segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

PAYSANDU X TUNA LUSO, O RETORNO DOS CLÁSSICOS DO PARAZÃO

Caros amigos, em função da Tuna Luso ter ficado fora da elite do Parazão por dois anos seguidos, tivemos que nos contentar e ficar sem poder assistir os memoráveis clássicos entre Re x Tu e Pa x Tu. Agora, com a volta da Tuna Luso ao Parazão de 2011, o nosso campeonato ganha mais charme e competitividade pois a Lusa paraense formou um bom time e certamente deverá dar muito trabalho aos seus tradicionais rivais. O nosso campeonato sempre foi disputado com a participação dos três principais times do estado (Tuna Luso, Clube do Remo e Paysandu) mas nos últimos dois anos perdeu um pouco da graça e ficou pouco atraente e carente de bons jogos.
Na próxima quinta-feira (03), pela terceira rodada do campeonato, teremos o primeiro clássico de 2011, entre Paysandu e Tuna Luso. O jogo está programado para iniciar às 20:30h, no estádio Leonidas Castro, a Curuzú. O mando de campo é do Paysandu.
O Paysandu vem de duas vitórias seguidas, contra Castanhal e Independente, e é o líder isolado do campeonato com seis pontos. A Tuna Luso tem dois magros empates, contra Águia e Castanhal, e soma apenas dois pontos, ocupando a 5ª posição na classificação geral. Apesar da diferença de pontuação entre os dois times, teremos um clássico e qualquer resultado será considerado normal.

PAYSANDU X TUNA LUSO
Data: 03/02/2011
Hora: 20:30h
Local: Curuzú
Arbitragem: Clauber José Miranda A
Assistentes: Lúcio Ipojucan Ribeiro e Márcio Gleidson Correia Dias
Ingressos: Arquibancada: R$ 15, Meia-entrada: R$ 7, Cadeira central: R$ 40, Cadeira latera: R$ 30.

Tuna e Cepe apresentam suas candidatas ao Rainha das Rainhas


 Aconteceu na noite desta segunda-feira (31), no salão de festas da Tuna Luso Brasileira, foram apresentadas as candidatas da Tuna Luso e do CEPE (Clube dos Empregados da Petrobrás). Para defender o time cruzmaltino foi escolhida Beatriz Cristina da Costa, de 18 anos. Já para representar os empregados da Petrobrás, Nayara Marques Alves foi escalada.


TUNA – Beatriz tem 18 anos, cursa administração e acredita que sua determinação e força de vontade ajudarão a ter um excelente desempenho na passarela. A loira de 1,80 e 55 kg afirma que irá surpreender plateia e jurados na hora do desfile. ‘Tenho certeza que vou retribuir toda a confiança que a Tuna vem depositando em mim, fui acolhida como uma filha! Vou trazer o título para o Clube’, disse.

Além da preparação física, com ensaios e musculação todos os dias, Beatriz conta que também está trabalhando o psicológico. ‘Sou muito ansiosa e sei que isso pode me atrapalhar, por isso não me preparo apenas fisicamente mas também trabalho o psicológico’, explica.

CEPE – O Clube dos empregados da Petrobrás, ao contrário da Tuna, escolheu uma morena para lhe representar. Nayara Matias, de 20 anos, cursa o 2º do Ensino Médio e pretende fazer vestibular para Dança na UFPA. Ela aposta em sua facilidade com os movimentos para conquistar o concurso, que para ela é seu ‘sonho de consumo’.
Ao contrário de outras candidatas, que já participaram de outros concursos de beleza, Nayara ostenta com orgulho seu penta campeonato como Miss Caipira do grupo ‘Explosão Junina’ do bairro de Val-de-Cães, em Belém. ‘A quadrilha é uma paixão é algo de família e que está no meu sangue. Os jurados podem esperar que vou surpreender à todos’, disse.
fonte: Portal ORM

GOLS E MELHORES MOMENTOS DA 2ª RODADA DO PARAZÃO 2011



Paysandu x Independente:
http://www.diarioonline.com.br/videos_interna.php?id=VXekXYBKE3g
 
Remo x Cametá:

http://www.diarioonline.com.br/videos_interna.php?id=qeWSFwj1GaI 


Link do Portal ORM

domingo, 30 de janeiro de 2011

Tuna tropeça mais uma vez

Cruzmaltinos esbarram no forte jogo defensivo do Castanhal e voltam a decepcionar a torcida no Souza: 0 a 0

Em uma competição "tiro curto" como o Campeonato Paraense, perder pontos em casa é perigoso para quem tem a pretensão de disputar o título. Assim, a Tuna Luso fez a sua torcida passar por essa decepção, ao empatar em 0 a 0 com o Castanhal, ontem pela manhã no estádio Francisco Vasques, na segunda rodada do primeiro turno do Parazão 2011. Antes da partida, foi observado um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do desabamento do edifício Real Class, no bairro de São Brás.
A pequena torcida tunante se fez presente e apoiou sua equipe desde o apito inicial. Mesmo assim o time não conseguiu se impor perante um adversário que veio apenas se defender e jogar no contra-ataque.
O jogo foi fraco, tecnicamente no primeiro tempo, com poucas chances. O goleiro Ângelo, do time visitante, fez apenas uma defesa importante. Adriano teve mais trabalho com os contra-ataques do Japiim e precisou de todo o seu talento para evitar um gol de Soares, aos 37min, e outro de Preto Barcarena, aos 42 minutos.
O técnico Flávio Goiano havia dito que com três volantes, os laterais teriam mais liberdade, mas apenas Léo apoiou um pouco mais. Hugo Deleon não estava numa tarde feliz e pouco produziu ofensivamente.
Coube ao atacante Fabinho tentar alguma jogada individual. Aos 15min, subiu mais do que a defesa castanhalense e cabeceou forte para a defesa do goleiro Ângelo, que espalmou para escanteio. Demorou para surgir outro bom momento, mas apareceu aos 33 minutos. Negretti lançou Zazá na direita, este avançou e cruzou. Fabinho vinha na corrida, deu um carrinho, mas não alcançou a bola, perdendo a chance.
Chances - No segundo tempo, um jogo totalmente diferente. Logo aos dois minutos, Fabinho arrematou à queima-roupa e Ângelo voltou a aparecer. A Tuna seguiu pressionando e aos cinco, Zazá errou chute sozinho, com o goleiro já batido.
Aos 19min, foi a vez do volante Soares quase abrir o placar. Em cobrança de falta, ele assustou Adriano ao acertar a trave. Aos 21min, Fabinho teve mais uma chance perigosa, mas chutou por cima. Nem mesmo as entradas de Japonês e Kanu fizeram a Tuna crescer e se sobressair. Aos 35min, mais uma bela defesa do arqueiro tunante, em uma bomba disparada por Flamel.
Aos 39min, o último lampejo do jogo, em boa jogada de Hugo Deleon na direita, que cruzou para Kanu, mas Ângelo impediu o gol cruzmaltino pela última vez. Debaixo de um sol de 32 graus, a torcida tunante deixou o Souza frustrada e com o grito de gol entalado.

Técnico da Lusa admite falta de qualidade na finalização
O técnico Flávio Goiano, da Tuna Luso, lamentou o empate sem gols com o Castanhal, no Souza. O time tunante teve muitas dificuldades de entrar na defesa castanhalense e, principalmente, de finalizar a gol. O comandante cruzmaltino não gostou do resultado. Se vencesse, a equipe estaria entre os três primeiros colocados na tabela, à frente do Independente. Porém, o resultado deixou a Lusa na quarta colocação, empatada em todos os quesitos com o Águia de Marabá.
"Nossa equipe teve uma atuação muito boa, teve volume de jogo, atacou, não desistiu e enfrentou um time que também tem valores individuais e que nós sabíamos que seria um adversário muito difícil. Nossa equipe foi superior, merecia vencer, mas infelizmente estamos falando de um empate. Os goleiros acabaram se destacando", analisou o treinador.
Flávio Goiano também ressaltou que o ponto conquistado poderá ser importante no fim do Campeonato Paraense. "Deixamos escapar dois pontos, que é do futebol. Da mesma forma que ganhamos um fora de casa, empatamos em casa, contra um time que joga certo, ajeitado e tem um ótimo contra-ataque. De repente, esse ponto que ganhamos hoje é que vai dar uma condição melhor no fim do torneio."
O técnico tunante disse ainda que faltou um pouco mais de qualidade no arremate para que a Tuna saísse de campo com uma vitória, ontem pela manhã, no Souza. Por isso, ele já indicou duas mudanças para o clássico contra o Paysandu, quinta-feira, na Curuzu.
"Não estou culpando ninguém. O pessoal jogou, fez o que pode, mas cada um tem características próprias. O André Barata e o Felipe Mamão são dois jogadores que podem dar a qualidade que estamos precisando em termos ofensivos. Por isso, vou observá-los nos treinos de terça e quarta-feira. Se eles responderem bem, vão para o jogo com o Paysandu", anunciou.
fonte: Amazônia Jornal - edição de 31/01/2011 

BLOG DA ATAT ALCANÇA 100.000 VISITANTES!!!

100.000 VISITANTES!!!
É com muito orgulho e satisfação que registramos na data de hoje a marca de 100.000 visitantes no blog da ATAT
A partir do dia 25 de outubro de 2007, quando passamos a editar este blog, em conjunto com o amigo Manuel Fonseca, seu editor chefe inicial, procuramos mostrar todos os acontecimentos do clube e da associação da maniera mais imparcial possível. Graças ao empenho de alguns colaboradores e a participação dos amigos e amigas visitantes, conseguimos dinamizá-lo para efetuar a divulgação das postagens da melhor maneira possível, sem ferir a imagem da instituição Tuna Luso Brasileira.
Foram contabilizados, desde 25/10/2007 até hoje, 3 anos, 3 meses e 5 dias, totalizando 1.190 dias e uma média de 84,03 visitantes por dia.  
Agradecemos a todos os visitantes e colaboradores do blog os nossos mais sinceros agradecimentos pela marca alcançada. Esperamos continuar com vocês para alcançar mais 100.000 visitas.
Um grande e fraternal abraço para todos!!!

Classificação do Parazão após a conclusão da segunda rodada:


Jogos da 2ª rodada do Campeonato Paraense 2011:         
  • Águia de Marabá 0 x 0 São Raimundo QUI 27/01 20h30 Est. Zinho Oliveira
  • Independente 2 x 3 Paysandu SAB 29/01 16h Estádio Navegantão
  • Tuna Luso 0 x 0 Castanhal DOM 30/01 9h30 Estádio Francisco Vasques
  • Cametá 2 x 2 Clube do Remo DOM 30/01 16h Estádio Parque do Bacurau 
CLASSIFICAÇÃO DO 1º TURNO – TAÇA CIDADE DE BELÉM
POS
TIMES
PG
J
V
E
D
GP
GC
SG
PAYSANDU
6
2
2
0
0
7
4
3
REMO
4
2
1
1
0
5
2
3
INDEPENDENTE
3
2
1
0
1
7
4
3
ÁGUIA
2
2
0
2
0
1
1
0
TUNA
2
2
0
2
0
1
1
0
CASTANHAL
1
2
0
1
1
2
4
-2
S. RAIMUNDO
1
2
0
1
1
0
3
-3
CAMETÁ
1
2
0
1
1
3
7
-4
fonte: Rádio Clube do Pará

Meia Welthon mostra maturidade para vencer

O meia Welthon, de apenas 18, tem impressionado por sua performance nos treinamentos e na estreia do time tunante no Parazão, no qual foi o maior destaque dos lusos. Com 1,80m e porte físico privilegiado, o jogador é uma das promessas da Tuna, criado nas categorias de base do clube.

Numa conversa informal ou atuando pela Lusa, o jovem impressiona pela sua maturidade precoce. Segundo ele, a vida lhe ensinou a ter pés no chão. Depois de passagens frustradas no Sport Recife e no Guarani (SP), onde nem chegou a atuar, o meia tirou várias lições desse período.

“Foi muito difícil pra mim quando eu fui pro Guarani. Morei só e passei por dificuldades. Tudo o que quero agora é ser feliz aqui na Tuna e ser campeão também”, afirma Welthon, sempre seguro nas palavras.

O apoio da família também é fundamental para a serenidade do garoto. “Todo dia, o pessoal lá de casa me pergunta como foi o treino, como foi meu dia, como é que eu tô. Isso é muito importante pra ficar tranquilo e só me preocupar em jogar bola”, conta.

Os dirigentes tunantes estão felizes da vida com a boa fase do garoto, e têm planos para vendê-lo no futuro. E pensar que Welthon quase foi dispensado da cruz de malta paraense. O fato não aconteceu porque o treinador Flávio Goiano conseguiu impedir. “O Welthon chegou a ser dispensado. Eu mesmo fui atrás dele para conversar, e consegui trazê-lo de volta. É um excelente jogador e tem grande potencial”, afirma o comandante.
fonte: Rádio Clube do Pará

Tuna Luso e Castanhal empatam em 0 a 0 no Sousa

Um resultado ruim para ambos os lados. Tuna Luso e Castanhal jogaram na manhã ensolarada deste domingo (30), no estádio Francisco Vasques, para um bom público. O placar da partida foi um decepcionante 0 a 0, o que define, e bem, o que foi o jogo no primeiro tempo, mas que ficou emocionante na segunda metade. O embate marca a segunda rodada do Campeonato Paraense 2011.
        
Enquanto o Castanhal tentava se recuperar no Campeonato Paraense após a derrota por 4 a 2 para o Paysandu, a Tuna Luso enfrentava o forte sol que fazia na manhã deste domingo (30) na capital paraense, para conseguir os primeiros três pontos na competição, já que vinha de um empate em 1 a 1 com o Águia de Marabá. Os poucos, porém fiéis torcedores tunantes, compareceram em peso para fazer a conhecida alegria cruzmaltina no estádio Francisco Vasques, o Sousa.
        
        1º TEMPO:
         
Com a bola rolando, início de pressão castanhalense. Dois escanteios seguidos após as boas cobranças do experiente Soares. Os espaços nas laterais eram providenciais para que o time visitante conseguisse fazer suas jogadas de perigo, deixando a Tuna com dificuldades de sair do seu campo de defesa. Entretanto, o grande momento dos 15 minutos de jogo apareceu com Fabinho, que testou forte e o goleiro fez bonita defesa, colocando a bola para escanteio.
        
Após esse lance, o jogo ficou, um tanto, ‘preguiçoso’. Nem Tuna e muito menos Castanhal conseguiam levantar o torcedor das arquibancadas da praça esportiva da Cruz de Malta. Era toque para um lado, toque para o outro... Nos 25 minutos, as jogadas não valiam o ingresso. Para não dizer que os jogadores não estavam muito ai para o embate, Fabinho deu uma ‘caneta’ em Sousa e por pouco não consegue o gol.
        
Nos minutos finais, um pouco de movimentação. Zazá perdeu gol de frente para o lance. No contra-ataque, Soares chutou forte para boa defesa do goleiro Adriano. Aliás, o ex-remista salvou a Tuna Luso de levar o tento do zagueiro Preto Barcarena, aos 42 minutos.
        
        2º TEMPO:
        
E se o primeiro tempo foi lento, a segunda metade da partida, pelo menos no início, foi eletrizante. A Tuna Luso teve três oportunidades claras de abrir o marcador com menos de cinco minutos de bola rolando. O goleiro Ângelo mostrou o porque de vestir a camisa 1 do Castanhal, após salvar a equipe de Cidade Modelo de começar o segundo tempo perdendo.
        
Percebendo a fragilidade do seu time, o técnico Luis Carlos Apeú iniciou uma série de substituições. A entrada de Clóvis no lugar do ‘ausente’ Daniel foi a mais importante, já que tinha o objetivo de movimentar o meio-campo. Porém, foi no lance do ‘chuveirinho’ na área que o Castanhal quase marca. O meio-campo Soares cobrou falta com perfeição e a bola bateu na trave do goleiro Adriano.
        
Esperto, o Japiim da Estrada percebeu que podia chegar ao primeiro gol na partida, através das cobranças de faltas. Atabalhoada, a zaga da Tuna sempre levava perigo nos lances parados de Soares e Flamel. O goleiro Adriano se desdobrava na busca de evitar o pior. O tempo técnico para que os jogadores pudessem se refrescar no forte sol belenense foi importante para que a Águia Guerreira pudesse atrapalhar o ímpeto castanhalense.
        
Um torcedor ilustre presente no Sousa foi o meio-campo Giovanni, ex-craque da Tuna que brilhou no Santos (SP) e Seleção brasileira. O atleta agradeceu a homenagem feita pelo clube. “Isso é bom. Importante o reconhecimento. Me sinto honrado de receber esse convite e prestigiar o clube”, disse o jogador.
        
E nada da bola estufar o barbante. Chances até que não faltaram no segundo tempo, mas a finalização errada perseguiu os atletas de Tuna Luso e Castanhal. Cansados, praticamente ‘pediam’ para o árbitro finalizar a partida. E o árbitro deu o apito final aos 50 minutos: 0 a 0, placar final.
        
Com o resultado, a Cruz de Malta ficou com dois pontos na tabela de classificação, enquanto que o Japiim, um. A segunda rodada do Campeonato Paraense 2011 terá complemento na tarde deste domingo (30), com a partida entre Cametá e Clube do Remo, a partir das 16h, no estádio Parque do Bacurau. (Gustavo Pêna, DOL)
        
Tuna Luso: Adriano; Hugo de Leon; Cristóvão, Bruno Oliveira e Léo; Negreti, Dudu, Alexandre Pinho (Japonês) e Welton (Canu); Fabinho e Zazá.
        
        Técnico: Flávio Goiano.
        
Castanhal: Ângelo; Thiago Gaúcho (Léo Rosas), Preto Barcarena, Felipe Bragança e Sousa; Paulinho 47, Daniel (Clóvis), Soares e Flamel; Helinho e Branco (Ivan).
        
        Técnico: Luis Carlos Apeú.
        
Cartão amarelo: Felipe Bragança, Paulinho 47, Preto Barcarena e Sousa (CAS); Cartão amarelo: Zazá, Fabinho e Negreti (TUN)
          
 
fonte: Rádio Clube do Pará         

sábado, 29 de janeiro de 2011

Tuna encara o Castanhal

Após o empate na estreia, Lusa joga em casa na tentativa de conquistar os três pontos diante do rival


Passado o entusiasmo pela boa estreia no Campeonato Paraense - empatou com o Águia de Marabá (1 a 1), no Zinho Oliveira -, a Tuna Luso terá que superar um concorrente direto para confirmar o bom início de competição, hoje, às 9h30, no Estádio Francisco Vasques, o Souza. O confronto será com o Castanhal, que vem de derrota na primeira rodada do Parazão e quer a reabilitação a todo custo. As duas equipes também precisam dos três pontos para não se distanciarem dos líderes Remo, Paysandu e Independente, que venceram seus compromissos na rodada de abertura.
Essa será a primeira partida que a equipe cruzmaltina fará em seus domínios. Por isso, um resultado positivo nesta manhã significará muito para a Águia do Souza. A ideia da comissão técnica e também dos jogadores é conquistar, no mínimo, quatro pontos nestas duas primeiras rodadas. Como já empatou na estreia, a Tuna vê sua projeção bem mais próxima de ser realizada. Isso seria o ideal, pois, na próxima quinta-feira, o time enfrentará o Paysandu, na Curuzu.
Pensando em dar mais regularidade e entrosamento à equipe, o técnico Flávio Goiano resolveu manter a mesma formação da partida em Marabá, no sábada passado. O time segue, então, atuando no esquema 4-4-2. "Tivemos uma boa participação no jogo de estreia e a tendência é o grupo mostrar-se um pouco mais à vontade e menos preso na parte física", avaliou o treinador.
O bom tempo de recuperação entre a estreia e a partida desta manhã deu ao técnico luso a possibilidade de realizar dois treinos coletivos - quarta e sexta-feira -, além de várias atividades técnico-táticas com o objetivo de corrigir alguns erros cometidos na estreia. "Com a semana cheia para os treinamentos, aproveitamos para trabalhar alguns pontos que ainda precisava de ajustes, como o nosso posicionamento defensivo nas bolas paradas", revelou Goiano.
A manutenção da mesma equipe que empatou com o Azulão limita o time luso na armação das principais jogadas ofensivas. A Tuna vai a campo, novamente, com três volantes - Negreti, Dudu e Alexandre Pinho - e apenas Whelton como homem de criação. Flávio Goiano continuará dando mais liberdade para Alexandre Pinho, quando estiver com a bola, sair para ajudar nas armações das jogadas ofensivas. O objetivo é diminuir os espaços entre o meio-campo e o ataque e fazer com que a bola chega mais fácil aos homens de frente: Fabinho e Zazá.
"Sabemos da necessidade de vitória nesta partida contra o Castanhal. Vamos nos empenhar ao máximo para conquistar os três pontos. Isso dará uma tranquilidade maior neste início de trabalho que estamos realizando", disse Zazá.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Souza: benefício ou pressão?

Para equilibrar ambígua relação com a torcida, Tuna quer impor seu ritmo logo no início do jogo contra o Japiim 

O empate fora de casa com o Águia foi considerado "injusto" pelo técnico Flávio Goiano, que viu a Tuna Luso jogar um futebol que merecia os três pontos que estavam em disputa no Zinho Oliveira, sábado passado, na primeira rodada do Campeonato Paraense. Agora, o treinador planeja a primeira vitória diante do Castanhal, amanhã, no Souza. E para vencer e convencer, o treinador quer fazer valer o mando de campo.
"Temos que encarar o Castanhal de igual pra igual, marcar o time deles na saída de bola e ir pra cima. No Souza, quem manda é a Tuna", disse Goiano.
Mas a relação da Tuna com o Estádio Francisco Vasques - e, por consequência, com sua torcida - tem sido ambígua nos últimos anos. Os exigentes torcedores lusos empurram o time quando o ambiente é bom, mas também podem se transformar em um peso para o desequilíbrio diante de problemas dentro de campo. Para o duelo deste domingo, a equipe busca o lado positivo de sua casa.
"A vontade de vencer e a garra sempre são maiores quando a gente joga em casa. Vamos contar com a nossa torcida, que apoia quando está tudo bem, mas que também pode aumentar a pressão. Então, precisamos trazer o lado positivo para fazer valer o mando de campo", apontou o zagueiro Cristóvão.
O goleiro Adriano, que fará sua estreia no estádio tunante, concorda com o companheiro. Para ele, a Águia do Souza precisa impor seu próprio ritmo na partida desde o início para não deixar a torcida insatisfeita. O arqueiro também elogiou a rapidez do ataque castanhalense.
"Vamos enfrentar um bom time. O Castanhal é um time que tem um ataque rápido, mas que vai jogar dentro da nossa casa. Então dentro da nossa casa a gente tem que impor o ritmo, a gente tem que jogar da maneira que a gente vem jogando e espero que eles não venham aqui estragar nossa festa", disse.
Flávio Goiano está ciente desta situação e alerta para a necessidade de se tomar algumas precauções, principalmente para evitar descuidos defensivos.
"Jogar em casa é um fator favorável para nós, porque quase sempre você sabe a estratégia que o adversário vai usar: vai jogar na defesa, com a marcação atrás da linha da bola. Vai contar com a pressão da nossa torcida para nos surpreender nos contra-ataques", explicou, já de olho no contra-ataque do Castanhal. "Precisamos contar com isso e saber nos controlar emocionalmente."


Presidente descarta "Operação Viola"

O presidente da Tuna Luso, Fabiano Bastos, resolveu colocar um ponto final nas especulações sobre a possível contratação do atacante Viola, 42. De acordo com o mandatário cruzmaltino, todas as notícias divulgadas nos últimos dias sobre a suposta negociação não passaram de mera especulação. "Eu, realmente, recebi uma oferta de empresários interessados em trazer o Viola para a Tuna, mas isso foi há mais de duas semanas. Nos últimos dias, não recebemos retorno algum. Por isso, as negociações não avançaram."
O dirigente explicou que a contratação do ex-atacante da Seleção Brasileira jamais esteve nos planos da sua administração. "Sinto-me até constrangido em dizer uma coisa dessas, mas a verdade é que pessoas interessadas na vinda de Viola estão forçando a barra. Não há o menor fundamento nas notícias que estão sendo publicadas. Como é que a Tuna vai contratar um jogador caro como o Viola se nossa folha salarial tem como limite os R$ 3 mil por jogador?", resumiu.
Por fim, o presidente tunante afirmou que pretende reunir sua diretoria para esclarecer de uma vez o tal "caso Viola" e acabar com a boataria. "Vou reunir a minha diretoria para tentar descobrir de onde estão partindo estas informações infundadas e acabar com estes boatos de uma vez por todas", concluiu.
fonte: Amazônia Jornal - edição 29/01/2011

FESTA DE ANIVERSÁRIO DE 108 ANOS DE FUNDAÇÃO DA TUNA LUSO

Hoje é dia de festa dupla na reformada boite da Tuna Luso Brasielria. 
No dia 1º de janeiro de 2011 a Tuna Luso Brasileira completou 108 anos de fundação mas somente na data de hoje (28) o clube cruzmaltino festejará (a partir das 22h) o seu aniversário. Na ocasião, o presidente da Tuna Luso, Sr. Fabiano Bastos, aproveitará a oportunidade para fazer um breve relato de sua gestão e deverá prestar algumas homenagens e agradecimentos. Entregará també ao associado a boite do clube que foi recentemente reformada para esse evento. O presidente Fabiano Bastos fez um convite aos colaboradores da ATAT, que será representado pelo Sr. João Araujo, em forma de agradecimento pela colaboração que a Associação de Torcedores e Amigos da Tuna vem dando ao clube, em especial ao futebol profissional. 
Desejamos uma boa festa para todos e muita harmonia, sucesso e prosperidade para a Tuna Luso Brasileira.

Seel organiza exibição das seleções de nado sincronizado

SELEÇÕES DE NADO SINCRONIZADO DO BRASIL E DA RUSSIA FAZEM APRESENTAÇÃO NA TUNA LUSO


A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) realiza na manhã desta quinta-feira (27) uma reunião para organizar a exibição, em Belém, das seleções brasileira e russa de nado sincronizado. O evento marcará a abertura da programação de grandes eventos esportivos no Estado, no próximo dia 6 de fevereiro, na piscina da Tuna Luso Brasileira, com sede na Avenida Almirante Barroso.
A reunião terá representantes da Federação Paraense de Desportos Aquáticos, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Companhia de Trânsito de Belém (CTBel). Serão traçados os planos de ação de cada setor, com destaque para segurança, trânsito e atendimento ao público. Estão sendo esperadas 1,5 mil pessoas para assistir ao espetáculo, que terá entrada será franca.
A seleção russa de nado sincronizado vem ao Brasil uma vez por ano, aproveitando o clima de verão para aprimorar a técnica e exercitar as coreografias. A seleção é pentacampeã mundial e tricampeã olímpica. O público também verá a seleção brasileira, que na última Copa da Federação Internacional de Natação (Fina) obteve a 9ª colocação.
A exibição das seleções é uma realização do governo do Estado, por meio da Seel, em parceria com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos e Federação Paraense da modalidade.
A primeira exibição das russas em Belém foi em janeiro de 2006, no complexo aquático da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Desta vez, a exibição será na piscina da Tuna Luso Brasileira. No local, será montada uma arquibancada com capacidade para 1.500 pessoas. O governador Simão Jatene deverá comparecer ao evento, que retoma a tradição paraense em realizar grandes eventos esportivos.
A delegação russa é composta por 16 pessoas, incluindo a técnica Tatiana Pokrovskaya, que estará acompanhada por seis auxiliares. Já a delegação brasileira será composta por 19 pessoas, entre as quais a coordenadora geral Sônia Hercowitz. As atletas paraenses Daniela e Gabriela Figueredo, reveladas durante o primeiro evento do nado sincronizado em Belém, também fazem parte da delegação brasileira.
A chegada das delegações em Belém está prevista para o dia 5 de fevereiro, a partir de 11h. À tarde, as atletas farão o reconhecimento da piscina. No domingo, a programação começará às 10h, com exibição de grupos folclóricos e das seleções brasileira e russa. As delegações deixarão Belém ainda no domingo, por volta de 21h.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Mamão livre para jogar

Atacante é regularizado junto à CBF e deve começar jogo contra o Castanhal no banco de reservas tunante

A Tuna Luso ganha uma novidade para o compromisso contra o Castanhal, pela segunda rodada do Campeonato Paraense. Contratado pelo clube há cerca de duas semanas, o atacante Felipe Mamão estará à disposição no jogo deste domingo, às 9h30, no Estádio Francisco Vasques. O jogador teve a documentação regularizada na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). No confronto diante do Japiim da Estrada, Felipe Mamão deve ficar no banco de reservas. Mas as chances dele entrar no decorrer da partida são boas.
Se isso ocorrer, na verdade, será uma reestreia com a camisa cruzmaltina. É que o ex-remista brilhou na Águia do Souza em 2006, quando marcou 10 gols na Série C do Campeonato Brasileiro. E é justamente no seu passado tunante que ele procura inspiração para entrar em campo.
"Faz duas semanas que estou treinando com o grupo. Espero entrar na relação para esse jogo, pois quero ajudar o time. Quero muito voltar a marcar gols com essa camisa, como fiz em 2006. Se não der, quero pelo menos poder atrapalhar os zagueiros adversários e ajudar outros companheiros a balançar as redes", disse o atleta, que disputa a camisa 9 da Lusa com o experiente Izaías, que agora é chamado de Zazá.
"Todo jogador quer ser titular, mas sei que preciso ter paciência. Preciso mostrar serviço quando for chamado para poder conquistar meu espaço", ressaltou Felipe Mamão.
Apesar de comemorar a regularização do centroavante e de já poder contar com o lateral direito Alan - recuperado de gripe -, o treinador da Tuna deve manter a mesma escalação que empatou com o Águia de Marabá, por 1 a 1, sábado passado, na primeira rodada do Parazão. Ou seja, no domingo, a Lusa entra em campo com: Adriano; Hugo Deleón, Cristóvão, Bruno Oliveira e Léo; Negreti, Dudu, Alexandre Pinho e Whelton; Fabinho e Zazá.
Transferência - Enquanto Felipe Mamão está pronto para fazer sua estreia na Tuna, o também atacante Adriano Miranda dificilmente ficará à disposição do técnico Flávio Goiano neste início de campeonato. O problema é que o atleta ainda não conseguiu oficilizar sua transferência para o futebol brasileiro.
Apesar de ter conseguido sua liberação do OFC Silven, da Bulgária, clube do qual ele se desvinculou no final da temporada passada, ainda está faltando a federação daquele país emitir comunicado à CBF sobre a transferência. O que só deve ocorrer no início de fevereiro.
Já o meia-atacante André Barata só depende da publicação do seu no nome no BID-E (Boletim Informativo Diário Eletrônico) da CBF. Ontem, a diretoria tunante recebeu a documentação que faltava para fazer o registro do atleta. Se o nome do jogador for publicado hoje, ele estará apto para atuar no final de semana.
fonte: Amazônia Jornal - edição 28/01/2011

Tuna faz coletivo para aparar as arestas

A Tuna Luso fez um coletivo para avaliar a equipe e aparar as arestas do time para próxima rodada do Parazão. Na primeira parte do trabalho, Dudu e Isaías formaram o ataque. Na segunda parte, eles foram substituídos por Felipe Mamão e Adriano Miranda.

Assista à reportagem da TV RBA, no link abaixo:
http://www.diarioonline.com.br/videos_interna.php?id=AX88LfdrDwo
 fonte: Rádio /clube do Pará - 27/1/2011

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

video

VIOLA NA TUNA NÃO PASSOU DE UMA BRINCADEIRA


VIOLA NÃO VEM
A notícia divulgada nesta semana pela imprensa paraense sobre a possível vinda do veterano jogador Viola para a Tuna não passou boato e acabou não se concretizando. A fonte da notícia não sabemos mas foi publicada por um jornal de grande circulação do Pará. Desde o início sabiamos que era notícia furada e sem fundamento mas como foi divulgada ficamos na espera para ver no que ia dar. O presidente da Tuna, Fabiano Bastos, afirmou que Viola não está nos planos do clube e o técnico Flávio Goiano não daria seu aval para tal contratação. Portanto, a novela Tuna x Viola acabou e o foco agora é o jogo de domingo contra o Castanhal, no estádio do Souza, à 09:30h.

VISTORIA DO SOUZA
Aconteceu na manhã de hoje (26) a vistoria da Polícia Militar do Pará no estádio Francisco Vasques, o Souza. Na ocasião foram observadas as reformas e melhorias solicitadas e então emitido o laudo liberando o estádio para a prática do futebol. 

TUNA X CASTANHAL
O jogo do próximo domingo (30), pela terceira rodada do campeonato paraense de futebol 2011, será mando de campo da Tuna e realizado no estádio do Souza, a partir das 09:30h. O preço do ingresso será de R$10,00 e a renda e despesas do jogo serão de responsabilidade da Tuna Luso.

CORPO DE BOMBEIROS APROVA ESTÁDIO DO SOUSA

O Corpo de Bombeiros do Pará efetuou vistoria na manhã de ontem o estádio Francisco Vasques, o Souza, de propriedade da Tuna Luso. O estádio foi aprovado e emitido laudo de prevenção de incêndio e segurança do Estádio. A ANVISA já realizou sua vistoria na última quinta-feira e também já aprovou o estádio. Agora, só está faltando a realização da vistoria da Polícia Militar do Pará, prevista para esta manhã (26), para liberar por definitivo o estádio do souza para realizar jogos do Parazão. Tudo indica que o estádio Francisco Vasques será aprovado sem problemas.

Contrato entre Funtelpa e FPF foi renovado hoje

Em coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje (25), no auditório da Imprensa Oficial do Estado, o contrato de transmissão dos jogos do Campeonato Paraense de Futebol pelas emissoras Funtelpa (Rádio e TV Cultura) foi renovado para 2011. 

         
Estiveram presentes na assinatura do contrato o secretário de Esportes e Lazer (Seel), Sahid Xerfan, o secretário de Comunicação (Secom), Ney Messias Jr., a presidente da Funtelpa, Adelaide Oliveira; e o vice-presidente da Federação Paraense de Futebol (FPF), Adelson Torres. 
         
Na ocasião, foi reafirmado que o governador Simão Jatene aplicou no contrato as regras do decreto de contenção de gastos do governo do Estado. Desta forma, o contrato entre Funtelpa e FPF, que era de R$ 2,9 milhões, teve redução de 20% e diminuiu para R$ 2,4 milhões. 
         
OS VALORES 
         
Mesmo com a aplicação das regras de redução de custeio da máquina estadual ao contrato com a FPF, o governador Simão Jatene solicitou que os recursos do contrato estimulem a meritocracia no futebol paraense. Trocando em números, 20% do valor do contrato, o que corresponde a R$ 492 mil serão repassados aos finalistas e semifinalistas do primeiro e do segundo turnos, com R$ 246 mil disponibilizados para cada turno. 
         
Desta forma, o primeiro colocado em ambos os turnos receberá 40% de R$ 246 mil, o que corresponde a R$ 98.400. Ao segundo colocado caberão 30% (R$ 73.800). Ao terceiro, 20% (R$ 49.200). Ao quarto lugar, 10% (R$ 24.600). Deduzidos os 40% da premiação aos clubes, restará R$ 1,9 milhão do valor do contrato entre Funtelpa e FPF. Por sugestão da própria Federação, 30% desse saldo, ou seja, R$ 591.600, serão repassados a seis clubes do interior. O valor do repasse será de R$ 98.600 para cada clube. Do valor restante do saldo (R$ 1,3 milhão), R$ 690.500,00 serão repassados ao Clube do Remo e ao Paysandu. 
         
Por decisão do governo do Estado, a Funtelpa, que detinha os direitos de vendas das placas estáticas dos estádios, repassará esses direitos à FPF. No ano de 2010, a venda dessas placas gerou uma renda de R$ 400 mil. Em 2011, apenas quatro placas ainda caberão à Funtelpa. 
         
De acordo com o governo, a título de esclarecimento é importante informar que o custo operacional das transmissões dos jogos do Campeonato Paraense de Futebol, pela Funtelpa, é de R$ 30 mil por partida, o que dá um custo final de R$ 720 mil ao longo do campeonato, excluindo-se a final do Parazão. 
         
Na ocasião, Ney Messias explicou que não foi assinado um novo contrato mas, sim, um aditivo. “O contrato é feito diretamente com a FPF. Quando chegamos ao governo, encontramos um destrato da FPF, que denunciou o contrato por falta de pagamento. Apesar de parecer que houve uma redução, os times que conseguirem chegar às finais do campeonato terão suas premiações, o que é um incentivo para os melhores”, explicou. 
         
Segundo Adelaide Oliveira, as transmissões das partidas de Remo e Paysandu com os outros times já devem iniciar no próximo final de semana. Finalizando, Ney ressaltou que os jogos serão transmitidos para todo o estado. “Estamos comprando um produto privado e isso não pode atender apenas uma parcela da população, mas sim todos”, finalizou. 

fonte: Gustavo Pêna / DOL, com informações da Agência Pará) 

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Tuna treina pesado para o Campeonato Paraense

A Tuna começou a semana com treino pesado para não fazer feio no Parazão. Mesmo com o primeiro jogo tranquilo, treinador garante que time não vai relaxar para as próximas partidas.
Hoje aconteceu a vistoria da PM e do Corpo de Bombeiros para emitir o laudo para funcionamento do estádio do Souza. Na semana passada a ANVISA fe a sua vistoria e aprovou o Francisco Vasquez para o Parazão 2011.


fonte: Diário On Line

OPINIÃO DO BLOG EM RELAÇÃO A VIOLA

Nada temos contra a pessoa  do jogador Viola que, quando estava em seu tempo, proporcionou bons momentos para os amantes do futebol por sua irreverência e maneira alegre de jogar. Agora, aos 42 anos, criador de problemas disciplinares, ser oferecido para jogar na Tuna Luso é no mínimo querer enterrar toda a nova filosofia que está sendo implementada no clube. Caso seja verdadeira a notícia, perguntamos quanto será e quem pagará o salário dele? Não acreditamos que a Tuna, na pessoa do presidente Fabiano Bastos e nem o treinador Flávio Goiano estejam a favor dessa contratação. Deve ser algum oportunista ou empresário de plantão que está se aproveitando do momento para ganhar visibilidade e com isso tentar tirar algum proveito na mídia. Nós da ATAT, mesmo sendo apenas coadjuvantes e colaboradores do clube, não achamos ser uma boa ideia a vinda do Viola para a Tuna. Nossos atuais jogadores são na maioria jovens atletas que querem chegar a algum lugar de destaque e crescer na profissão. Se o Viola fizer parte desse grupo, quem sairá pra ele entrar? Achamos que é mais especulação do que realidade. De qualquer forma iremos nos informar para esclarecer melhora essa notícia.  

Bomba na Vila Olímpica!

Viola

O DIÁRIO conseguiu, com exclusividade, o nome do novo reforço da Tuna para a temporada 2011. E não se trata de qualquer jogador. Estava no elenco tetracampeão da seleção brasileira de 94, atuou em grandes clubes do Brasil - como Corinthians, Santos, Palmeiras e Vasco - e também do exterior – como o Valencia. É um artilheiro-nato, tem fama de ‘jogador-problema’ e, recentemente, participou de um reality show ambientado em uma fazenda.
Adivinhou? O jogador em questão é o atacante Viola, de 42 anos. Fontes confiáveis, ligadas ao staff cruzmaltino, garantiram que o craque foi oferecido para a Lusa, depois de ter tido problemas no seu atual clube, o Juventus (SP), que disputa a Série A3 do Paulistão. O negócio pode ser fechado ainda hoje (25) com os representantes do atacante, que virão a Belém especialmente tratar do negócio. Mesmo atuando em equipes de menor porte nos últimos anos, como a equipe do Brusque (SC), e até no ShowBol, espécie de futebol-pelada das estrelas, por onde passa o atacante coleciona gols... e muitos problemas também!
Nos anos 2000, onde iniciou o declínio da sua carreira, as causas da saída dos clubes em que atuava eram, na maioria das vezes, a indisciplina do jogador. Se enumerássemos todas as trapalhadas, daria um livro inteiro, pois o atleta já atuou por mais de vinte equipes.
Para o torcedor cruzmaltino, que já está feliz da vida em ver seu time na elite do Parazão, o que esperar do atacante, que está com 42 anos, famoso por rachar grupos e, ainda por cima, fora de forma? Só o tempo irá dizer.
A notícia promete agitar o futebol local, que está carente de contratações de impacto, nem que seja na área do marketing. No caso do Viola, independente do seu desempenho em campo, o retorno financeiro para o clube seria fantástico, proporcionando visibilidade nacional à Tuna. Todos os prós e contras deverão ser colocados na balança pela diretoria logo mais, em reunião marcada para esta tarde. 
fonte: Diário do Pará - edição 25/01/2011

VISTORIA NO ESTÁDIO DO SOUZA

A Comissão de Vistoria da Federação Paraense de Futebol (FPF) visitará hoje o Estádio Francisco Vasques, o Souza, de propriedade da Tuna Luso. A inspeção faz parte de uma série de vistorias que começou há duas semanas e deve passar por todos os estádios que serão utilizados no Campeonato Paraense de 2011. O pente-fino começa às 16 horas.
Participarão da vistoria, além da FPF, representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Conselho Regional de Engenharia (Crea), entidades responsáveis por emitir os laudos exigidos pelo Estatuto do Torcedor. A Vigilância Sanitária não participará da visita de hoje, uma vez que fez uma inspeção isolada na semana passada. A expectativa é que o estádio tunante não encontre obstáculos para a liberação.
Na verdade, de acordo com o calendário de visitas da Comissão de Vistoria, a visita dos órgãos de segurança deveria ter ocorrido no último dia 10. No entanto, um problema de comunicação entre a FPF e o clube impediu que o procedimento fosse realizado. Quando os técnicos chegaram ao estádio, as entradas para algumas áreas estavam fechadas e não haviam funcionários do clube autorizados para abri-las. Uma nova vistoria foi agendada para o dia 19, mas novamente foi adiada.
fonte: Amazônia Jornal - edição 25/01/2011

Mamão pronto para a estreia


Felipe Mamão
Trabalhos regenerativos marcaram o treinamento de ontem da Tuna Luso, na Vila Olímpica. Tudo muito leve para recuperar o elenco cruzmaltino para o seu segundo compromisso no Campeonato Paraense, domingo, contra o Castanhal, no Estádio Francisco Vasques. O lateral direito Alan já apresenta-se bem melhor da gripe que o tirou da partida de estreia. Outra boa notícia na segunda-feira tunante foi a regularização do atacante Felipe Mamão.
O nome do ex-remista foi publicado no BID-E (Boletim Informativo Diário Eletrônico) da CBF e, desta forma, sua estreia com a camisa da Águia do Souza só depende da comissão técnica. Agora, a expectativa no clube é com relação a regularização dos últimos dois reforços tunantes: o atacante Adriano Miranda e o meia André Barata.
Com a exceção do volante Leandro, que ainda terá que cumprir três jogos de uma suspensão imposta pela Justiça Desportiva quando ele ainda era atleta do Ananindeua, todo o elenco cruzmaltino estará à disposição do técnico Flávio Goiano para o confronto do final de semana.
O treinador iniciará, hoje, a definição da equipe que enfrentará o Japiim da Estrada. Satisfeito com o desempenho de seus comandados no empate em 1 a 1 com o Águia de Marabá, o comandante luso não esconde que a tendência é escalar a mesma equipe que iniciou aquele jogo.
Apenas hoje a diretoria da Tuna retomará as negociações para a contratação do volante que falta para fechar o grupo alviverde. Durante todo o dia de ontem, as conversas estiveram paralizadas. É que o presidente Fabiano Bastos esteve acompanhando a estreia tunante, em Marabá.
fonte: Amazônia Jornal - edição 25/01/2011

CAMPEONATO PARAENSE DE FUTEBOL 2011

Primeira Rodada:
Águia de Marabá 1 x 1 Tuna Luso SÁB 19h Estádio Zinho Oliveira
Paysandu 4 x 2 Castanhal  DOM 10h Estádio Leônidas Castro (Curuzu)
Cametá 1 x  5 Independente Tucuruí  DOM 16h Estádio Parque do Bacurau
Clube do Remo 3 x 0 São Raimundo DOM 20h30 Estádio Evandro Almeida (Baenão)

Segunda Rodada:
Águia x São Raimundo 27/01 QUI 19h Estádio Zinho Oliveira
Independente Tucuruí x Paysandu  29/01 SAB 16h Estádio Navegantão
Tuna Luso x Castanhal 30/01 DOM 16h  Local a definir
Cametá x Clube do Remo 30/01 DOM 16h Estádio Parque do Bacurau

CLASSIFICAÇÃO DO PARAZÃO APÓS 1ª RODADA:

COLOCAÇÃO CLUBE PG JG
Independente 3 1
Remo 3 1
Paysandu 3 1
Águia 1 1
Tuna Luso 1 1
Castanhal 0 1
São Raimundo 0 1
Cametá 0 1

Fora de campo, polêmica pela transmissão dos jogos

Fora de campo, o Castanhal voltou a mostrar que é bom de briga. Se no Paraense 2010 fez de tudo para paralisar a competição, por não concordar com a participação do Cametá, que fora convidado pela Federação Paraense de Futebol, dessa vez o alvo é a Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa), que não pôde transmitir a partida, visto que o presidente do clube, Gil Corrêa, não autorizou a exibição.
A insatisfação reside no fato de Castanhal, Cametá, Independente, São Raimundo, Águia e Tuna reivindicarem 30% do valor de 1,2 milhão de reais que Remo e Paysandu recebem para permitirem a transmissão de seus jogos.
Esses clubes recebem cada um, a soma de 70 mil reais. O protesto do Japiim teve direito até a placa com os dizeres ‘Campeonato do Tostão contra o Milhão! Democracia!’.
Por meio do Twitter, o secretário de comunicação do Estado, Ney Messias, explicou que o jogo não foi transmitido porque existe um documento da FPF cancelando o contrato do Governo passado com os clubes, por atraso no pagamento. Messias garante que já se trabalha para a assinatura de um aditivo, que resolveria o problema. 
fonte: Diário do Pará, com informações do DOL

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Flávio Goiano minimiza confusão tática e elogia domínio da Tuna em Marabá

Campeão da primeira fase do Campeonato Paraense 2011, disputada em dezembro passado, o time da Tuna Luso estreou na fase principal da competição com um empate. Sábado à noite, a equipe cruzmaltina arrancou um 1 a 1 importantíssimo diante do Águia de Marabá, no Zinho Oliveira.
Mesmo pior na partida, o Águia abriu o placar aos 34min do primeiro tempo, por intermédio de Patrick, que aproveitou falha coletiva da zaga tunante. O empate do time da capital veio aos 13min da etapa final, em um chute da entrada da área de Negretti.
Para o treinador Flávio Goiano, que passou boa parte da pré-temporada elaborando o sistema 4-3-1-2, mas atuou no tradicional 4-4-2 com meio-campo em losango, a questão tática não foi determinante. Ele viu sua equipe dominando a maior parte do jogo, valendo-se do melhor entrosamento e do bom toque de bola frente a um adversário que ainda está em formação.
"A questão tática não foi tão determinante. O importante foi a aplicação dos meus jogadores. A Tuna merecia ter conseguido a virada. Chances para isso nós criamos. Mas o importante foi ver o time jogando com espírito de guerreiro. É isso que queremos aqui", observou.
Agora, Flávio Goiano espera corrigir alguns problemas de posicionamento e ver a equipe melhorar o desempenho nas próximas rodadas.
"O jogo de estreia é especial. É normal isso acontecer. Eles apresentaram alguma ansiedade no primeiro tempo, mas no segundo foram bem, aproximaram-se daquilo que a gente espera. Agora, a tendência é evoluir com a sequência de jogos", avaliou o treinador da Lusa.
"A gente vai crescer. Tivemos alguns problemas com os desfalques de última hora, como o Leandro e o Alan, que não puderam jogar. Além disso, os recém-contratados ainda nem estrearam. Esses atletas só vão entrar em ritmo durante a competição. Mas, de qualquer forma, já podemos apresentar crescimento no próximo domingo", lembrou Goiano, se referindo ao confronto com o Castanhal, domingo, às 9h30, no Souza.
Para este jogo, ele já terá à disposição o meia-atacante André Barata e os atacantes Adriano Miranda e Felipe Mamão. No entanto, a tendência é que eles ainda não entrem como titulares na equipe. Já o lateral-direito Alan e o volante Leandro, dependem do departamento médico para retornar ao time.
fonte: Amazônia Jornal - edição 24/01/2011

domingo, 23 de janeiro de 2011

CAMPEONATO PARAENSE - 2011 / 2ª FASE


 

CLUBES PARTICIPANTES:
ÁGUIA DE MARABÁ, CAMETÁ, CASTANHAL, CLUBE DO REMO, INDEPENDENTE, PAYSANDU, SÃO RAIMUNDO, TUNA LUSO



REGULAMENTO:

CLASSIFICAÇÃO DO 1º TURNO 
TAÇA CIDADE DE BELÉM - 1ª RODADA
POS / TIMES / PG / J V E D GP GC SG

1° INDEPENDENTE 3 1 0 0 5 1 3
2º PAYSANDU 3 1 0 0 4 2 2
3º TUNA 1 1 0 1 0 1 1 0
4° ÁGUIA 1 1 0 1 0 1 1 0
5° CASTANHAL 0 1 0 0 1 2 4 -2 
6º CAMETÁ 0 1 0 0 1 1 5 -4

JUSTA REIVINDICAÇÃO E APOIADA!

 Castanhal impediu transmissão da Funtelpa


A assessoria jurídica da Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa) teria entrado em contato com a diretoria do Castanhal tentando a liberação da transmissão da partida contra o Paysandu, na manhã deste domingo (23). Contudo, o presidente Gil Correa não aceitou, haja vista que os clubes intermediários (Castanhal, Cametá, Independente Tucurui, São Raimundo, Águia de Marabá e Tuna Luso) querem 30% dos R$ 1,4 milhões que recebem a dupla Re-Pa pelo contrato de televisionamento da TV Cultura.
        
O elenco do Castanhal entrou no estádio da Curuzu com uma placa com os dizeres ‘Campeonato do Tostão contra o Milhão! Democracia!’. A TV Cultura deve exibir, apenas, um compacto com os melhores momentos do jogo, isso somente na tarde de hoje.
fonte: DOL - por Gustavo Pêna 

Tuna não quer mais sair da elite

Este ano, a Águia Guerreira do Souza finalmente voltará a figurar na fase principal do Parazão, após três longas temporadas de ausência. Ciente da tradição da Tuna Luso Brasileira, os dirigentes do clube resolveram planejar a equipe que disputou a primeira fase do Campeonato Paraense - da qual se sagrou campeã - bem antes dos seus concorrentes.
        
Em agosto do ano passado, o plantel cruzmaltino começava a ser formado para a competição, que teve início em dezembro. Os jogadores à disposição do treinador Zé Carlos eram, na grande maioria das vezes, desconhecidos e jovens. O goleiro André Luis, o lateral-direito Hugo de Leon, o volante Analdo e o zagueiro Charles eram as (poucas) caras conhecidas do elenco. Na reta final de preparação, o meia Fininho foi integrado ao elenco, vindo do Ipatinga, e se tornou o grande nome da Tuna no torneio.
        
A primeira fase começou e o confuso esquema de jogo proposto pelo técnico Zé Carlos, o 3-4-2-1, não deu resultado. Com a substituição de Zé pelo coordenador-técnico Flávio Goiano, todos melhoraram o seu rendimento, no sistema 4-4-2. Precisando vencer as quatro últimas partidas e ainda depender de outros resultados para se classificar para a elite do Parazão. Flávio fechou o grupo para alcançar o objetivo, conquistado na última rodada. “Procurava ver um jogo de cada vez. Cada vitória era muito comemorada por nós. Foi muito difícil”, avalia o treinador Flávio Goiano.
        
Para o novo desafio, na elite, enfrentando os rivais Remo e Paysandu, além das fortes equipes do interior, a Lusa perdeu vários atletas titulares, inclusive seu principal jogador, Fininho, para o Remo. Mas repôs as perdas com qualidade, formando um plantel ainda mais forte. O goleiro Adriano (ex-Remo e Santana-AP), os volantes Dudu (ex-Abaeté) e Leandro (ex-Abaeté), o meia André Barata (ex- Remo) e os atacantes Izaías (ex-Sport Belém), Felipe Mamão (ex-Águia) e Adriano Miranda (ex-Paysandu) são as principais contratações para a temporada 2011.
        
“O time está muito mais forte que no ano passado. Antes eu tinha três atacantes. Agora, tenho seis e bons reservas para todas as posições. Podemos almejar grandes feitos esse ano”, afirma Flávio Goiano. 
fonte: Diário do Pará - edição 23/01/2011     

LISTA OFICIAL DO TOP 100 DA TUNA

Atualização: 23/01/2011


VALORES ARRECADADOS NO TOP 100 DA TUNA ATÉ 31/12/2010:
R$3.162,00 (total geral arrecadado)
R$3.065,37 (total geral utilizado em compra de materiais diversos e em premiação pela conquista da 1ª fase)
R$96,63 (saldo em caixa em 31/12/2010)

DOAÇÕES DE JANEIRO/2011
01) Jaime Eiras (Rio-RJ) Série A (R$200,00)
02) Bordalo (Belém) Série A (R$100,00)
03) Jair (Manaus) Série A (R$100,00)
03) Marcos Moraes (Belém) Série A (R$100,00)
04) Von (Belém) Série B (R$50,00)
Sub-total: R$550,00
Saldo anterior: R$96,63
Toal: R$ 646,63
Saldo em caixa: R$146,63

Obs: Excetuando-se o saldo apresentado, usamos o restante do numerário acima descrito na compra materiais diversos para preparar o estádio do Souza para a vistoria da ANVISA, PM e Bombeiros. Em breve retornaremos com detalhes.

CONTATOS PARA DOAÇÕES AO TOP 100 DA TUNA:
Cesar Mineiro (091) 8136-0266) // E-mail: cesar-bh@hotmail.com
João Araujo (091) 9119-5753 // (091) 8887-5900
Gerardo Von (091) 8882-1119 // gerardo.monteiro@gmail.com

SOUZA É APROVADO PELA ANVISA E AGUARDA VISTORIA DA PM E BOMBEIROS

Os estádios da Curuzú e do Baenão já foram vistoriados pelas comissões de vistoria da ANVISA, PM e Bombeiros. Os estádios Parque do Bacurau (Cametá) e Zinho Oliveira (Marabá), que também foram vistoriados, ainda não receberam suas licenças para funcionamento.
Na última quinta-feira (20) o estádio Francisco Vasquez, de propriedade da Tuna Luso, foi vistoriado pela ANVISA e foi aprovado pela mesma para a realização de competições do Parazão 2011. Em função das fortes chuvas ocorridas na quarta-feira anterior (19) a vistoria da PM e Bombeiros que estava marcada para aquele dia não foi realizada e foi transferida para a próxima terça-feira (25). Com isso, a Tuna teve mais tempo para dar andamento aos serviços de recuperação do estádio do Souza visando a vistoria. Na opinião do Coronel Joaquim Souza, diretor responsável pela segurança no estádio do Souza, os serviços de recuperação realizados no estádio atendem as exigências mínimas da comissão de vistoria e o estádio deverá ser aprovado mas isso somente a vistoria irá comprovar.  

sábado, 22 de janeiro de 2011

TUNA EMPATA EM 1 A 1 CONTRA O ÁGUIA DE MARABÁ


fonte da figura e do som: DOL/Rádio Clube do Pará
A Tuna Luso conseguiu na noite de hoje (22), na cidade de Marabá, um excelente resultado ao empatar em 1 a 1, depois de estar perdendo por 1 a 0, contra o perigoso e badalado time do Águia de Marabá, em pleno estádio Zinho Oliveira. O jogo teve início às 19:30h e os gols foram marcados por Patrick (Águia de Marabá) aos 34' (1º) e por Negreti (Tuna) aos 13' (2º). Segundo o diretor de futebol da Tuna, Sr. Arnaldo, o time cruzmaltino realizou uma grande partida e até merecia ter saído de campo com a vitória. O bom resultado e a boa apresentação da Tuna serviu para mostrar para todos que a Águia do Souza voltou forte e irá dar muito trabalho para os adversários, além de estar resgatando suas tradições. De quebra, a Tuna ainda ganhou o troféu Paulo Marabá, em homenagem póstuma ao profissional que fez sucesso com a camisa da Tuna nos tempos de glórias. O zagueiro Charles, do Águia de Marabá, campeão da primeira fase do Parazão pela Tuna junto com Analdo, entregou o troféu Paulo Marabá ao presidente da Tuna, Sr. Fabiano Bastos. A Tuna ficou com o troféu porque o combinado antes do jogo era que quem vencesse a partida ficaria com o troféu, mas, em caso de empate, o time visitante ficaria com a taça.
Mesmo após ter levado o gol, a Tuna não recuou e partiu para cima, conseguindo impor velocidade no jogo. O técnico Fávio Goiano foi expulso por reclamação mas a Águia do Souza contou com os experientes Adriano, Alexandre Pinho e Zazá para compensar a falta do técnico e equilibrar a partida. O destaque ficou para o meio-campo Elton que arrasou com a defesa adversária e deu o passe para Negreti empatar para a Tuna. No final do jogo, quando a delegação seguia de ônibus para o hotel, falamos por telefone com alguns membros da delegação e ouvimos a opinião do zagueiro Bruno Oliveira sobre o jogo: "Estamos todos unidos, empatamos esse jogo que foi muito difícil,  ganhamos o troféu que estava em disputa e vamos agora fazer de tudo para sermos os campeões do Parazão e poder levantar o troféu maior", afirmou o zagueiro bastante emocionado.
O presidente Fabiano Bastos informou que a delegação da Tuna Luso deverá retornar de ônibus de Marabá em direção a Belém na manhã deste domingo (23) com chegada prevista para 19:00h de hoje. Fabiano  disse que retornará de avião para Belém pela parte da manhã e deverá trazer o Troféu Paulo Marabá, vencido pela Tuna para mostrá-lo aos associados na domingueira da Tuna.  

FICHA TÉCNIA:

ÁGUIA
Alan; Roberto, Charles e Darlan; Ley, Clêuber, Analdo, Berg e Rayron (Tuta); Torrô e Patrick (Marquinhos Marabá).
Técnico: João Galvão.

TUNA LUSO
Adriano; Hugo Deleón, Cristóvão, Bruno Oliveira e Léo; Negreti, Alexandre Pinho (Japonês), Dudu e Elton; Zazá (Kanu) e Fabinho.
Técnico: Flávio Goiano.

Local: estádio Zinho Oliveira (Marabá).
Renda: Não divulgada.
Público: Não divulgada.
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva.
Cartões amarelos: Rayron (Águia); Fabinho (Tuna).
Gols: Águia 1 a 0 - Patrick - 34’ do 1º tempo / Tuna 1 a 1 - Negreti - 13’ do 2º tempo

Confira a 1ª Rodada do Parazão 2011;
Águia de Marabá 1 x 1 Tuna Luso - SÁB 19h Estádio Zinho Oliveira
Paysandu x Castanhal - DOM 10h (Curuzu)
Cametá x Independente Tucurui - DOM 16h Estádio Parque do Bacurau-Tucuruí
Clube do Remo x São Raimundo - DOM 20h30 (Baenão)