A festa dos campeões da Taça de Prata de 1985

A festa dos campeões da Taça de Prata de 1985
Festa dos campeões da Taça de Prata de 1985, comemorando 30 anos da conquista, realizada dia 24 de abril na boate da Tuna Luso Brasileira, em Belém.

domingo, 10 de maio de 2009

Tiro Olímpico, Tiro Esportivo ou Tiro Prático Qual a sua preferência?


Alexandre Câmara Dantas
Carabina 22 25m







Atual campeão nas seguintes categorias:

1) Carabina calibre 22 com mira aberta.
- distância 25 metros (tricampeão brasileiro 2006/2007/2008)
- distância 50 metros (campeão brasileiro 2008 e atual recorde brasileiro)
2) Carabina de ar comprimido.
(9º lugar no sulamericano de 2008)

Bate-papo com o campeão Alexandre Dantas.
1) Qual o seu nome completo, em que cidade e dia nasceu?
- Alexandre Câmara Dantas, Belém, 15/03/1967

2) Quais os nomes dos seus pais, onde e quando nasceram?
- Raimundo Nonato de Matos Dantas e Maria Câmara Dantas

3) Qual a sua profissão atual?
- Arquiteto

4) Qual o seu estado civil?
- Casado

5) Quail o nome de sua esposa?
- Luciana Vallinoto Dantas

6) Quando e onde começou sua paixão pelo Tiro Esportivo?
- Aos 6 anos de idade meus pais me levavam para o estande de tiro da Tuna.

7) Qual a sua atual categoria atual e quantos títulos você conquistou em sua carreira de atirador? - Categoria Sênior (juvenil, Junior, sênior, máster e veterano), tenho de atualizar o currículo, posso enviar depois, pois são muitos títulos. Modalidades: Carabina calibre 22 (mira aberta) 25m; Carabina 22 (mira aberta) 50m; Carabina de ar olímpica e Carabina de ar (mira aberta).

8) Qual a sua maior conquista no tiro esportivo?
- Em se tratando de títulos, foram: o tri campeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008), na carabina calibre 22 a 25 metros e o recorde brasileiro na carabina calibre 22 (mira aberta) a 50m em 2008.

9) Está treinando para algum campeonato este ano?
- Treino para todas as provas do calendário da Confederação, mesmo não conseguindo ir para todas. Para o ano de 2009, duas serão as mais importantes: O Sul americano em agosto e o Campeonato Brasileiro em novembro, ambos no Rio de Janeiro, onde vou tentar o tetra campeonato.

10) Quantos clubes e estande de tiro existem hoje em atividade no Pará e em qual equipe você atua no momento?
- Não sei informar. Faço parte do Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará - CTEGP.

11) Quantas e quais categorias de competição existem no tiro esportivo?
- São muitas. Essa informação você pode obter no site da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo http://www.cbte.org.br/

12) Em Belém ou no Pará existem escolinhas ou clubes abertos para quem quiser iniciar a prática do tiro esportivo?
- O Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará é aberto para quem quiser iniciar no tiro. www.ctegp.com.br

13) Você tem alguma mágoa em relação ao tiro esportivo?
- Infelizmente sim, quando ainda era da categoria Junior, obtive todos os título nacionais possíveis e era o primeiro colocado no ranking nacional e por isso fui convocado para a Seleção Brasileira para disputar o Campeonato das Américas nos Estados Unidos, só que “engavetaram” a minha convocação e só fiquei sabendo através do Presidente da Confederação em um torneio na Paraíba depois do Campeonato das Américas. Foi um dos motivos que me fizeram largar o tiro durante anos.

14) Você sabe em que ano e qual o motivo que levou ao fechamento do estande de tiro da Tuna Luso, clube pioneiro neste esporte no Pará?
- Não. O motivo que ouvi dizer, foi que, devido a uma invasão no terreno por trás do estande, ficou perigoso para os moradores.

15) Lembra de algum acontecimento inesquecível, relativo ao tiro esportivo, vivido por seus pais e/ou por você?
- Para mim, com certeza foi o meu primeiro título brasileiro em 1985, aos 18 anos, foi uma festa muito boa com direito a torcida no aeroporto e carreata até o clube da Tuna com festa e fogos.

16) É possível saber quanto praticantes de tiro esportivo existem hoje em Belém ou no Pará?
- Não sei informar

17) O tiro esportivo tem patrocinadores?
- Não, que eu saiba

18) Com quantos anos é possível começar e qual o investimento mínimo para quem pretende iniciar a prática do tiro esportivo?
- Essas informações você poderá obter pelo Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará. Falar com o presidente Dr. Allan Rendeiro.

19) Qual o local em Belém que podemos encontrar artigos relativos à prática do tiro esportivo?
- Hoje em dia o melhor meio, sem dúvida, é a internet. Sites de Federações e outros.

20) O que você acha que deveria ser feito para melhorar a divulgação do tiro esportivo no Pará e atrair patrocinadores?
- Infelizmente a realidade brasileira nos mostra que os patrocinadores esperam primeiro o atleta conseguir bons resultados para depois apoiá-lo, existe muito pouco em investimento de base, prevendo o futuro. Com relação à divulgação, existe o preconceito nesse esporte que já é uma barreira, já que a maioria pensa em arma ligada à situação da violência no país é quase impossível não fazer essa relação. Eu tento divulgar pelos jornais, mas nem sempre eles publicam meus resultados. Por isso, poucos sabem da existência deste esporte em Belém. O grande atrativo para patrocinadores seria uma estrutura que suportasse um torneio nacional. Melhorar os estandes e diversificar as modalidades, que hoje são limitadas em função da estrutura existente, ajudaria bastante, mas a falta de recursos não permite este avanço ainda. Com esse tipo de evento, que já ocorre na maioria dos estados, seria um grande incentivo para obtenção de patrocínios. E continuar fazendo o básico, que seria publicar nos jornais todos os eventos que ocorressem a nível estadual e local.

21) Seus pais foram praticantes de tiro esportivo. Quais os títulos que eles conseguiram em suas trajetórias?
- Sim. Meus pais foram campeões paraense. Meu pai, em 1970 conquistou a medalha de ouro na prova de carabina deitado (por equipe), no Festival Nacional dos Esportes, em Recife, juntamente com Almir Morison e Steve Maluzenski.

22) Seus pais conheceram Guilherme Paraense?
- Não

23) Qual a importância de Guilherme Paraense para o tiro esportivo do Pará e do Brasil?
- Guilherme Paraense, sem dúvida, é um ícone para o tiro esportivo, sua importância para o esporte é hoje digna de homenagens e reconhecimento nacional e internacional. Por ter conquistado a primeira medalha de ouro olímpica para o Brasil, nos enche de orgulho e nos ajuda a sermos respeitados pela tamanha importância deste feito. Hoje vemos vários estandes, eventos, etc. que fazem alusão ao atleta e isso ajuda muito a manter viva a importância do tiro esportivo no Brasil. E para o Pará, não poderia ser diferente, pois, de certa forma, o orgulho e o reconhecimento da origem do Guilherme, faz com que os atiradores do Pará também sejam respeitados, e sempre que algum atleta paraense obtém algum título importante não é raro o comentário sobre a coincidência de ter vindo do mesmo lugar que Guilherme Paraense. Dou como ótimos exemplos: Delival Nobre, ex-atleta da Tuna, que foi transferido para o Flamengo (RJ) e ficou em 4º lugar nas Olimpíadas de Los Angeles e o Gen Moura que ainda compete e tornou-se campeão sul americano máster. Acredito que o feito de Guilherme Paraense representa muito mais do que possamos imaginar para o nosso esporte. Até hoje ele abre portas.

24) Existem outros contatos para falarmos sobre o tiro esportivo?
- Dr. Allan Rendeiro (Presidente do CTEGP)
- Almir Morison (Ex-atleta e ex- Diretor de Tiro da Tuna)
- General Evaldo Moura (ex-atleta da Tuna e atual atleta do CTEGP)

25) Deseja fazer mais alguma consideração sobre o tiro esportivo?
- Gostaria que o tiro esportivo fosse visto como um formador de caráter, pois, para se praticar o tiro esportivo são necessários: disciplina, tranquilidade, dedicação, concentração, autocontrole, força de vontade e amor pelo esporte, adjetivos que ajudam o ser humano em tudo na vida. Devo muito a esse esporte, pena que o preconceito atrapalhe e iniba as pessoas de quererem conhecê-lo. Fazendo com que apenas uma pequena quantidade de praticantes desfrutem de tudo de bom que esse esporte possa proporcionar.
Guilherme Paraense



CTEGP (Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará)


O clube é uma agremiação que tem por objetivo a prática e ensinamento do Esporte do Tiro. Seja ele Olímpico, Esportivo ou Tiro Prático. Nosso estande está localizado na Estrada do Matadouro, KM1, em Benevides e nossa sede administrativa na Av. Senador Lemos, 242, sala 1, fone (91) 3083-3316.
Para falar com o Presidente ligue para (91) 8405-8585 e com a Secretária (91) 8133-7767. Nosso email é: ctegp@ctegp.com.br
fonte: http://www.ctegp.com.br/


Outros artigos:
by Silvio Aguiar e Colaboradores Pistola

5 comentários:

  1. Von dessa de que o Estand nao existe mais eu nao SABIA!! o que mais falat acabar??? ta realmente dificil.

    ResponderExcluir
  2. SE ALGUÉM SABE O E-MAIL DO ATIRADOR ALEXANDRE DANTAS FAVOR ME MANDEM PARA O E-MAIL wallacepoint@hotmail.com POIS SOU SEU FÃ E GOSTARIA MUITO DE MANTER CONTATO COM ELE.
    GRATO
    Wallace atirador

    ResponderExcluir
  3. ATENDENDO AO PEDIDO DE mariadd1234, INFORMAMOS ALGUNS ENDEREÇOS QUE PODERÃO SER CONSULTADOS COMO OPÇÃO PARA ANÁLISE DO SOLICITANTE:

    - CENTRO ESPECIALIZADO DE INSTRUÇÃO DE TIRO TÁTICO
    Apresenta:
    Curso de Formação de Instrutor de Tiro.
    Abril de 2010.
    Telefone: (21) 9976-7654
    e-mail: contato@tirotatico.com.br
    www.tirotatico.com.br
    OBS: O uso de Arma de Fogo requer Autorização Especial e Equilíbrio Emocional.
    Mantenha sua arma de fogo em local seguro e longe de curiosos.

    - Curso de tiro esportivo. em Rio de Janeiro, Serviço: Curso de tiro esportivo.
    Preço: A combinar
    Código do anúncio: 0023583
    Local: RIO DE JANEIRO - RJ
    Anunciante: wilson.saldanha
    21) 7835-3891

    - FEDERAÇÃO DE TIRO PRÁTICO DO RIO DE JANEIRO
    http://www.ftprj.org.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, primeiramente gostaria de parabenizar o blog. Gostaria de saber se há escolas na z/o de São Paulo Capital. Obrigado

    ResponderExcluir