quarta-feira, 27 de maio de 2009

Notícias do CLUBE NÁUTICO AMERICA


Num clima bem familiar, foi realizada no sábado dia, 23-05-2009, na sede do Clube Náutico América , uma costelada patrocinada pelo Sr. Hary Kreutzfeld – ex remador e ex-treinador do clube. Estiveram presentes remadores de todas as gerações: de 1950 a 2009, como Sr. Kreutzfeld, Sr. Weizenberg, Sr Theilacker. Foi prestada uma homenagem, com um “Remo de Ouro”, ao Sr. Hans Post, ex-remador de Blumenau, grande incentivador deste esporte, que está de visita a Blumenau, hoje residindo na Suíça. O atleta Roque Ricardo Zimmermann, o atual ícone no Remo Blumenauense, também recebeu um “Remo de Ouro” das mãos do Sr. Hary Kreutzfeld.
CLUBE NÁUTICO AMÉRICA
Fundado em 20/10/1920
Filiado a Federação de Remo do Estado de Santa Catarina
Rua XV de Novembro, 74 - Centro - Fone 47-3326-661389010-000 - Blumenau – SC

sábado, 23 de maio de 2009

Até que enfim!!! É a nossa FPF!!!...

Apesar de todo esse atraso, finalmente temos agora os resultados da última rodada do campeonato feminino divulgado pela FPF.

Paraense Feminino 2009 - 1º turno
8ª rodada - Dom - 17/05/2009
Ananindeua 3 x 4 Terra Firme
Pinheirense 9 x 1 Sport Pará
Tuna Luso 5 x 0 Real
Izabelense 0 x 3 Cruz Azul/Esmac
Independente 2 x 10 Estrela/Tropical

9ª rodada - Dom 24/05
Ananindeua x Estrela/Tropical 24/05 DOM 08:30 CEJU
Independente x Sport Pará 24/05 DOM 10:30 CEJU
Tuna Luso x Terra Firme 24/05 DOM 09:00 Fco. Vasques
Izabelense x Real 24/05 DOM 09:30 E. Abreu
Pinheirense x Cruz Azul/Esmac 24/05 DOM 09:00 A. Conduru

(Semi-final)
JOGOS DATA DIA HORA LOCAL
1º - x - 4º 31.05 DOM 08:30 CEJU
2º - x - 3º 31.05 DOM 10:30 CEJU

CAMPEONATO PARAENSE DE FUTEBOL FEMININO


Regulamento (Original)
Classificação:

1º turno 2º turno
Tabela:

1º turno 2º turno




CLASSIFICAÇÃO
Time PG J V E D GP GC SG
1º Pinheirense 24 08 08 00 00 53 03 50
2º Cruz Azul/Esmac 21 08 06 00 01 48 03 45
3º Tuna Luso 18 08 06 00 02 32 16 16
4º Estrela/Tropical 18 08 06 00 02 31 19 12
5º Independente 10 08 03 01 04 25 37 -12

fonte: http://www.fpfpara.com.br/

terça-feira, 19 de maio de 2009

Tudo começou na Tuna Luso Brasileira...


19/05/09 - 08h05


Paulo Henrique nos tempos em que jogava futsal na Tuna Luso, em Belém



Mãe do garoto santista adora quando Ganso joga a bola entre as pernas dos adversários: 'Esse é o meu Paulo Henrique', vibra

O meia Paulo Henrique, do Santos, ganhou destaque e a posição de titular absoluto do Peixe, durante o Paulistão, com passes rápidos, visão de jogo e habilidade com a perna esquerda. Essas qualidades fizeram o meia cair nas graças dos torcedores alvinegros. No entanto, se ele chegar em casa sem ter aplicado pelo menos uma “caneta” em algum adversário vai ter de ouvir as cobranças de sua maior fã: a mãe, Creusa Lima.

Fã número um do filho, dona Creusa cobra 'canetas' de Paulo Henrique.
Dona Creusa e Paulo Henrique no apartamento que eles moram em Santos. A mãe adora ver o filho dando suas 'canetinhas'

Desde que Paulo Henrique jogava futsal na Tuna Luso, do Pará, sua mãe delira quando ele enfia a bola por entre as pernas dos adversários.

- Adoro quando ele dá uma canetada. Quando ele fazia isso no salão, eu já gritava: ‘Esse é o meu Paulo Henrique’ - conta.
A corujice da mãe não incomoda o jogador, que recebeu o GLOBOESPORTE.COM em sua casa para mostrar como é a sua vida fora dos gramados. Nascido em Ananindeua, cidade que fica na região da Grande Belém, Paulo Henrique, chegou à Vila Belmiro em 2005. Como ainda era menor, trouxe a mãe. Graças a ela, suportou a barra dos primeiros meses em uma nova cidade.

- Eu tinha 15 para 16 anos e seria difícil ficar aqui sozinho. Minha mãe veio e facilitou tudo. Eu sou muito grato aos meus pais. Meu pai ficou no Pará no início, mas sempre vinha me visitar. Eles são responsáveis por, hoje, eu ser titular do Santos - afirma Paulo, filho caçula de Creusa e Júlio Lima, que têm outros três filhos. Atualmente, Júlio Lima mora em Santos.
Em Santos, Paulo acabou virando o Ganso, apelido que ganhou do roupeiro Otávio, da equipe sub-20.

- Ela chamava tudo mundo de ganso. Toda vez que chegava uma turma nova para fazer testes, ele dizia: lá vem aquele monte de gansos de novo. Só que eu assumi o apelido. Quando marcava um gol, eu corria até ele e gritava: ‘Eu sou um ganso mesmo!’.

Paulo começou a chamar a atenção de técnicos e professores de Educação Física jogando futsal em Belém, aos sete anos. Aos 15, os pais perceberam que ele poderia se tornar um profissional. Só que, por enquanto, nas quadras. Ele recebeu propostas para jogar no Jaraguá do Sul e no Minas Tênis Clube. No entanto, o garoto estava decidido a calçar chuteiras, não tênis.

- Eu comecei no salão, mas, aos poucos, comecei a me interessar pelo futebol de campo. Tanto que comecei a revezar. Antes de vir para o Santos, já estava decidido a só jogar campo - diz.

Paulo Henrique chegou ao Peixe, em agosto de 2005, trazido pelas mãos de Giovanni, ídolo alvinegro, que brilhou no Brasileirão 1995. Os dois são conterrâneos, mas, ao contrário do que muitos pensam, o craque, que encerrou sua carreira neste ano, nunca havia visto Ganso jogar. Indicou o garoto ao Peixe no escuro.

- Eu só vim conhecer o Giovanni aqui em Santos. Ele é amigo de um professor de Educação Física que eu tive no Segundo Grau, o Márcio. Ele falou para o Giovanni que eu sabia jogar e pediu uma força. Eu fiz o teste no Santos, ainda no Juvenil, e acabei aprovado – lembra.

Presente
Paulo Henrique minimiza briga com Fábio Costa e diz que já estão em paz
No Santos, Paulo Henrique começou a chamar a atenção no ano passado, durante a Taça São Paulo de Futebol Júnior. Chegou a treinar no time principal, mas não deu sequência. Voltou para a base até ser resgatado no início deste ano. Com a chegada de Vagner Mancini, foi fixado entre os titulares.

- Sinceramente, eu não esperava conseguir isso tão rápido. Achei que iria demorar mais um pouco. Quando eu subi, o time já tinha o Molina e o Lucio Flavio, que são grandes jogadores e têm muito mais experiência que eu. Graças a Deus, consegui aproveitar as chances que tive, mas sei que ainda tenho muito a aprender - admite.

Futuro
Paulo Henrique tem contrato com o Peixe até 22 de janeiro de 2013, mas não sabe até quando ficará no clube. Ele sabe que, muito provavelmente, não deverá permanecer até o fim de seu vínculo. O Santos, como todo clube brasileiro, depende de venda de jogadores para se manter de pé. Por isso, planeja um futuro europeu.

- Claro que eu tenho o sonho de jogar na Europa e mostrar meu futebol para o mundo inteiro. Mas deixo as coisas acontecerem naturalmente. Sou novo e ainda tenho muito a provar.

fonte:
http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Brasileirao/Serie_A/0,,MUL1158602-9827,00-FA+NUMERO+UM+DO+FILHO+DONA+CREUSA+COBRA+CANETAS+DE+PAULO+HENRIQUE.html


Site do Santos FC

segunda-feira, 18 de maio de 2009

"A Rainha do Mar" venceu a 2ª regata de 2009

http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=mp&uid=15777384900780788215



TUNA LUSO vence 2a. de Regata da temporada

A Tuna venceu novamente a 2a. regata do campeonato paraense de remo com 5 provas, seguido pelo PSC com 4 e Clube do Remo com 1 prova.

Resultado da 2a. Regata
Provas Remo PSC Tuna
4+ Master B 2o. 1o. 3o.
2x Sub-23 - 2o. 1o.
2- Junior 3o. 2o. 1o.
1x Senior 2o. - 1o.
2+ Principiante 1o. 2o. -
4- Peso Leve 2o. 1o. 3o.
1x Master D 2o. e 3o. 1o. 4o.
2x Senior - 2o. 1o.
4x Feminino 3o. 2o. 1o.
8+ Sub-23 2o. 1o. 3o.
Tuna domina 2ª regata e lidera certame estadual
O Liberal - Edição de 18/05/2009

Disputa acirrada - Remadores do clube cruzmaltino mantêm vantagem na Baía do Guajará

Numa disputa acirrada com o Paysandu, atual campeão, a Tuna venceu a segunda regata do Campeonato Paraense de Remo de 2009, disputada ontem de manhã na Baía do Guajará, com chegada na Estação das Docas. Com os resultados, a esquadra cruzmaltina assume a liderança com 10 primeiros lugares. O Paysandu está em segundo com sete primeiros. O Clube Remo conquistou um primeiro lugar e acumula 3 vitórias na competição. A terceira regata, a penúltima do campeonato, será no dia 26 de junho.

Apesar de reforçado por dois remadores do Vasco da Gama (Peter Pichnoff e Carlos Alberto Rosa Neto 'Van Damme', o Remo foi um mero coadjuvante no duelo entre Tuna e Paysandu - assim como já havia ocorrido na primeira regata, em abril, também vencida pela Lusa. A dupla que veio do Vasco fracassou novamente na tentativa de conduzir o Remo à vitória. Na única prova em que remaram junto, a Duplo Skiff Sêniors, foram obrigados parar quase na metade do percurso, devido a um problema no barco. Já no Skiff Sêniores, Pichnoff ficou em segundo lugar, perdendo a disputa para o amazonense Ailson Eráclito, da Tuna, integrante da seleção brasileira Sub-23.

O Paysandu venceu o primeiro páreo, o 4 Com Master B, com boa vantagem. Mas a Tuna respondeu vencendo três páreos: Duplo Skiff Sub-23, 2 Sem Timoneiro Juniores e Skiff Sêniores. A sequência foi quebrada pelo Remo, que venceu a quinta prova - 2 Com Timoneiro. Neste páreo, a Tuna não alinhou e o Paysandu inscreveu três barcos, mas participou com apenas um. Por isto, o clube será penalizado com multa pela federação.

Na prova 4 Sem Timoneiro Peso Leve, o Paysandu venceu após emocionante duelo com o barco azulino. No sétimo páreo, o Skiff Master D acima dos 50 anos, o Paysandu voltou a vencer, novamente superando o Remo na linha de chegada. Mas a Lusa fez a diferença no oitavo e nono páreo - Duplo Skiff e Quadruplo Skiff -, quando venceu as duas provas e conquistou a regata

fonte: http://www.orm.com.br/oliberal/interna/default.asp?modulo=249&codigo=415551

Veja algumas fotos da II Regata aqui






































sábado, 16 de maio de 2009








Domingo, 17/05, a partir das 8 horas, na Estação da Docas, será realizada a 2ª regata do campeonato paraense de 2009, na baia de Guajará.

A 1ª regata foi espetacularmente vencida pela Tuna Luso, com 5 primeiros lugares, contra 3 do Paysandu e 2 do Remo. Agora, a briga pela conquista da 2ª regata promete ser bastante disputada.

Compareça e leve sua família para prestigiar a regata nas águas barrentas da baia de Guajará.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

DOMINGO, 17/05, É DIA DE FUTEBOL FEMININO



CONFIRA A RODADA:


Tuna Luso x Real 17/05 DOM 09:30 Fco. Vasques
Ananindeua x Terra Firme 17/05 DOM 08:30 CEJU
Independente x Estrela/Tropical 17/05 DOM 10:30 CEJU
Izabelense x Cruz Azul/Esmac 17/05 DOM 09:30 E. Abreu
Pinheirense x Sport Pará 17/05 DOM 09:00 A. Conduru

CLASSIFICAÇÃO
Time PG J V E D GP GC SG
1º Pinheirense 21 07 07 00 00 44 02 42

2º Cruz Azul/Esmac 18 07 06 00 01 45 03 42

3º Tuna Luso 15 07 05 00 02 27 16 11

4º Estrela/Tropical 15 07 05 00 02 21 17 04

fonte: http://www.fpfpara.com.br/

terça-feira, 12 de maio de 2009











Lembram desse esquadrão e ataque avassalador que está na foto?
Os jogadores são: Amorim, Mesquita, Clésio, Bosco e Fefeu.
Só poderia ser a saudosa Tuna Luso dos anos 70.
Quanta saudade!
fotne:

domingo, 10 de maio de 2009

Tiro Olímpico, Tiro Esportivo ou Tiro Prático Qual a sua preferência?


Alexandre Câmara Dantas
Carabina 22 25m







Atual campeão nas seguintes categorias:

1) Carabina calibre 22 com mira aberta.
- distância 25 metros (tricampeão brasileiro 2006/2007/2008)
- distância 50 metros (campeão brasileiro 2008 e atual recorde brasileiro)
2) Carabina de ar comprimido.
(9º lugar no sulamericano de 2008)

Bate-papo com o campeão Alexandre Dantas.
1) Qual o seu nome completo, em que cidade e dia nasceu?
- Alexandre Câmara Dantas, Belém, 15/03/1967

2) Quais os nomes dos seus pais, onde e quando nasceram?
- Raimundo Nonato de Matos Dantas e Maria Câmara Dantas

3) Qual a sua profissão atual?
- Arquiteto

4) Qual o seu estado civil?
- Casado

5) Quail o nome de sua esposa?
- Luciana Vallinoto Dantas

6) Quando e onde começou sua paixão pelo Tiro Esportivo?
- Aos 6 anos de idade meus pais me levavam para o estande de tiro da Tuna.

7) Qual a sua atual categoria atual e quantos títulos você conquistou em sua carreira de atirador? - Categoria Sênior (juvenil, Junior, sênior, máster e veterano), tenho de atualizar o currículo, posso enviar depois, pois são muitos títulos. Modalidades: Carabina calibre 22 (mira aberta) 25m; Carabina 22 (mira aberta) 50m; Carabina de ar olímpica e Carabina de ar (mira aberta).

8) Qual a sua maior conquista no tiro esportivo?
- Em se tratando de títulos, foram: o tri campeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008), na carabina calibre 22 a 25 metros e o recorde brasileiro na carabina calibre 22 (mira aberta) a 50m em 2008.

9) Está treinando para algum campeonato este ano?
- Treino para todas as provas do calendário da Confederação, mesmo não conseguindo ir para todas. Para o ano de 2009, duas serão as mais importantes: O Sul americano em agosto e o Campeonato Brasileiro em novembro, ambos no Rio de Janeiro, onde vou tentar o tetra campeonato.

10) Quantos clubes e estande de tiro existem hoje em atividade no Pará e em qual equipe você atua no momento?
- Não sei informar. Faço parte do Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará - CTEGP.

11) Quantas e quais categorias de competição existem no tiro esportivo?
- São muitas. Essa informação você pode obter no site da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo http://www.cbte.org.br/

12) Em Belém ou no Pará existem escolinhas ou clubes abertos para quem quiser iniciar a prática do tiro esportivo?
- O Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará é aberto para quem quiser iniciar no tiro. www.ctegp.com.br

13) Você tem alguma mágoa em relação ao tiro esportivo?
- Infelizmente sim, quando ainda era da categoria Junior, obtive todos os título nacionais possíveis e era o primeiro colocado no ranking nacional e por isso fui convocado para a Seleção Brasileira para disputar o Campeonato das Américas nos Estados Unidos, só que “engavetaram” a minha convocação e só fiquei sabendo através do Presidente da Confederação em um torneio na Paraíba depois do Campeonato das Américas. Foi um dos motivos que me fizeram largar o tiro durante anos.

14) Você sabe em que ano e qual o motivo que levou ao fechamento do estande de tiro da Tuna Luso, clube pioneiro neste esporte no Pará?
- Não. O motivo que ouvi dizer, foi que, devido a uma invasão no terreno por trás do estande, ficou perigoso para os moradores.

15) Lembra de algum acontecimento inesquecível, relativo ao tiro esportivo, vivido por seus pais e/ou por você?
- Para mim, com certeza foi o meu primeiro título brasileiro em 1985, aos 18 anos, foi uma festa muito boa com direito a torcida no aeroporto e carreata até o clube da Tuna com festa e fogos.

16) É possível saber quanto praticantes de tiro esportivo existem hoje em Belém ou no Pará?
- Não sei informar

17) O tiro esportivo tem patrocinadores?
- Não, que eu saiba

18) Com quantos anos é possível começar e qual o investimento mínimo para quem pretende iniciar a prática do tiro esportivo?
- Essas informações você poderá obter pelo Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará. Falar com o presidente Dr. Allan Rendeiro.

19) Qual o local em Belém que podemos encontrar artigos relativos à prática do tiro esportivo?
- Hoje em dia o melhor meio, sem dúvida, é a internet. Sites de Federações e outros.

20) O que você acha que deveria ser feito para melhorar a divulgação do tiro esportivo no Pará e atrair patrocinadores?
- Infelizmente a realidade brasileira nos mostra que os patrocinadores esperam primeiro o atleta conseguir bons resultados para depois apoiá-lo, existe muito pouco em investimento de base, prevendo o futuro. Com relação à divulgação, existe o preconceito nesse esporte que já é uma barreira, já que a maioria pensa em arma ligada à situação da violência no país é quase impossível não fazer essa relação. Eu tento divulgar pelos jornais, mas nem sempre eles publicam meus resultados. Por isso, poucos sabem da existência deste esporte em Belém. O grande atrativo para patrocinadores seria uma estrutura que suportasse um torneio nacional. Melhorar os estandes e diversificar as modalidades, que hoje são limitadas em função da estrutura existente, ajudaria bastante, mas a falta de recursos não permite este avanço ainda. Com esse tipo de evento, que já ocorre na maioria dos estados, seria um grande incentivo para obtenção de patrocínios. E continuar fazendo o básico, que seria publicar nos jornais todos os eventos que ocorressem a nível estadual e local.

21) Seus pais foram praticantes de tiro esportivo. Quais os títulos que eles conseguiram em suas trajetórias?
- Sim. Meus pais foram campeões paraense. Meu pai, em 1970 conquistou a medalha de ouro na prova de carabina deitado (por equipe), no Festival Nacional dos Esportes, em Recife, juntamente com Almir Morison e Steve Maluzenski.

22) Seus pais conheceram Guilherme Paraense?
- Não

23) Qual a importância de Guilherme Paraense para o tiro esportivo do Pará e do Brasil?
- Guilherme Paraense, sem dúvida, é um ícone para o tiro esportivo, sua importância para o esporte é hoje digna de homenagens e reconhecimento nacional e internacional. Por ter conquistado a primeira medalha de ouro olímpica para o Brasil, nos enche de orgulho e nos ajuda a sermos respeitados pela tamanha importância deste feito. Hoje vemos vários estandes, eventos, etc. que fazem alusão ao atleta e isso ajuda muito a manter viva a importância do tiro esportivo no Brasil. E para o Pará, não poderia ser diferente, pois, de certa forma, o orgulho e o reconhecimento da origem do Guilherme, faz com que os atiradores do Pará também sejam respeitados, e sempre que algum atleta paraense obtém algum título importante não é raro o comentário sobre a coincidência de ter vindo do mesmo lugar que Guilherme Paraense. Dou como ótimos exemplos: Delival Nobre, ex-atleta da Tuna, que foi transferido para o Flamengo (RJ) e ficou em 4º lugar nas Olimpíadas de Los Angeles e o Gen Moura que ainda compete e tornou-se campeão sul americano máster. Acredito que o feito de Guilherme Paraense representa muito mais do que possamos imaginar para o nosso esporte. Até hoje ele abre portas.

24) Existem outros contatos para falarmos sobre o tiro esportivo?
- Dr. Allan Rendeiro (Presidente do CTEGP)
- Almir Morison (Ex-atleta e ex- Diretor de Tiro da Tuna)
- General Evaldo Moura (ex-atleta da Tuna e atual atleta do CTEGP)

25) Deseja fazer mais alguma consideração sobre o tiro esportivo?
- Gostaria que o tiro esportivo fosse visto como um formador de caráter, pois, para se praticar o tiro esportivo são necessários: disciplina, tranquilidade, dedicação, concentração, autocontrole, força de vontade e amor pelo esporte, adjetivos que ajudam o ser humano em tudo na vida. Devo muito a esse esporte, pena que o preconceito atrapalhe e iniba as pessoas de quererem conhecê-lo. Fazendo com que apenas uma pequena quantidade de praticantes desfrutem de tudo de bom que esse esporte possa proporcionar.
Guilherme Paraense



CTEGP (Clube de Tiro Esportivo do Grão Pará)


O clube é uma agremiação que tem por objetivo a prática e ensinamento do Esporte do Tiro. Seja ele Olímpico, Esportivo ou Tiro Prático. Nosso estande está localizado na Estrada do Matadouro, KM1, em Benevides e nossa sede administrativa na Av. Senador Lemos, 242, sala 1, fone (91) 3083-3316.
Para falar com o Presidente ligue para (91) 8405-8585 e com a Secretária (91) 8133-7767. Nosso email é: ctegp@ctegp.com.br
fonte: http://www.ctegp.com.br/


Outros artigos:
by Silvio Aguiar e Colaboradores Pistola


sábado, 9 de maio de 2009

Estádio Francisco Vasques ( O Souza)


O jogo era uma festa
Fotografia, Memória do Cotidiano

O estádio da Tuna Luso (primeiro Comercial, depois Brasileira) continua no mesmo lugar, no bairro do Souza. Em outubro de 1960, quando ficou lotado por abrigar um clássico do futebol paraense, era tão longe que ainda se podem ver altas árvores da mata nativa ao fundo (se o clichê ruim da tipografia permitir). Elas foram eliminadas, é claro. Ir ao Souza era uma viagem, mas até se podia ir e voltar a pé, sem ser acometido por uma “sensação de insegurança”, como nos nossos dias. Mesmo quem chegava atrasado podia encostar-se ao muro de entrada do estádio e assistir a partida com comodidade, ainda que em pé e exposto ao sol (como à chuva). Proteção mesmo só tinha uma pequena parcela do público, que conseguia ficar na parte coberta das arquibancadas. Para todos, ir ao jogo era participar de uma festa, sujeita a eventuais desatinos, de raro desfecho sangrento. Delícias de uma cidade pequena e alegre, que desapareceu.
LFP @ janeiro 15, 2009

fonte: Jornal Pessoal

PORTAL BRASILEIRÃO



Quer saber como está a classificação do Campeonato Brasileiro, quem são os principais artilheiros e quais são os maiores campeões?

Então acesse:
e saiba tudo sobre o campeonato mais equilibrado do mundo:

- Tabela completa e classificação da Série A, Série B e Série C
- Artilharia geral e por clube da Série A e Série B
- Notícias com resenha e ficha completa de cada jogo da Série A
- Lista de campeões de todas as divisões do Campeonato Brasileiro
- Estatísticas com todos os artilheiros da história do Brasileirão
- Página especial de cada clube da Série A, Série B e Série C
- Interatividade com enquete e mural de mensagens
E muito mais... Entre e confira!

por: Daniel Marques

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Comunidades da TUNA LUSO no Orkut

A.T.A.T (108 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=24027253






M.U.C (oficial) (213 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=20030316






Torcida Feminina da Tuna (185 membros)





Fúria Cruzmaltina (213 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=11879508





Est. Francisco Vasques(Souza) (57 membros)




Papão, Tuna, ananindeua e Remo (65 membros)


Tuna/CEO/Ceopm (74 membros)




Tuna Luso Brasileira (1.717 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=112799





TUNA LUSO BRASILEIRA "Elite do Norte" (147 membros)





Eu faço/fazia futsal na Tuna (22 membros)



Sou da "TUNA LUSO BRASILEIRA" (3 membros)





Eu treino na Tuna Luso (6 membros)




Eu joguei volei na Tuna (233 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=3659496





Remo paysandu tuna até morrer. (5 membros)




Tuna Luso de Manaus ( membros)




Tuna Luso (PA) Timemania (6 membros)





Eu jogo futsal na Tuna Luso (116 membros)





Tuna: sub-17 e o melhor!!!!!!! (9 membros)





Re-Tu - Remo x Tuna Luso (86 membros)





Tu-Pa - Tuna Luso X Paysandu ( 40 membros )





1À1 A TORCDA D TUNA PAÇA O FLA (4 membros)





SOU Tunante, e daí? (TUNA!!!!) (5 membros)
Tuna with lasers ( 04 membros)





Sou Tuna até morrer (9 membros)





Tuna o melhor time do Pará (4 membros)





Eu sou Tuna de coração (4 membros)




Eu amo a Tuna Luso Brasileira! (270 membros)
Tuna pra Jesus ( 69 membros)





Banda Tuna ( 114 membros)





Eu também torço pra Tuna ( 257 membros)





Natação na Tuna (221 membros)



Tuna Luso Brasileira (76 membros)



Jogo volei na Tuna (154 membros)
Eu torço pra Tuna e daí! (45 membros)

Ex-nadadores da Tuna ( 10 membros)



Tuna Luso com amor (11 membros)




TUNA LUSO - Belém-PA (17 membros)
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=23240215





DONO DA BOLA, BLOG TUNA LUSO (32 membros)




Águia: Mascote da Tuna Luso ( 04 membros)





Eu e meus colegas jogamos na Tuna (membros)





I ♥ Tuna Luso ( 05 membros)





Tuna Luso Brasileira (111 membros)



Eu sou Tuna de coração (04 membros)

Tuna, Luza Brasileira (8 membros)




GT: Galera de Tuna (09 membros)





Tuna: sub-17 é o melhor!!!! ( membros)
Chega de Remo e Paysandu (83 membros)



Rivalidade no Pará (1.133 membros)





Blogs: