasil se refere à chegada, em 22 de abril de 1500, da frota comandada por Pedro Alvares Cabral ao território onde hoje se encontra o Brasil. A palavra "descoberta" é usada nesse caso em uma perspectiva eurocêntrica, referindo-se estritamente à chegada de europeus às terras do atual Brasil, que já eram habitadas por vários povos indígenas.
Embora quase exclusivamente utilizado em relação à viagem de Cabral, o termo "descoberta do Brasil" também pode referir-se à suposta chegada de outros navegantes europeus antes de Cabral. Esse é o caso das possíveis expedições do espanhol Vicente Yáñez Pinzón em 26 de janeiro de 1500[1][2], e de Duarte Pacheco Pereira[3] em 1498.[4]
Leia mais no link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Descoberta_do_Brasil 


Economia dos Brics superará a dos EUA em 2015

Pesquisa projeta crescimento estável e rápido para o grupo nos próximos 15 anos

 Brazil
R   Russian Federation
I   India
C   China
  South Africa 
Mapa dos países BRICS
Um estudo elaborado por economistas chineses assinala que a soma das economias das quatro principais potências emergentes (Brasil, Rússia, Índia e China, que formam o Bric) superará o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos em 2015.

Produzido pela Social Sciences Academic Press, o estudo estima que em meados desta década o Bric concentrará 22% da economia mundial.

As quatro potências, que junto com a África do Sul realizarão na próxima semana uma cúpula na ilha chinesa de Hainan, experimentarão nos próximos 15 anos "um processo de crescimento estável e rápido", devido a um ambiente exterior propício no qual as economias desenvolvidas também estarão crescendo.

Das quatro economias estudadas, a chinesa é a que cresce a um ritmo mais rápido, com média anual de 10% nas últimas décadas, e é desde 2010 a segunda maior potência econômica mundial, atrás apenas dos EUA.

Alguns estudos afirmam que a China, sozinha, pode superar os EUA como a principal economia do planeta por volta de 2030. 

BRICS
EeconomiaBRICS é um acrônimo que se refere aos paísesmembros fundadores (BrasilRússiaÍndia e China) e à África do Sul, que juntos foram um grupo político de cooperação. Em 13 de abril de2011, o "S" foi oficialmente adicionado à sigla BRIC para formar o BRICS, após a admissão da África do Sul (em inglêsSouth Africa) ao grupo.[2][3][4] Os membros fundadores e a África do Sul estão todos em um estágio similar de mercado emergente, devido ao seudesenvolvimento econômico. É geralmente traduzido como "os BRICS" ou "países BRICS" ou, alternativamente, como os "Cinco Grandes".
Apesar do grupo ainda não ser um bloco econômico ou uma associação de comércio formal, como no caso da União Europeia,[5]existem fortes indicadores de que "os quatro países do BRIC têm procurado formar um "clube político" ou uma "aliança", e assim converter "seu crescente poder econômico em uma maior influência geopolítica."[6][7] Desde 2009, os líderes do grupo realizam cúpulas anuais.[8]
A sigla (originalmente "BRIC") foi cunhada por Jim O'Neill em um estudo de 2001 intitulado "Building Better Global Economic BRICs".[9][10][11] Desde então, a sigla passou a ser amplamente usada como um símbolo da mudança no poder econômico global, distanciando-se das economias desenvolvidas do G7 em relação aomundo em desenvolvimento.
De acordo com um artigo publicado em 2005, o México e a Coreia do Sul seriam os únicos outros países comparáveis ​​aos BRICS, mas suas economias foram inicialmente excluídas por serem considerados mais desenvolvidas, uma vez que já eram membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico.[12]