BLOG TUNANTE

terça-feira, 30 de março de 2010

AMADORISMO

por: Henrique Amado

Rolou no último fim de semana a disputa da 1ª edição da Copa Metropolitana de jiu-jítsu. A competição foi organizada pela federação e teve a participação de quase 450 atletas da capital, interior e também do Amapá.
Começa hoje e vai rolar até a próxima 5ª-feira na Ilha do Toio em São Domingos do Capim, a disputada da 12ª edição do Campeonato de Surfe na Pororoca. A novidade nesta temporada fica por conta da inclusão da categroia bodyboard que terá a presença das melhores atletas do mundo.

O atleta paraense Ricardo Ramirez conquistou a 4ª posição na disputa da categoria elite da primeira etapa do IX Campeonato Brasileiro de Triathlon de Longa Distância, competição disputada no último fim de semana no Ceará. O paranaense Guilherme Manocchio, que é federado por Santa Catarina conquistou o título, ele era o favorito.

A CBFS divulgou a tabela da 17ª edição da Taça Brasil Masculina Sub-15 (Divisão Especial), competição que será disputada em João Pessoa-PB. O representante paraense, o Paysandu está no Grupo B, junto a Fluminense-RJ, São Paulo e Colégio São José-BA, sua estréia no próximo dia 21, frente o São Paulo.

domingo, 28 de março de 2010

AMADORISMO

por: Henrique Amado

Começou no último dia 27 e vai até o próximo dia 1º a disputa da 12ª edição do Campeonato de Surfe na Pororoca, competição que está sendo disputada em São Domingos do Capim. A novidade fica por conta da inclusão da modalidade bodyboard, que terá a participação das melhores no ranking mundial. Entre as atletas que vão participar a competição, estão a pentacampeã mundial, Neymara Carvalho, a vice mundial e campeã latino-americana Jéssica Becker, a única campeã amadora do Brasil, Naara Caroline, e a campeã paraense Alexandra Ereiro vencedora do campeonato das Musas do Bodyboard. Também estão confirmadas as participações dos paraenses Janílson Mesquita, campeão brasileiro de surfe na pororoca no ano passado, e Rogério Barros, classificado na seletiva da pororoca nesta temporada 2010 VLCS Padang de Surfe.

TUNA VENCE BEM E VAI PARA SEMI-FINAL

A Tuna Luso venceu bem neste domingo, no estádio Francisco Vasques, a equipe do Independente pelo placar de 7 x 1 e conquistou uma das vagas para a semi-final do primeiro turno do campeonato paraense de futebol feminino 2010.
Os outros times que conquistaram vaga e disputarão a semi-feinal foram Pinheirense, Clube do Remo e Cruz Azul.
As duas partida da semi-final que definirão as equipes finalistas serão disputadas depois da semana santa com os jogos Tuna x Cruz Azul e Clube do Remo x Pinheirense.
Mais uma vez as meninas da Tuna fizeram bonito em campo e caminham bem para a conquista do primeiro turno.
Vamos agora torcer para que o resultado da semi-final seja favorável para nossas meninas.
Parabéns e boa sorte!

Grave crise no remo paraense

Azulino trabalha como árbitro geral e paysandu pede impugnação da primeira regata. Haroldo Lopes renuncia.

A crise cerca o remo paraense, com ameaça de renúncia. Desconfiado do trabalho do carioca Sérgio Brasil, árbitro geral da Federação, o credenciado Miguel Gustavo Cunha, representante do Paysandu, pede impugnação da primeira regata do Estadual de Remo, disputada no último domingo, 21. A petição bicolor foi protocolada na secretaria da Fepar, dia 23, às 19h45.

O presidente Haroldo Lopes Ribeiro, que anunciou ontem sua renúncia ao cargo, considerou improcedente o argumento do Paysandu, mas mesmo assim, encaminhará o recurso para o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A Fepar, como outras federações amadoras, possui tribunal especializado, o que permite recursos ou ações serem julgados por comissão disciplinar. Assim, a primeira regata do Estadual de 2010 fica sub judice até a apreciação e julgamento do TJD ou STJD da CBR.

O requerimento do Paysandu se baseia no programa da regata em que divulga a composição do "Júri da Regata", com relação devidamente descrita. Para a surpresa do clube bicolor, a regata foi conduzida por Sérgio Brasil, atleta inscrito pelo Remo na prova do duplo skiff master C, motivo pelo qual nunca poderia fazer parte do júri. Por isso, Miguel, citando o artigo 84 da CBJD, pede que sejam anuladas todas as provas que tiveram a participação de Sérgio Brasil como árbitro.

Segundo a versão do presidente da Fepar, Sérgio Brasil não conseguiu a liberação de sua transferência do Botafogo-RJ, e por isso, não poderia remar pelo clube azulino. Como é árbitro internacional, reconhecido pela Confederação Brasileira de Remo (CBR), a federação se valeu desta condição para indicá-lo à condição de árbitro geral em substituição a Flávio Acatauassu, que não chegou a Belém, como havia prometido ao presidente Haroldo Lopes.

"A regata aconteceu no domingo, 21, e no sábado, 20, às 23h35, recebi uma mensagem do Flávio (Acatauassu), afirmando que não poderia presidir o júri da regata", explica o presidente da federação. "No domingo, logo cedo, comuniquei aos clubes a decisão da Fepar sobre a indicação de Sérgio Brasil como árbitro-geral. Não houve nenhuma rejeição ao seu nome, até porque o código de remo permite que qualquer remador seja árbitro geral, desde que esteja devidamente qualificado", afirmou Haroldo, acrescentando que o trabalho de Sérgio Brasil foi perfeito.

Por Sérgio, não haveria largada do oito gigantes (que, posteriormente, foi cancelada) devido ao mau tempo na baía. Foi voto vencido pelos treinadores e a prova acabou causando estragos aos clubes por causa do naufrágio de três barcos. No próximo dia 9 de abril, a assembleia da Fepar aclama o novo presidente da federação.
fonte: Amazônia Jornal - Edição 28/03/2010

sábado, 27 de março de 2010

Circuito de Xadrez Pensado classifica jogadores às semifinais do Estadual


Acontece hoje e amanhã, na sede campestre da Tuna Luso, o 2º Circuito de Xadrez Pensado. O evento faz parte do programa concebido pela Federação de Xadrez (FEXPA http://www.fexpa.org.br/ ) nos clubes sociais e esportivos de Belém, buscando novos jogadores. A programação de sábado inicia-se às 14h30 e vai até 19h e, no domingo, vai das 10 às 18h.

Os três primeiros colocados serão premiados, além de ganharem vagas na semifinal do campeonato paraense. A inscrição custa R$ 15, mas enxadristas filiados à Fexpa pagam 10. Lauzeniro Andrade, presidente da Fexpa, trabalha como árbitro geral do circuito.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Classificatória do 1º turno do campeonato de futebol feminino chega ao fim

A fase de classificação do primeiro turno do campeonato feminino de futebol termina domingo, 28, quando serão conhecidos os quatro times que irão se confrontar no cruzamento olímpico. Pelo menos três já estão garantidos: Tuna no grupo A, Pinheirense e Cruz Azul no B. Remo e Independente brigam pela segunda vaga do grupo A. A rodada começa pelo campo do Ceju, onde serão disputados dois jogos: às 8h30, Real Mosqueiro x Penharol pelo grupo B; às 10h30, Remo x Terra Firme pelo grupo A. No Souza, às 9h30, jogam Tuna x Independente. No estádio Abelardo Conduru, em Icoaraci, Pinheirense x Cruz Azul disputam a liderança do grupo B. Ambos estão com seis pontos ganhos e com duas goleadas. O general aplicou dois 10 a 0 (Real Mosqueiro e Penharol), enquanto o Cruz Azul marcou 8 a 0 no Real e 11 a 1 no Penharol. Gleicinha, do Pinheirense, marcou 12 gols e vem sendo principal goleadora do campeonato.

O Remo inscreveu mais duas jogadoras: Kelly e Márcia, que jogam no meio campo. Por outro lado, o técnico Marcelo Bobô tem problemas para escalar as azulinas, pois tem quatro titulares lesionadas e já vetadas para o jogo com o Terra Firme. A zagueira Nalva, a lateral Erika, a atacante Lauze e a meia campista Papá.
fonte: Amazônia Jornal - Edição 26/03/2010

quinta-feira, 25 de março de 2010

PROTESTOS DE PAYSANDU E TUNA PODEM ALTERAR CLASSIFICAÇÃO DA 1ª REGATA DE 2010


A reunião que deveria ter acontecido na sede da FEPAR na última 3ª feira (23), foi transferida para esta 5ª feira (25), mas novamente não aconteceu. Os temas que deveriam ter sido discutidos na referida reunião estariam pautados em diversas irregularidades que Paysandu e Tuna Luso apontaram durante a realização da primeira regata do campeonato paraense de 2010.

Os protestos principais são de irregularidades com a arbitragem, onde o árbitro Flávio Akatalassu, que deveria ter sido o árbitro geral, foi rejeitado pelo Clube do Remo e indevidamente substituido por um outro árbitro que estaria inscrito na FEPAR como atleta do Clube do Remo, o que o regulamento de forma alguma permite.

De acordo com o diretor náutico da Tuna Luso, Fernando Melo, o Paysandu também alega irregularidades nas transferências de dois atletas seus para o Clube do Remo. Os referidos atletas teriam remado pelo Clube do Remo mas estariam irregulares.

Outra irregularidade apontada pelos dois clubes é em relação a 4ª prova da regata, quando uma lancha do Clube do Remo teria invadido a raia de competição mas o clube não foi penalizado com a desclassicação da prova.

A Tuna Luso entrou com um ofício, 30 dias antes da regata, alegando que o Clube do Remo estava com um débito de R$6.250,00 junto à FEPAR e portanto, de acordo com o art. 3º do regulamento do campeonato paraense de remo 2010, o clube não poderia participarda 1ª regata com tal débito. Apesar de ter sido divulgado pela imprensa na semana anterior a regata que o Clube do Remo teria apresentado um comprovante de quitação do referido débito e estaria legal junto à FEPAR, o diretor náutico da Tuna afirma que até o momento a federação ainda não apresentou nenhum documento comprovando a quitação do débito.

Quanto ao Oito Gigante, a prova que não teve fim devido os barcos terem naufragado, deve ser anulada. Já a regata em si, poderá sofrer alterações na classificação final devido os protestos de Paysandu e Tuna Luso.

Classificação após a primeira regata:

Clube do Remo: 23 pts

Tuna Luso: 22 pts

Paysandu: 16 pts

Se forem acatados os protestos e confirmadas as alterações, a regata poderá ter a seguinte classificação final:

Tuna Luso: 23 pts

Paysandu: 22 pts

Clube do Remo: 11 pts

AMADORISMO

por: Henrique Amado
Ontem pela manhã a Seleção Brasileira disputou a decisão da Copa do Mundo de Ginástica (Doha, Catar): Daniele Hypolito ficou com o 7º lugar no solo, com 12,750 pontos; Caio Costa ficou na 5ª colocação nas barras paralelas, com 14,275 pontos e o paraense Péricles da Silva ficou na 8ª posição na barra fixa, com 13,825 pontos.

No último fim de semana, no ginásio Altino Pimenta (Doca) rolou a ultima seletiva para o Certame Nacional de Taekwondo. A competição reuniu 37 atletas das academias afiliadas. As disputas foram nas categorias infantil, juvenil, adulto e master masculino e feminino. Os atletas que foram aprovados vão participar do Campeonato Brasileiro das categorias infantil, juvenil e master, estas competições que serão disputadas em julho, em Belo Horizonte (MG). Já a disputa dos adultos será no mês de setembro, em Aracaju, Sergipe.

Se encerram amanhã as inscrições para a 1ª edição dos Jogos do Ver-o-Peso, competição que será disputada no próximo domingo, a partir de 8h da manhã, durantes os festejos de comemoração dos 383 anos do Ver-o-Peso. Elas podem ser feitas na sala de Políticas de Lazer da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel), que fica na Aldeia Amazônica David Miguel, de 08h as 18h, ou então no Solar da Beira, de 08h as 12h, basta você levar a carteira de identidade do chefe da equipe.

Acontecerá na noite desta 5ª feira (25), na sede da FEPAR, reunião para decidir o que será feito em relação a prova do Oito Gigante que não teve final durante a 1ª regata de 2010 devido os três barcos participantes terem naufragado por ação do mal tempo.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Mau tempo para a regata

A primeira prova do ano foi cancelada devido ao forte vento, que levou ao fundo as guarnições em disputa

A primeira regata do ano não foi concluída. A maré alta e o vento forte causaram marolas e fizeram estragos nas guarnições de Remo, Paysandu e Tuna durante a prova do Oito Gigante. Todas foram para o fundo após mil metros de remadas. O maior prejuízo causado pelo temporal de quase dez minutos na baia de Guajará aos clubes foi a perda dos 'carrinhos' das embarcações. Cada equipamento desse tipo custa, em média, R$ 380,00. Os remadores que naufragaram foram resgatados pela lancha da Marinha e por barcos de apoio das equipes participantes.
Não deixou de ser, também, uma situação inusitada, já que durante anos de regata não há informação de uma situação em que todas as guarnições tenham ido ao fundo numa mesma prova, como o ocorrido na primeira regata do Campeonato Paraense, na manhã de ontem. De imediato, o problema gerou discussão e bate-boca entre torcedores e juízes de chegada. ‘’Esse pessoal (torcida) está falando sem conhecimento de causa. Nós, aqui, não temos nada a ver com a situação. Somos juízes de chegada, que dão sinalização ao primeiro, segundo e terceiro colocados’’, desabafou o juiz de chegada Manoel Ribeiro das Neves, rebatendo acusações da torcida.
O presidente da Fepar, Haroldo Lopes Ribeiro, evitou comentários sem antes ouvir o juiz da partida, o carioca Sérgio Brasil (Alemão), 55, que além de atleta é árbitro internacional. Já em solo, Alemão explicou que a largada da prova só aconteceu depois que os treinadores das três equipes autorizaram a saída dos barcos. Por ele, a disputa sequer teria iniciado em função dos ventos fortes e das marolas. ‘’Os chamadores (treinadores) queriam correr a prova e eles chegaram a correr mil metros quando aconteceu o incidente ocasionando a suspensão', reiterou.
Após o relatório assinado por Alemão, Haroldo Lopes Ribeiro marcou para amanhã uma reunião entre a Comissão Técnica da Fepar para avaliar o problema e decidir sobre a nova data da disputa do Oito Gigante. ‘’Por mim, esta prova seria logo no sábado, 27, ou no domingo, 28, mas vamos depender das posições dos clubes sobre os danos causado aos barcos’’, disse.
'Foi coisa da natureza', disse Luiz Omar
A posição da federação foi ratificada nas opiniões dos dirigentes dos clubes. Aliás, nenhum deles contestou ou mesmo apontou irresponsabilidade da Fepar quanto a largada do páreo. 'Foi coisa da natureza e não podemos ir contra ela’’, disse Luiz Omar Pinheiro, presidente do Paysandu. Fabiano Bastos também acompanhou a regata do começo ao fim.
Já o presidente do Remo, Amaro Klautau, preferiu a comodidade do veleiro Devaneio do diretor Edson Carneiro. O vencedor da regata ganha o troféu denominado Dia Internacional da Mulher, oferta da Fepar. A próxima regata do campeonato será 16 de maio.
Pontuação - A regata estreou novo tipo de pontuação. A Fepar, seguindo orientação do conselho técnico, determinou agora que cada primeiro lugar equivale quatro pontos, segundo, dois pontos, e o terceiro lugar, um ponto. Um possível quarto colocado será premiado com apenas meio ponto.
A pontuação anterior seguia pelo número de provas conquistadas. Na prova de ontem, a Tuna ganhou cinco primeiros lugares e dois terceiros. O Remo obteve quatro primeiros lugares, dois segundos e três terceiros. Já o Paysandu acabou com sete segundas e duas terceiras colocações. Na pontuação geral, o Remo aparece com 23 pontos, seguido pela Tuna, com 22, e Paysandu com 16 pontos.
fonte: Amazônia Jornal - Edição 22/03/2010

domingo, 21 de março de 2010

BAIA DE GUAJARÁ FOI PALCO DA 1ª REGATA DE 2010

A baia de Guajará serviu de palco para o público que esteve presnte, neste domingo na Estação das Docas, para prestigiar a primeira regata do campeonato paraense de remo 2010, organizado pela Fepar.

Tuna Luso Brasileira, Clube do Remo e Paysandu disputaram os 10 páreos programados. No final, tivemos a Tuna Luso com 5 primeiros lugares, Clube do Remo com 4 primeiros lugares e o Paysandu sem nenhum primeiro lugar. Não temos ainda as classificações finais de 2º e 3º lugares mas a classificação geral, somados 1º, 2º e 3º lugares, ficou com Clube do Remo em 1º, Tuna Luso em 2º e Paysandu em 3º. Em breve retornaremos com a classificação geral oficial.

A emoção final ficou por conta da prova do 8 Gigante que não foi finalizada devido os três barcos que disputaram o páreo terem afundado. Antes dos barcos afundarem, a Tuna Luso estava na frente e provavelmente iria vencer a prova. A Fepar ficou de discuitr com os árbitros e dirigentes dos clubes envolvidos sobre a situação e informar posteriormente como fará para decidir a classificação do 8 Gigante ou se a prova será repetida em outra data.

sábado, 20 de março de 2010

1ª REGATA DE 2010 SERÁ NESTE DOMINGO, NA ESTAÇÃO DAS DOCAS


Neste domingo (21), a partir das 08h, teremos na Estação das Docas, o início do campeonato paraense de remo 2010. Serão disputados dez páreos por Tuna Luso, Paysandu e Clube do Remo. A primeira prova será o Skiff Feminino, que será disputado em 1.500 m.

A Tuna Luso inicia o campeonato de 2010 em busca do tricampeonato mas não terá vida fácil pois Remo e Paysandu prometem dificultar o máximo a conquista cruzmaltina.

Clube do Remo e Paysandu trocaram de técnicos. Na verdade, o treinador Raimundo Araújo, o "Papagaio", foi para o Clube do Remo enquanto que Elton Rocha e seu filho, joãozinho (preparador físico), foram para a garagem bicolor.

A Tuna Luso continua com o mesmo técnico e com a maioria dos remadores que foram campeões no ano passado, exceto o Ailson Eráclito (seleção brasileira sub-23) e o jovem talento de apenas 17 anos, Maciel Moraes (Marajó), que foram transferidos para o Botafogo-RJ. Os lusos terão a seu favor a experiência e o reforço dos remadores amazonenses Waldeineyde e Mateus, que já estão em Belém e participarão de dois páreos.
O técnico "Lindão", da 'Rainha do Mar", está confiante em alcançar um bom resultado neste domingo pois sua equipe vem treinando forte desde o final do campeonato anterior.

Segundo informações recebidas de Haroldo Lopes, atual presidente da Pepar (Federação Paraense de Remo), ‘’A maré não vai puxar muito’’ e em função disso, a competição deve ser bem disputada.

ÁRBITROS:
Árbitro geral - Vitor Batista Bezerra.
Juízes de chegada - Alfredo Faciola, Carlos Eduardo, Manoel Ribeiro das Neves.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Fepar admite erro e Leão disputará Estadual

O presidente da Federação Paraense de Remo (Fepar), Haroldo Lopes, desmentiu, ontem, que o Leão Azul possui uma dívida com a entidade e garantiu, assim, a presença do clube no Estadual. Na semana passada, ele disse à imprensa que o Remo devia à entidade aproximadamente R$ 6 mil - dívidas referentes ao não-pagamento pelas transferências de atletas. Por esse motivo, o clube estaria sujeito à exclusão do campeonato, caso não efetuasse pagamento em tempo hábil. O fato foi negado pela diretoria azulina, que afirmou justamente o contrário - a Fepar que deve ao clube, cerca de R$ 2.360,00.

Ontem, Haroldo Lopes esclareceu o episódio, afirmando que docu
mentos assinados pelo ex-presidente Flávio Acatauassu ressalvam a veracidade da questão. Ele inclusive vai emitir uma nota oficial da Fepar, dando ciência do caso para acabar com as dúvidas. Haroldo Lopes Ribeiro, 62, foi eleito presidente da entidade após as renúncias de Flávio Acatauassu, antigo mandatário, e Altair Bezerra, vice.
A primeira regata do Campeonato Estadual de Remo será disputada na manhã de amanhã, a partir das 8h, na baía do Guajará. Pelo Estadual, Remo e Paysandu estão seguros nos dez páreos da primeira regata do campeonato. A Tuna corre em nove - está fora do 4 com Estreantes.
A Lusa é bicampeã paraense: ganhou o título de 2008 no 'tapetão' do Paysandu e, no ano passado, na baía. Ao contrário dos adversários, os cruzmaltinos estão com várias dificuldades na garagem, com apenas oito remos disponíveis. Além disso, a ponte de acesso da Tuna à baía precisa de conserto e a lancha de apoio possui uma falha no motor. Mesmo assim, o técnico Wildemar Paiva mostra confiança para ganhar a primeira regata.
fonte: Amazônia Jornal

CAMPEONATO PARAENSE DE REMO COMEÇA DOMINGO. TUNA LUSO BUSCA SEU 40º TÍTULO.

Apesar da pouca ou quase nenhuma divulgação dada ao emocionante esporte náutico pela imprensa local, o Campeonato Paraense de Remo 2010 deve iniciar no próximo domingo (21), a partir das 8h, na Estação das Docas.
Tuna Luso vai em busca do tricampeonato

A "Rainha do Mar", como é conhecida a Tuna Luso Brasileira, poderá conquistar o seu 40º título no esporte. Apesar de ainda não termos um diretor nomeado para a garagem náutica, o competente técnico "Lindão" vai tocando o barco como pode e conseguiu manter a base de atletas que venceu quatro das cinco regatas de 2009. Os atletas Ailson Eráclito (seleção rasileira sub-23) e "Marajó" (de 17 anos e promessa de futuro) foram transferidos para o Botafogo-RJ mas serão substituidos por dois outros jovens remadores revelados na própria garagem náutica do clube.

Atletas da Tuna após vitória na segunda regata de 2009

Enquanto a Tuna Luso permanece com a mesma guarnição e segue treinando diariamente desde o final do campeonato passado, os dois principais rivais e adversários da Tuna Luso, Clube do Remo e Paysandu, parece que entraram numa disputa pessoal. O motivo é que o Clube do Remo anunciou recentemente a contratação do técnico Raimundo Araújo, popularmente conhecido como "Papagaio", que era treinador do Paysandu. Teve muita gente dos dois lados que ficou aborrecida e estranhou a troca!

Book confeccionado para presentear o atleta Ailson Eráclito pela conquista do vice-campeonato mundial Skiff sub-23 em julho de 2009.


Enquanto "Leão" e "Papão" trocam farpas e choram as lágrimas derramadas, a "Águia Guerreira" segue sua trajetória tranquila.

Amigos da Confraria da Tuna ajudam a garagem náutica

Especiais agradecimentos aos nossos parceiros e patrocinadores da fábrica OCRIM (Biscoitos e massa Trigolino), Eletrônica Solar (do amigo Mário Mangas), Padaria XVI de Novembro, postos Dallas e o apoio de Beneméritos, Grandes Beneméritos e de verdadeiros cruzmaltinos, como os amigos da Confraria da Sauna da Tuna, da ATAT e outros anônimos, que entendem que nem só de futebol e vida social vive o clube e tem colaborado para o sucesso da garagem. O esporte náutico foi o que mais conquistou títulos para o clube, dentre todos os esportes que fizeram e fazem história na centenária agremiação luso brasleira.

quinta-feira, 18 de março de 2010

AMADORISMO

por: Henrique Amado

Na próxima semana, aqui mesmo em Belém, vai rolar a disputa do título nacional da categoria peso leve profissional de boxe, o paraense Tadeu Pantoja luta contra o paulista Genilson Santos. O confronto será no próximo dia 23 (terça-feira), às 20h, no Ginásio Altino Pimenta.

Vai rolar no próximo domingo, a disputa da Copa Severino Torres de caratê, competição que abre o calendário oficial da federação. A disputa será no ginásio Manoel Souza, em Santa Izabel. A competição serve como preparação para o Certame Estadual, que será no mês, e também para o Campeonato Brasileiro de Clubes, previsto para maio, em Belém. Em maio, também será disputado em Belém o Grand Prix Nacional.

Amanhã, no ginásio Altino Pimenta, vai rolar a 3ª e última seletiva para a formação das seleções permanentes de taekwondo das categorias infantil, juvenil, adulto e master, que disputarão o Campeonato Brasileiro no mês de julho, em Minas Gerais. A seletiva é voltada para os atletas graduados a partir da faixa vermelha, ponta preta e preta feminino e masculino. Após a formação da seleção paraense, os atletas treinarão com o mestre Orlando dos Anjos, 4º dan faixa preta. Até o Campeonato Brasileiro, porém, a federação convocará treinadores de outras capitais para continuar os trabalhos de preparação.

19ª Taça Brasil de Clubes Feminino Adulto (Natal-RN)
4ª rodada fase classificatória.
Esmac/Ananindeua 3 – 2 Planaltina-DF (gols de Marilda (2x) e Gita). Esta, foi a última exibição do Esmac/Ananindeua na fase classificatória, agora a equipe lidera o grupo B com 7 pontos, mas depende de uma combinação de resultados, pois hoje vai rolar a 5 e última rodada da fase classificatória e o Esmac/Ananindeua é a equipe que está de folga. Planaltina-DF e Santa Cruz-MG estão 4 pontos e jogam hoje à tarde.

SÃO RAIMUNDO E CLUBE DO REMO ESTÃO FORA DA COPA DO BRASIL. PAYSANDU AINDA TEM CHANCE.

De acordo com os prognósticos feitos em nossa matéria anterior, CRISE E DECADÊNCIA DO FUTEBOL PARAENSE, os resultados dos jogos da Copa do Brasil realizados em Belém no meio de semana, entre Paysandu 1 x 2 Palmeiras (4ª feira) e Clube do Remo 0 x 4 Santos (5ª feira), apenas confirmaram o que dissemos.

A cada ano que passa o futebol paraense fica menos competitivo e o torcedor menos crente na recuperação do mesmo. A desorganização, o amadorismo de seus dirigentes, a falta de apoio para as categorias de base e a baixa qualidade técnica dos jogadores que são trazidos de fora do estado são as principais causas de tanto insucesso.

No mês passado tivemos a desclassificação do bravo time do São Raimundo-PA da Copa do Brasil. O "Pantera Negra" surpeendeu e venceu o Botafogo-RJ (em Santarém) no primeiro jogo pelo placar de 1 x 0 e perdeu o segundo no Rio de Janeiro por 4 x 3, em pleno Engenhão. Com esses resultados, o regulamento daria a classificação ao São Raimundo mas devido a falhas cometidas pela FPF na regularização de três jogadores do São Raimundo junto à CBF, o time de Santarém acabou penalizado e perdeu a vaga (nos bastidores) para o time da estrela solitária.

Agora, depois da humilhante goleada aplicada pelo Santos no "Leão Azul" paraense (4 x 0), em pleno Mangueirão, Clube do Remo e São Raimundo estão fora da competição.

O Paysandu ainda terá a chance de realizar jogo de volta contra o Palmeiras, em São Paulo. O time alvi-celeste precisará vencer o "Porco" com diferença de pelo menos dois gols para se classificar.

FICHA TÉCNICA PAYSANDU 1 x 2 PALMEIRAS
Local:
Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), em Belém (PA)
Data: 17 de março de 2010, quarta-feira Horário: 21h50 (Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Ricardo M.F. de Almeida (RJ) e Gean Carlos Menezes de Oliveira (RR)
Renda e público: não divulgados
Cartões amarelos: Léo, Eduardo e Pierre (Palmeiras); Zé Augusto, Zeziel e Sandro Goiano (Paysandu)
Gols: PAYSANDU: Bruno Rangel, aos 25 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Lincoln, aos 12 minutos do primeiro tempo; Ewerthon, aos três minutos do segundo tempo.

PAYSANDU: Alexandre Fávaro, Cláudio Allax, Leandro Camilo, Paulão e Zeziel; Tácio, Sandro Goiano, Fabrício (Zé Augusto) e Marquinhos (Alexandre Pereira); Moisés e Bruno Rangel Técnico: Charles Guerreiro

PALMEIRAS: Deola; Eduardo (Pierre), Léo, Danilo e Armero; Márcio Araújo, Edinho, Lincoln e Diego Souza; Lenny (Cleiton Xavier) e Ewerthon (Robert) Técnico: Antônio Carlos Zago.

FICHA TÉCNICAREMO 0 x 4 SANTOS
Local: Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), em Belém (PA)
Data: 18 de março de 2010, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Público: 19.445 pagantesRenda: R$ 549.945,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Sousa Santiago (Fifa-MG) e Francisco Pereira de Lima Júnior (PI)
Cartões amarelos: Marquinhos, Durval e Rodrigo Mancha (Santos); Pedro Paulo e Gian (Remo)
Gols: SANTOS: Neymar, aos 21 minutos do primeiro tempo e aos 36 do segundo, de pênalti; André, aos 42 do primeiro e aos 3 minutos do segundo tempo

REMO: Adriano; Índio, Pedro Paulo, Raul e Paulinho; Danilo Mendes, Ramon, Fabrício Carvalho (Otacílio) e Samir; Marciano e Heliton (Gian)Técnico: Sinomar Naves

SANTOS: Felipe; Wesley, Edu Dracena, Durval e Pará; Rodrigo Mancha, Arouca, Marquinhos (Rodriguinho) e Paulo Henrique (Maikon Leite); Neymar e André (Madson)Técnico: Dorival Júnior

quarta-feira, 17 de março de 2010

Ganso disputará primeiro jogo como profissional em sua terra natal

Meia começou nas categorias de base da Tuna Luso-PA e se transferiu para o Peixe em 2005. Agora, volta a Belém como estrela santista


Ganso, de óculos, no embarque da delegação santista a Belém

O jogo contra o Remo-PA, na quinta-feira, às 21h (horário de Brasília), em Belém, pela Copa do Brasil será especial para o meia Paulo Henrique Ganso, do Santos. Nascido em Ananindeua (PA), cidade vizinha a Belém, o jogador atuará pela primeira vez em seu estado natal como profissional. Ele começou nas categorias de base da Tuna Luso-PA e, em 2005, trazido por Giovanni, fez testes no Peixe. Passou e começou a treinar na equipe sub-17. No ano passado, foi promovido para o time principal.Ganso mora com seus pais e um de seus irmãos em Santos. Mas tem vários familiares que moram no Pará. Todos estarão no Mangueirão para vê-lo atuar. Ganso, hoje, é um dos principais jogadores alvinegros e orgulho da família.
- Eu comecei atuando na Tuna Luso, mas em categorias de base. Como profissional, será meu primeiro jogo no Pará. Ainda tenho muitos parentes por lá e vai ser legal revê-los - afirmou o jogador. Ganso diz que a torcida do Remo costuma comparecer em peso. No entanto, ele espera que os paraenses possam torcer pelos conterrâneos do Peixe. Além do meia, o lateral-esquerdo Pará também nasceu lá. Giovanni, o outro representante paraense no elenco alvinegro não foi para Belém. O Messias está no grupo que viaja quarta-feira para os Estados Unidos, onde o Peixe disputará amistoso contra o RB New York, sábado, em Nova Jersey.

terça-feira, 16 de março de 2010

CRISE E DECADÊNCIA DO FUTEBOL PARAENSE

O futebol paraense, que já teve seus momentos de glórias num passado bem recente, parece que vive seu inferno astral. O estado que já teve dois clubes numa mesma edição da 1ª divisão nacional e outros na 2ª divisão, parece que não soube aproveitar a oportunidade. Agora, temos três clubes na série C e um na série D. Apesar de já ter conquistado sete títulos nacionais (Paysandu (3), Tuna Luso (2), Clube do Remo (1) e São Raimundo (1)), nas séries A/B/C/D e Copa dos Campeões, o futebol papa-chibé entrou em crise nos últimos anos. Talvez seja pelo excesso de amadorismo de seus dirigentes somado a desorganização e a falta de investimento nas categorias de base.

A Tuna Luso Brasileira, tradicional clube paraense, vencedor de 10 títulos estaduais, primeiro clube do norte a conquistar um campeonato brasileiro da série B, há muito vem se distanciando de sua principal marca registrada que é a de formar bons jogadores de futebol. Com isso, os resultados negativos são sentidos dentro e fora de campo e o departamento de futebol amador do clube continua lutando como pode para não fechar as portas.

FranciscoVasques, Joaquim C. de Magalhães Barata, Albino Vilhena, Ilidio Medeiros, Ilídio Gomes, Waldemar Ribeiro (1º.Pres. brasileiro – Decreto-Lei, 3199), Belmiro Nascimento, Acácio Sobral, Antônio Maria Fidalgo, Francisco Carrapatoso, Waldomiro M. Gomes, João A. Quental, Severino Santos, Dr. Abílio Brito, Firmino Oliveira, Cezário Torga, José Maria Russo, José Valente da Costa, João Pinho Guerra, Abel Borrajo, Francisco de O. Simões, Abel de Brito, Augusto Cunha, Albino Vilhena, Antõnio Lobo, Amadeu Dourado, Heronildes Gomes de Moura, Manoel Pereira do Nascimento, Orlandino Ventura, Ofir de Loyola, David Loureiro, Almerinda e Edith Arruda, Ema Vries, Clara Marques, Antonio Salvador, Antõnio Alves Velho, Manoel Martins, Bernardino Pereira Coelho, Miguel Cecim, Nagib Coelho Matni, Dionísio Ribeiro, Acacio Almeida e Silva, José Dias da Costa Paes, Augusto Viana, João Vaz Pisco, Péricles Oliveira e inúmeros outros que ajudaram ou continuam ajudando a fazer e contar a história social e esportiva da Tuna Luso Brasileira

Por dois anos seguidos (2008/2009), a Tuna não consegue classificação para a fase principal do campeonato paraense, competição que já conquistou por 10 vezes e foi 18 vezes vice-campeã. O clube até chegou a disputar a 1ª fase do campeonato de 2010 mas devido a falta de apoio e de estrutura não conseguiu classificação para a 2ª fase. A Lusa paraense utilizou apenas alguns atletas do sub-20 somados a outros jogadores que também foram formados na base mas que atualmente não pertencem mais ao clube e sim a uma cooperativa idealizada pelo técnico Carlos Lucena (ex-jogador da base da Tuna) para ajudar o clube nesta temporada.

Antes, as divisões de base da Tuna tinham apoio e eram bem mais estruturadas e muito procuradas pela tradição em revelar bons atletas para seu elenco de profissionais, para os demais clubes do Pará (principalmente Clube do Remo e Paysandu) e até para o restante do Brasil. Atualmente, apesar da falta de apoio, ainda há pelo menos cinco (precários) campos de treinamento para os atletas cruzmaltinos. Além do campo de areia, localizado ao lado do estádio, usado para as criança iniciantes, existe um campo auxiliar que é conhecido como "Xaxazão", localizado atrás das arquibancadas tobogã do estádio do Souza, que já revelaram diversos jogadores talentosos, como (após 1970) Manoel Maria, Odilson, Gonzaga, Mesquita, Marinho, Edson Cimento, Reginaldo, Bosco, Oliveira Pipoca, Fefeu, Ocimar, Quaresma, Ondino, Thiaginho, Dema, Ageu Sabiá, Giovani, Arinelson, Gauchinho, Nonato, Jobson, Sandro Goiano, Velber, Marlon, Flamel, Preto Barcarena, Wallace, Japonês, Dudu, Paulo Henrique (Petrobras-Ganso), Uerê e outros mais.

Time da Tuna Luso campeão paraense de 1970. Jogadores 100% da base.

O grande diferencial do clube de origem portuguesa ainda é a visibilidade. A Tuna Luso, apesar de ter menos apoio e força do que Clube do Remo e Paysandu, ainda assim, mantém suas categorias de base em atividade pois, sem elas, a diretoria dificilmente teria condições de contratar jogadores. De acordo com declarações dadas pelo diretor de esportes amadores, Charles Tuma, "A Tuna é um clube formador. Antes de irem para Paysandu ou Clube do Remo, os jogadores vêm antes na Tuna", afirma o diretor. "O grande problema é formar atletas e perdê-los. Outros clubes acabam se antecipando. A Tuna não tem visibilidade suficiente para que os atletas possam ser reconhecidos", finaliza Charles.

Já na opinião do técnico Carlos Lucena, "Nenhum jogador fica rico na Tuna mas tem muito jogador que passou pela Tuna e ficou rico depois".
Vestiário de futebol profissional da Tuna Luso
A Tuna Luso conta hoje com aproximadamente 130 atletas em quatro divisões de base. Apenas recebem ajuda de custo e três jogadores do sub-20 têm contrato assinado com a Lusa. O clube possui quatro treinadores, um preparador de goleiros e um massagista para as categorias de bases. A assistência médica e fisioterapêutica é feita por colaboradores de clínicas particulares.

Apesar da grave crise financeira e administrativa vivida pelo futebol paraense, principalmente pela Tuna Luso, espera-se que o cenário mude a partir deste ano pois o governo do estado resolveu dar incentivo ao esporte e apoiar o campeonato paraense de 2010 com virtuoso patrocínio aos clubes. A Tuna Luso, infelizmente, deixou de receber este patrocínio devido não ter se classificado para a 2ª fase do campeonato.

Jogador Uerê, formado na base da Tuna e transferido para o Fluminense-RJ em 2008. Uerê defendeu a seleção brasileira sub-15.

Uma coisa é certa, para os que acham que a Tuna Luso está sozinha neste crise está redondamente enganado pois tanto Clube do Remo quanto Paysandu, que deveriam dar mais apoio ao clube Luso, sempre se beneficiaram de jogadores formados na "Vila Olímpica" e sem eles acabam sendo prejudicados pois quando a Tuna deixa de formar e revelar bons jogadores, os dois rivais também ficam sem opção e acabam tendo que importar pencas inteiras de jogadores com qualidade técnica duvidosa, amargando prejuízos e quedas seguidas de divisão no futebol nacional.
A pequena mas fiel torcida cruzmaltina presente no Mangueirão em 2007, quando a Tuna Luso foi vice-campeã paraense.






Paulo Henrique, nos tempos em que jogava futsal na Tuna Luso, em Belém, e agora vestindo a camisa do Santos Futebol clube.
http://santos.globo.com/futebol_jogador.php?cod=1059

Se houver boa vontade, união e comprometimento de todas as partes interessadas, talvez o futebol do Pará volte a ter alguma chance de sobreviver.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Tuna Luso vence o Terra Firme por 6 x 0


Valendo pela 2ª rodada do 1º turno do campeonato paraense de futebol feminino 2010, as meninas da Tuna Luso Brasileira venceram o time da Terra Firme pelo dilatado placar de 6 x 0. O jogo aconteceu na manhã deste domingo (14), no Estádio Francisco Vasquesdo, o Souza.

Se não fossem as diversas bolas na trave, o placar poderia ter sido maior para a equipe tunante.

Em 2009, as meninas tunantes chegaram bem perto do título mas perderam para o Pinheirense na disputa de penalty. Parece que em 2010, com um pouco mais de apoio de alguns verdadeiros cruzmaltinos, as meninas comandadas por Aline Costa, poderão conquistar com méritos o inédito título para a Tuna Luso.

HOMENAGENS
A treinadora Aline Costa recebeu, no sábado (13), diploma em homenagem pela passagem do Dia Internacional da Mulher, oferecido pelos amigos da Confraria da Sauna da Tuna Luso Brasileira.

Nossos parabéns pela grande vitória e também pelo dia Internacional da Mulher.

17º Campeonato Brasileiro de Seleções Masculino SUB-20 2ª Divisão

por: Henrique Amado

6ª-feira (12/03)
Pará 6 x 2 Rio Grande do Sul: Rato (3x), Ageu, Wallace e Juninho.

Sábado (13/03)
Semifinal - Pará 6 x 0 Roraima: Rato (3x), Augusto (2x) e Ageu.

Domingo (14/03)
Decisão – Pará 5 x 4 Mato Grosso (prorrogação): Rato (2x), Breno, Neto e Wallace.

ARTILHARIA: Rato da Seleção Paraense (artilheiro isolado com 11 gols).










PARÁ CAMPEÃO DA 2ª DIVISÃO (2º TÍTULO NACIONAL), PARÁ E MATO GROSSO CONQUISTARAM O ACESSO PARA A ELITE.

CAMPANHA DA SELEÇÃO PARAENSE:
4 – 2 MARANHÃO
6 – 6 RIO GRANDE DO NORTE
9 – 2 RONDÔNIA
6 – 2 RIO GRANDE SUL
6 – 0 RORAIME (SEMIFINAL) E
5 – 4 MATO GROSSO (FINAL).

Pará vence o Mato Grosso e é campeão
Maceió (AL) - Pará é campeão da segunda divisão do 17º Campeonato Brasileiro de Seleções, categoria sub-20 masculina. O título veio em uma partida emocionante diante do Mato Grosso, com vitória do time do Norte, por 5 a 4, na manhã deste domingo (14/3), no ginásio Tenente Madalena, em Maceió (AL)...

Primeira Divisão começa nesta 2ª feira
Maceió (AL) - O 17º Campeonato Brasileiro de Seleções, categoria sub-20 masculina, terá sua Primeira Divisão iniciando nesta segunda-feira (15/3). Sete seleções disputarão o título da competição, que será realizada no ginásio do complexo esportivo da Ceulp/Ulbra, em Palmas (TO). Além do título, está em jogo o acesso à Divisão Especial e o descenso para a Segunda Divisão.A competição segue até domingo (21/3), com a disputa ocorrendo em pontos corridos. Todos os sete times estarão reunidos em uma única chave, com todos jogando contra todos, em turno único. A seleção que somar mais pontos será a campeã e ascenderá à Divisão Especial na próxima edição. O vice-campeão também subirá, enquanto os dois últimos colocados disputarão a Segunda Divisão, daqui a quatro anos.Além do Tocantins, Bahia, Amazonas, Amapá, Ceará, Distrito Federal e Piauí estarão na disputa pelo título. O duelo entre amapaenses e cearenses, às 16h30, abre a competição. Ainda na primeira rodada, teremos o jogo entre Amazonas e Bahia, às 18 horas, enquanto, às 20 horas, os donos da casa enfrentam o Piauí.Segunda DivisãoA Segunda Divisão do 17º Campeonato Brasileiro de Seleções, categoria sub-20 masculina, foi encerrada neste domingo (14/3). A competição disputada em Maceió (AL), teve o Pará como campeão, ao bater o Mato Grosso na decisão, por 5 a 4, as duas equipes comemoram o acesso à Primeira Divisão.

domingo, 14 de março de 2010

Um “figueroa” do Tapajós


O penta azulino nos anos 90, com certeza, não seria possível sem a segurança do excepcional Belterra

Sales Coimbra
Da Redação (Amazônia Jornal - 14/03/2010)
Em 1988, a Tuna Luso montou um bom time, contratando jogadores de certo renome do cenário regional, como o volante Duarte, ex-Paysandu, os meias Dema e Sanauto, formados nas categorias de base da Águia, Ageu Sabiá, atacante que marcou época no futebol paraense, atuando também por Remo e Paysandu. No meio de todos esses jogadores, um jovem de 26 anos, que havia chegado ao Souza dois anos antes, acabou conseguindo a titularidade e sagrando-se campeão paraense pela primeira vez na longa e vitoriosa carreira: o zagueiro Belterra.
Jorge Wilson Wanghon Coelho, natural do município de Belterra, no Oeste do Pará, foi revelado no São Francisco, em 1980, onde foi tetracampeão santareno, atuando ainda jovem no Fluminense de Santarém, clube pelo qual também foi campeão municipal. Em 1989 passou pelo Ceará-CE, participando da conquista do Campeonato Cearense daquele ano, antes de ser contratado pelo Remo, onde também foi campeão estadual na mesma temporada. Mas foi a partir de 1990, com 28 anos, que ele se tornou titular absoluto da zaga azulina, para tornar-se, na década seguinte, um dos maiores jogadores a atuar com a camisa do Leão.
Depois de escrever seu nome na história do Remo, aos 37 anos, Belterra ainda teve fôlego para ser campeão paraense pela décima vez na carreira, dessa vez vestindo a camisa do Paysandu, em 1998.
Em 2001, aos 40, Belterra foi "repatriado" pelo São Raimundo. Alternando boas e más partidas, o jogador fez parte da terceira defesa mais vazada do Parazão. Ao final daquela temporada, o declínio técnico e físico finalmente forçou o zagueiro a pendurar as chuteiras.
Hoje, aos 49 anos, Belterra mantém-se afastado do futebol profissional. Poucas pessoas do meio têm contato com ele. E mesmo sendo convidado, por repetidas vezes, para dirigir equipes do Oeste do Pará, o eterno xerife da zaga azulina sempre responde negativamente. Atualmente, ele dedica seu tempo à administração de seus negócios naquela região, que incluem uma escola de ensino fundamental, uma escolinha de futebol e uma panificadora.

Como começou sua vida no futebol?
Tudo começou nos dentes de leite do Náutico de Santarém, na década de 1970. Mas foi no São Francisco, onde fiquei de 1980 a 1984, que me profissionalizei e conquistei os primeiros títulos. Fomos tetracampeões santarenos neste período. Depois joguei no Fluminense de Santarém, onde também fui campeão da cidade em 1985. Foi quando apareceu a Tuna Luso na minha vida e pude ir para Belém. Daí em diante, minha carreira profissional decolou de verdade.

Qual a melhor fase de sua carreira?
Não tenho dúvida de que foi no Remo, durante o pentacampeonato de 1993 a 1997. Fui titular da equipe em todas as campanhas, jogando bem a maioria das vezes e, com isso, pude escrever meu nome na história do clube.

Qual a melhor equipe de que você fez parte?
Olha, não sei se posso dizer qual foi a melhor. Todos os times em que joguei tinham grande jogadores, tanto que fomos campeões na maioria das vezes. O que posso destacar é um dos times pelos quais mais tenho carinho, que foi aquele de 1993, que conquistou o primeiro título do pentacampeonato, que tinha: Luis Carlos, Marcelo, Belterra, Mário César e Batata; Agnaldo, Biro-Biro e Alberto; Romeu, Cacaio e João Santos.

Por que você resolveu se afastar do futebol profissional depois que pendurou as chuteiras?
Na verdade, essa foi uma decisão que eu havia tomado mesmo antes de encerrar a carreira de jogador. Nunca foi um objetivo meu ser treinador, que é um trabalho ainda mais desgastante que o de jogador. Também nunca quis ser empresário de jogadores ou dirigente de clube. Na verdade, o que eu sempre quis era poder voltar para Santarém e ter mais tempo para dedicar a minha família. E, graças a Deus, foi o que eu fiz. Hoje em dia, o mais próximo que chego do futebol é dirigir uma escolhinha.

Como você vê atual momento do futebol paraense, com os clubes do interior crescendo e ameaçando os grandes da capital?
Acho que já era tempo disso acontecer. Acredito que quanto mais forte for o futebol do interior do nosso Estado, ainda mais forte será o da capital. E isso, no final das contas, também vai ser bom para Remo e Paysandu. Fiquei muito feliz com o sucesso do Águia de Marabá nos últimos anos e com o título da Série D do São Raimundo. Só queria ver o São Francisco brilhando também.

FICHA DO ÍDOLO
Nome Completo: Jorge Wilson Wanghon Coelho
Data de Nascimento: 28/10/1961
Naturalidade: Belterra, no Pará
Clubes: São Francisco-PA (1982-86), Fluminense-PA (1987), Tuna Luso (1988), Ceará (1989), Remo (1989-97), Paysandu (1998-99) e São Raimundo (2001)

Títulos: Campeonato Paraense (1988, pela Tuna Luso; 1989, 1990, 1991, 1993, 1994, 1995, 1996 e 1997, pelo Remo; 1998, pelo Paysandu) e Campeonato Cearense (1989, pelo Ceará).

CURIOSIDADES
 Belterra foi eleito o melhor zagueiro do Parazão em 1993, 1994, 1995, 1996 e 1997, atuando pelo Remo, e em 1998, pelo Paysandu.
 Ao lado do zagueiro Abel, do lateral direito Marinho e do armador Mesquita, Belterra figura entre os únicos jogadores a conquistar o Parazão pelos três grandes clubes do Estado: Remo, Paysandu e Tuna.
Em 2001, o zagueiro amargou a penúltima colocação no segundo turno do campeonato paraense, conquistando apenas oito pontos em nove jogos, quando defendia o São Raimundo.
Em 04/04/1985, a Tuna Luso sagrou-se campeã da Taça de Prata, o primeiro título nacional faturado por um clube paraense. Belterra Belterra foi campeão estadual pela Tuna Luso em 1988 (Belterra é o 3º em pé, da esq. p/dir.).

sábado, 13 de março de 2010

Federação cancela dois jogos do futebol feminino


Devido o Ceju estar sendo utilizado para outros fins, a rodada do campeonato estadual de futebol feminino que estava programado para amanhã foi cancelada. Os jogos entre Cruz Azul x Peñarol e Remo x Independente serão realizados em outra data. Como sempre, mais uma vez, o amadorismo da FPF atuou e pegou de surpresa os clubes envolvidos na rodada suspensa pois só foram avisados na noite de 5ª feira.
A segunda rodada do campeonato terá apenas dois jogos: Tuna x Terra Firme, no Souza, e Pinheirense x Real Mosqueiro, no Abelardo Conduru, ambos com início previsto para 9h30.

Após terem vencido seus jogos na primeira rodada, Tuna Luso e Independente ocupam a liderança do grupo A (3 pts), enquanto que no grupo B, a liderança está com Pinheirense e Cruz Azul.

Embaladas com a vitória de 3 x 0 frente ao Clube do Remo na primeira rodada, as meninas da Tuna Luso esperam o apoio da torcida cruzmaltina neste domingo, no Souza (09:30h), para conquistar outra vitória e assim manter a liderança e seguir para a decisão do turno.

Desejamos boa sorte para nossas meninas!

sexta-feira, 12 de março de 2010

E "VIVA A FPF!"


Quem deve estar comemorando e dizendo isso, de forma aliviada, é a torcida do Botafogo do Rio de Janeiro que viu seu time conseguir a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil após ter vencer o São Raimundo-PA na noite desta quinta-feira (11) , em pleno estádio do Engenhão, pelo apertado placar de 4 x 3.

Considerando a tradição e a grande diferença de estrutura entre os dois times, a classificação do Botafogo seria considerada normal. A questão intrigante em tudo isso é que o São Raimundo venceu a primeira partida realizada em Santarém pelo placar de 2 x 1 e, pelo regulamento, jogaria a partida de volta no Rio de Janeiro pela vantagem do empate.

O que a torcida do São Raimundo não esperava é que após o primeiro jogo, o STDJ (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), através da Procuradoria da 4ª Comissão Disciplinar, apresentou denúncia de que na partida contra o Botafogo (quarta-feira, 10) no Colosso do Tapajós, o "Pantera" teria colocado em campo 3 jogadores irregulares.

Os jogadores Hallace (Ferreira), Beto (Humberto Bastos) e João Pedro (Corrêa) não tinham condições de jogo, apesar de terem assinado a súmula. Os jogadores não tiveram seus nomes divulgados no BID (Boletim Informativo Diário) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no dia anterior à partida contra o Botafogo, o que é uma exigência do regulamento da Copa do Brasil.

Se não fosse isso, o placar do jogo de ontem, 4 x 3 para o Botafogo, teria dado a inédita classificação ao São Raimundo. Dizem os dirigentes do São Raimundo e alguns "linguarudos" que a "nossa" (ou deles, quem sabe?) Federação Paraense de Futebol (FPF) foi a causadora da lambança durante a regularização dos jogadores do São Raimundo junto à CBF e devido a esses supostos erros da entidade, o time de Santarém foi injustamente penalizado com a perda de três pontos e ainda viu a vantagem do empate ser dada ao Botafogo.

O "Pantera Negra", digamos, ganhou a vaga dentro de campo mas perdeu no tapetão. Na somatória final de pontos e gols marcados, obedecendo o regulamento, o São Raimundo teria sido o classificado, ao invés do Botafogo.

E "VIVA A FPF!"
Ficha técnica:
BOTAFOGO 4 x 3 SÃO RAIMUNDO

Jefferson, Fahel (Caio), Antônio Carlos e Danny Morais; Jancarlos, Leandro Guerreiro, Sandro Silva (Somália), Lucio Flavio e Marcelo Cordeiro; Herrera (Edno) e Loco Abreu.
Técnico: Joel Santana.

Labilá, Filho, Carlão (Flamel) e Evair; Ceará (Leandrinho), Marcelo Pitbull, Beto, Michel e Júnior; Branco e Max Jari (Ítalo).
Técnico: Flávio Barros.

Gols: Danny Morais, aos 16 minutos do primeiro tempo; Branco, aos 18, Sandro Silva aos 19, e Loco Abreu aos 29 e 38, Michel aos 30 e Ítalo aos 44 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Júnior, Beto, Carlão, Filho (SRM); Loco Abreu, Leandro Guerreiro (BOT).
Cartão vermelho: Somália (BOT).
Público: 1.936 pagantes (2.841 presentes).
Renda: R$ 32.830,00
Estádio: Engenhão.
Data: 11/03/2010.
Árbitro: Paulo Godoy Bezerra (SC).
Auxiliares: Fernando Lopes (SC) e Rosinei Hoffmann Scherer (SC).

Atletas do Brasil


Chegou um reforço para ajudar o Brasil no caminho das Olimpíadas 2016!

O site http://www.remo2016.com.br/ está lançando o cadastro ATLETAS DE REMO DO BRASIL, do Oiapoque ao Chuí. Um sistema que permitirá conhecer o histórico dos atletas em atividades no Brasil e um ranking em função das classificações e o nível das provas disputadas.

Quem é o atleta que fez mais pontos no sistema desde 2008 (ano das Olimpíadas de Pequim). Ou em 2009? E em 2010? Quem ganhou mais pontos do sistema no skiff? E no 4+? Na categoria Sub23? Você pode pesquisar atletas por idade, nome, sexo, clube, cidade, estado, barco, categoria, remo adaptado etc.

Uma fonte de referência para quem faz o remo acontecer! Uma boa ferramenta para quem souber usar: atletas, técnicos, dirigentes, jornalistas, patrocinadores, formadores de opinião etc. Se você tem espírito esportivo não pode perder. O site remo2016 não tem ligações com clubes, federações ou qualquer outra instituição. Esta é uma iniciativa séria, responsável, democrática e voluntária a fim de ajudar e preencher uma lacuna importante no desenvolvimento do remo do Brasil.

Os inscritos concorrerão a prêmios anunciados no site. Não perca essa!

A inscrição é GRÁTIS! Você ganha pontos e ainda ganha a chance de concorrer a brindes do site. Se você é atleta, inscreva-se. Se você é técnico, treinador ou dirigente ajude a inscrever seus atletas. O seu apoio é muito importante!

Visite agora http://www.remo2016.com.br/ Ajude a divulgar esta iniciativa e ajude os Atletas do Brasil.

Contamos com você. Se tiver alguma dúvida ou sugestão, estou às ordens.

Um abraço do amigo,
Carlos Martins
O site é seu, visite sempre!

AMADORISMO

por: Henrique Amado

QUINTA-FEIRA (11/03)

O Presidente da Federação de Vôlei, Paulo Alves viaja hoje para o Rio de Janeiro, para participar da Assembléia Geral da Confederação que será realizada amanhã pela manhã, lá ele deve pedir que competições nacionais sejam realizadas aqui em Belém, quando retornar se reunirá com clubes os filiados para definir o calendário deste ano.

O paragominense Marcelo João, da equipe Seel/Pará, venceu a 2ª etapa da Copa Seel de Ciclismo, competição disputada no último fim de semana com mais de 160 atletas. No feminino, Tássya Brasil conquistou o bicampeonato e Michelle Gomes ficou na 2ª posição, no juvenil Ângelo Júnior do Clube Amazônia foi o 1º colocado, no mountain bike Ageu Ferreira de Bragança foi o campeão e no master, os vencedores foram: Aldair da Costa, na A, João Batista, na B, e Benedito Miranda, na C.

A tenista paraense Brenda Rique, 14 anos, foi vice-campeã do torneio Rio Champions Juniors Cup, competição disputada no último fim de semana no Rio de Janeiro. Como era cabeça de chave, fez sua 1ª partida somente nas quartas de final, vencendo a gaúcha Victoria Marinho por 8-3. Na semifinal, bateu a carioca Julia Florito por 8-6, e na decisão, perdeu para a também carioca Daniela Sanz. Seu próximo compromisso será o Circuito de Joinville-SC, competição que será disputada a partir do dia 1º do mês que vem.

QUARTA-FEIRA (10/03)
O judoca paraense Luiz Nogueira conquistou 8 vitórias na disputa do torneio Agostinho Maciel, competição organizada pela federação e que reuniu mais de160 atletas da capital e do interior, ele disputou em 2 categorias, Juvenil e Junior, ele venceu 4 provas em cada e garantiu vaga no Certame Nacional da Região II, competição que será disputada no mês que vem em São Luís-AM.

Foi disputada no último fim de semana na praia de Ajuruteua, em Bragança, a 1ª etapa do 1º Circuito Bluetouch Eco Surf da Amazônia. Quase 60 atletas de Belém, Salinópolis e Bragança participaram da competição. Confira a lista dos melhores colocados em cada categoria:

OPEN: 1° Rafael Corrêa (Salinas) e 2° Rodrigo Barros (Salinas)

JUNIOR: 1° Marcelo Rodrigues (Salinas) e 2° Nayson Costa (Salinas)

MIRIM: 1° Nayson Costa (Salinas) e 2° Rogério Costa (Salinas)

FEMININO: 1° Thais Oliveira (Salinas) e 2° Dayse Costa (Salinas)

UNIVERSITÁRIA: 1° Lucas Greco (FAP) e 2° Vitor Siqueira (FAP).

segunda-feira, 8 de março de 2010

AMADORISMO


por: Henrique Amado

Ontem a Seleção Paraense Masculina Sub-20 estreou na disputa da 17ª edição do Certame Nacional de Seleções 2ª Divisão, competição que está sendo disputada em Maceió-AL. A Seleção Paraense bateu a Seleção Maranhense por 4 – 2, gols de Brenno duas vezes, Neto e Augusto. Hoje às 18h30, em jogo válido pela 2ª rodada da fase classificatória, a Seleção Paraense enfrenta a Seleção do Rio Grande do Norte. Ainda falando de futsal, começa hoje a disputa da 15ª edição do Torneio Bené Aguiar, o jogo inaugural será no ginásio da ESEF, às 20h30 entre Shouse – Fluminense de São Sebastião da Boa Vista, vale lembrar que neste ano, é esta a competição que dá o direito ao vencedor de participar da Liga Norte, a novidade fica por conta do Remo, que retorna a competição após 3 anos.

Na abertura da 17ª edição do Grand Prix Imperialino de Futebol de Mesa, Remo e PSC venceram na estréia, o Remo bateu o Estoril por 16 – 7 e o PSC bateu o Imperial por 16 – 15, os 2 jogos foram disputados na mesa do Imperial, no próximo domingo, vai rolar RE-PA no jogo principal e Imperial - Estoril fazem a preliminar.

domingo, 7 de março de 2010

P A R A B É N S M E N I N A S !!!











TUNA LUSO VENCE O CLUBE DO REMO NO FUTEBOL FEMININO

A Tuna Luso venceu de goleada o Clube do Remo no primeiro jogo do campeonato paraense de futebol feminino pelo placar de 3 x 0. O jogo iniciou às 09:45 h de domingo, no estádio Francisco Vasques, de propriedade da Tuna.
Os gols da Lusa foram marcados por Perotes (2) e Natasha. A equipe cruzmaltina venceu com o bom futebol de Juliani (Leilane), Maria Raquel, Helayne, Driele e Izabela (Larissa); Dalva, Cíntia e Anne (Sheila) e Natasha; Perotes (Lauriane), e Cristiane (Carine).

CONFRARIA DA SAUNA

Os frequentadores e amigos da "CONFRARIA DA SAUNA", que reunem-se todos os sábados na Sauna da Tuna, fizeram uma coleta e doaram R$ 120,00 para confecção dos shorts que as meninas do futebol usarão durante o campeonato paraense. No próximo sábado (13) a Confraria fará uma nova coleta para arrecadar numerário que será ofertado como bicho para as meninas no jogo de domingo (14), contra a forte equipe do Independente.

SELETIVA PARAENSE DE JUDÔ - REGIONAL II

TORNEIO DE ABERTURA PROF. AGOSTINHO MACIEL 2010

Aconteceu neste sábado (06), no ginásio da ESMAC (Cidade Nova VIII-Ananindeua), a seletiva paraense de Judô para escolha da delegação paraense que participará do Campeonato Brasileiro Regional II (AP/CE/MA/PA/PI), em são Luis-MA, nos dias 17 e 18 de abril.

O TORNEIO
O torneio teve início às 09:00h com a presença e participação de excelente público. As categorias disputadas foram: sub-13, sub-15, sub-17, sub-20 e sênior masculino e feminino.

APURAÇÃO
O torneio foi apurado no sistema de eliminatória simples com repescagem olímpica onde somento os perdedores dos semifinalistas voltaram a se enfrentar.

PREMIAÇÃO
Foram entregues medalhas para os atletas classificados até o 3º lugar e troféus para as associações classificadas até o 5º lugar.

DESTAQUES
O destaque inicial ficou por conta da participação de RAIFRAN e THIAGO (foto maior), atletas deficientes visuais, que representaram com muito orgulho a Associação Girão de Artes Marciais, de Parauapebas-PA, emocionando o público presente.
O principal festaque ficou com o judoca paraense LUIZ NOGUEIRA, da ESMAC, com 8 vitórias.
Quem também se destacou foi a jovem atleta VICTÓRIA LETÍCIA (foto ao lado - 12), da academia Dom Quixote, campeã da categoria peso pesado sub-13 feminino. Outros atletas também se destacaram e presentearam o publico presente com boas lutas e excelente nível técnico.

video
Vídeo de Victória Letícia no torneio.

A seletiva teve seu final por volta das 20:00h. Em breve retornaremos com detalhes sobre a classificação final da seletiva.

BOLETIM OFICIAL Nº 001/2010

AMADORISMO


por: Henrique Amador

Na última 6ª-feira, o Esmac/Ananindeua encerrou sua participação na disputa da 5ª Superliga de Futsal, competição que foi realizada em Betim-MG, a equipe paraense goleou o Fesurv-RJ por 7 – 0, em jogo válido pela 3ª e última rodada da fase classificatória. Gols de: Ageu e Rato duas vezes, além de Formiga, Célio e Biolay. Ao longo da competição, o Esmac/Ananindeua acumulou duas derrotas e uma vitória: na estréia perdeu para o time da casa, o V & M Minas por 5 – 2, na 2ª rodada, nova derrota, agora para a equipe da Zaeli-PR por 3 – 2 e no jogo da despedida, já sem chances de classificação, meteu 7 – 0 no Fesurv-RJ.

Vai rolar, aqui mesmo em Belém, na próxima 5ª-feira, a disputa do 5º Iron Man Championship, competição que será realizada no ginásio da ESEF. Serão sete combates: Sapo x Sérgio-RN, Iuri Marajó x Jackson Pontes-RJ, Paulão x Diogo Androide, Ivan Pit Bull x Magno Cricri-MT, Índio x Guilherme Kioto, Michel Bastos x Carlão Hikari e Caco Trator x Francês Quintella. Os ingressos estão à venda na Cia. Athlética e também na academia Ulysses Pereira, a arquibancada custa R$ 10 e um quilo de alimento não perecível e as cadeiras R$ 25.

TIME FEMININO RECEBE CHUTEIRAS NOVAS


Entregamos na manhã deste sábado (06) nas mãos da técnica de futebol feminino da Tuna Luso, Aline Costa, acomapnhada do prepador físico da equipe, Andre Coutinho, 11 pares novos de chuteiras doados pelos colaboradores Jaime Eiras (Petrogeo) e Mário Mangas (Eletrônica Solar), em nome da Associação de Torcedores e Amigos da Tuna (ATAT), para serem usados diante da equipe do Clube do Remo no primeiro jogo da Tuna no campeonato de 2010, neste domingo 09:30h, no estádio do Souza.

Desejamos muita sorte e sucesso para as meninas da Lusa paraense!

sexta-feira, 5 de março de 2010

Abertura do feminino terá algumas mudanças

A rodada de abertura do campeonato feminino de 2010, marcada para domingo, passou por alterações a pedido dos representantes dos clubes. O jogo Pinheirense x Cruz Azul, marcado para o Abelardo Conduru, em Icoaraci, será realizados na última rodada. Assim, o Cruz Azul enfrenta o Real de Mosqueiro, no Ceju, às 8h30. O Pinheirense recebe em seu campo o Peñarol, da Cidade Nova VI, às 9h30, no Abelardo Conduru. No Ceju, às 10h30, jogam Independente x Terra Firme. O clássico Tuna x Remo permanece inalterado. Será disputado no Souza, às 9h30.
Cobrança -Embora o conselho técnico do campeonato tenha vetado a cobrança de ingresso, por ser competição amadora, no entanto, por determinação da técnica Aline Costa, da Tuna, será cobrado ingresso de R$ 5,00 no Francisco Vasques. Ano passado, a Tuna usou o mesmo argumento e acabou em confusão, até com briga no portão de entrada. Francisco Bastos, diretor do departamento feminino, é contra a cobrança de ingresso. Prometeu levar o problema ao conhecimento do presidente da FPP para a devida solução.
fonte: Amazônia Jornal - Edição de 05/03/2010

I FÓRUM PARAENSE DE MEDICINA do FUTEBOL


Data: 25/03/2010

Período: 18:00 às 22:00h

Local: UNIMED DOCA

TEMAS:

- Atuação do médico do esporte - organização de departamento médico
PALESTRANTE: Bruno Tamegão Lopes de Noronha

- Reabilitação de lesões no futebol: como reduzir o tempo de afastamento
PALESTRANTE: Helton José Dias de Nóvoa / Marcílio Cortez Jr

- Futebol Feminino: particularidades e perspectivas
PALESTRANTE: Karla Cynara Pinheiro Lima

- Contribuição dos métodos de imagem na avaliação de lesões musculares em atletas profissionais de futebol
PALESTRANTE: Fabrício Souza

- Liberação do atleta lesionado: a responsabilidade do médico
PALESTRANTE: Ricardo Ribeiro / José Silvério

- Estratégias nutricionais para o desempenho físico
PALESTRANTE: Priscilla Leite Dias

- Doping: o que muda com a adesão da FIFA ao Código Mundial
PALESTRANTE: José Guataçara Gabriel

fonte: Dr. Bruno Noronha